30.10.10

Boletim de Avaliação - Atlantic Division - Celtics

Boston Celtics

O veterano núcleo dos Celtics foi declarado decadente e em fase descendente depois de ter ficado apenas em 4º lugar do Este na temporada regular passada. Mas depois do seu ressurgimento nos playoffs, que culminou numa ida às Finais, passou a ser um grupo experiente que soube gerir o esforço ao longo da época. A jogar em equipa como poucos na NBA, o seu Big Three transformou-se, com a ascensão de Rajon Rondo, num Big Four e este ano, torna-se num Big Five com a adição do (agora) Big Shamrock, Shaquile O'Neal. Foi uma offseason em grande?

Entradas / Saídas
Tinham muitos jogadores que eram free agents este verão e renovaram com a maioria deles, nomeadamente duas das estrelas, Ray Allen e Paul Pierce. Saíram Tony Allen, Shelden Williams, Brian Scalabrine e Rasheed Wallace (retirou-se) e entraram Avery Bradley (escolha no draft), Luke Arangody (escolha no draft), Delonte West, Shaquille O'Neal, Jermaine O'Neal, Von Wafer e o turco Semih Erden.

Frontcourt
Com Kendrick Perkins de fora até Fevereiro (e com o frontcourt como um dos pontos mais fortes dos Lakers), os dois O'Neals vêm reforçar essa área (Shaquille, o titular, Jermaine, a vir do banco). Com Shaq, Kevin Garnett e Paul Pierce, são uma força tanto defensivamente como ofensivamente. É um frontcourt muito veterano (Shaq tem 38, Garnett 34 e Pierce 33), mas se gerirem o esforço ao longo da temporada regular e se mantiverem sem lesões, serão um osso muito duro de roer. E quando Perkins regressar será o frontcourt mais profundo e duro da NBA.

Backcourt
Rajon Rondo já não é o patinho feio do 5 inicial, foi All Star em 2010 e tornou-se uma das estrelas da equipa. O seu lançamento exterior continua a ser fraco, mas é o base da NBA com potencial para fazer mais triplos-duplos (rapidíssimo, penetra muito bem, distribui cada vez melhor e ganha muitos ressaltos, para além de ser um fantástico defensor).
Ray Allen, aos 35 anos, continua numa forma invejável, a ser um atirador fora de série e um jogador a quem nenhuma defesa pode dar espaço.

Banco
Tony Allen e Rasheed Wallace são duas baixas importantes, mas renovaram com Nate Robinson e Marquis Daniels. A saída de Sheed pouco se sentirá, pois, para além dos jogadores referidos antes, ainda têm Glen Davis no jogo interior. No exterior, não têm nenhum defensor do perímetro como Allen e à excepção de Daniels, todos os jogadores exteriores suplentes são mais fortes ofensivamente que defensivamente (Nate Robinson, Delonte West, Von Wafer).

Treinador
Depois de ter ponderado uma pausa na sua carreira, Glenn 'Doc' Rivers decidiu aproveitar a janela de oportunidade de mais um ou dois anos que este grupo tem e voltou para mais uma época ao seu comando. A sua equipa técnica perdeu o guru defensivo, Tom Thibodeau (que foi treinar os Chicago Bulls).

Resumo
Não correu mal a offseason dos Celtics. Esta equipa já joga junta há várias épocas e o que precisam para mais uma hipótese de título é manterem-se saudáveis e livres de lesões. A sua janela de oportunidade está a fechar e só têm mais uma ou duas épocas para tentar ganhar com este grupo. Têm de ganhar agora. A pensar nisso, conseguiram alguns reforços importantes e adicionaram mais algumas peças ao seu puzzle.

Nota: 15


(próximo: Atlantic Division - New Jersey Nets)

Sem comentários:

Enviar um comentário