3.4.11

As surpresas da temporada


Podemos dividir esta temporada em três géneros de equipas: o primeiro é o grupo das que tiveram os resultados (bons ou menos bons) esperados. Este grupo é o maior e nele encontramos a maioria das equipas da NBA (Lakers, Celtics, Mavs, Heat, Thunder, Cavs, Cavaliers, Raptors, etc, etc). Depois temos o grupo das equipas que tiveram resultados abaixo do esperado, um grupo mais pequeno, mas ainda com muitas equipas (que já destacamos no anterior artigo das desilusões da temporada). E por último temos o grupo das equipas que tiveram resultados que ninguém esperava. Este é de longe, o grupo mais pequeno e encontrar cinco equipas que o tenham feito não foi tarefa fácil.

Este número reduzido explica-se pela natureza sempre imprevisível deste feito. Ter resultados acima do esperado, superar as suas próprias capacidades é das coisas mais difíceis de fazer e prever as equipas que o vão conseguir é sempre difícil (ou não fossem surpresas!). A Este apenas uma o fez. Todas as outras estiveram dentro do esperado ou abaixo disso. As outras quatro são do Oeste. E apenas duas delas foram verdadeiramente uma surpresa. As duas restantes estiveram melhor do que se podia esperar, mas não são surpresas totais.

Assim sendo, continuamos então o balanço da temporada regular com As Equipas Que Mais Surpreenderam. Aquelas cujo recorde e posição estão acima daquilo que se esperava no início da época e que deixaram os seus fãs (muito) contentes.


Chicago Bulls
Esta escolha é fácil de perceber e nem preciso de a justificar muito. Já sabiamos que iam ser bons este ano, mas ninguém esperava que fossem tão bons. Primeiro lugar na conferência, a um jogo do melhor recorde da liga. A melhor defesa. Um candidato a melhor treinador (na sua 1ª época). E aquele que é para muitos o melhor jogador da temporada. Em Outubro, nem eles acreditariam que a época ia ser tão boa. A maior e melhor surpresa da temporada.

New Orleans Hornets
Quando o esperado é um desastre, um desempenho razoável é já muito bom. A época da equipa do Louisiana não foi brilhante, mas foi bem acima daquilo que vaticinavam em Outubro. Depois duma offseason em que pareciam ter ficado mais ou menos na mesma, o destino que todos lhes traçavam era ficar de fora dos playoffs. A lesão de David West veio complicar as contas para os playoffs, mas fazerem parte deles já é uma boa notícia para New Orleans.

San Antonio Spurs
Quando parecia que tinha chegado o fim da sua era e se esperava que continuassem a descer, voltam ao topo e foram a melhor equipa mais regular do ano. Apesar dos deslizes recentes, foram sólidos e pareceram rejuvenescidos durante 70 jogos. As lesões abrandaram-nos recentemente e deixaram dúvidas na forma como se vão apresentar nos playoffs, mas ninguém lhes tira o título de melhor equipa da temporada regular. Algo em que ninguém apostava em Outubro.

Memphis Grizzlies
Os Grizzlies continuaram o seu progresso e o seu percurso ascendente. Depois de terem ficado à beira dos playoffs no ano passado, este ano mostraram-se mais fortes e podem acabar numa inesperada 6ª posição do Oeste. Esse progresso não é uma surpresa total (era até o que muitos esperavam), mas a solidez, a regularidade ao longo de toda a temporada e bons resultados frente a algumas das melhores equipas foram uma surpresa (parcial).

Portland Trail Blazers
Continuam a fazer verdadeiros milagres e mesmo com todas as lesões que continuam a persegui-los conseguem manter-se nos primeiros lugares do Oeste. Este ano, praticamente sem contar com Brandon Roy, estão em 6º e são uma das equipas que ninguém quer encontrar na primeira ronda dos playoffs. Surpreendente, mas já o fizeram antes, pela que a surpresa não é total.


Menção Honrosa

Denver Nuggets pós-Carmelo
Merecem um destaque pela forma como superaram a perda do seu melhor marcador. Parecem ainda melhores que antes e, sem Carmelo, são uma das equipas mais em forma e com um jogo mais colectivo da liga. O futuro que lhes previam negro, parece agora bastante luminoso.


A seguir, as maiores surpresas individuais da temporada.

7 comentários:

  1. Grande falha, acho os Sixers uma das maiores surpresas da temporada!

    ResponderEliminar
  2. acho que os hornets podiam fazer melhor.

    ResponderEliminar
  3. E os Sixers, cádê? Tsc tsc tsc...

    ResponderEliminar
  4. Os Hornets têm tido altos e baixos mas no geral, a equipa sem o Chris Paul não se aguentava.

    Para mim, os Nuggets estão bons e recomendam-se depois da saída do Melo! Acho que o Gallinaro é um dos jogadores mais entusiasmantes e que se adaptava a qualquer equipa de topo da NBA!

    ResponderEliminar
  5. DanieldaCruz04/04/11, 12:11

    Como completo fã dos Nuggets é extraordinário ver como a equipa está a jogar neste momento, com muita alegria e imprevisibilidade (algo que é mais fácil de atingir com muitos jogadores bons do que com um muito bom), o que os torna uma equipa forte ofensivamente. Já defensivamente estão ainda melhores, mais pressionantes e ágeis tornam-se bastante difíceis de bater. Portanto, melhor resultado da trade-Melo do que este seria difícil por isso só posso estar contente com o que os Nuggets estão a fazer. Contra os Thunders nos playoffs vai ser muito complicado mas se conseguirmos ganhar um dos 2 primeiros jogos em Oklahoma tudo pode acontecer!
    Estamos ansiosos para que comece a festa dos playoffs!
    Concordo que o Gallinari é um jogador entusiasmante, e com Lawson e Felton estamos com bases muito fortes para fazer jogar a equipa. Nené está fantástico. Queremos ver o Martin a continuar a subir e a voltar à sua melhor forma.
    NUGGETS <3

    ResponderEliminar
  6. Concordo plenamente com as tuas escolhas, mas há duas equipas que estão claramente a jogar um basket muito interessante à entrada para os playoffs e que podem surpreender algumas equipas mais cotadas.
    Os Nuggets estão numa forma extraordinária desde a "melo trade" e apesar de não terem nenhuma estrela no plantel têm uma equipa muito equilibrada, com um excelente banco e que finalmente começa a ter alguma eficácia defensiva. (se utilizarem bem um ou dois jogadores de qualidade que não têm lugar na equipa actual ex:Felton na próxima época podem fazer 1/2 boas trocas e tornarem-se ainda mais fortes, para além das draft picks com que ficaram).
    A segunda e a minha personal favourite (na coferência Oeste) os Blazers. Durante toda a época aguentaram-se à longa ausência de B.Roy e do "D.Sebastião" deles Greg Oden que em 4 anos fez 82 jogos depois de ter sido a 1º escolha no draft à frente de Kevin Durant!
    L.Aldridge tem feito uma época fantástica e deveria ter sido all-star. A.Miller manteve a sua eficácia habitual e também pudemos observar uma grande melhoria em W.Matthews como tu mencionaste. A equipa conseguiu manter uma percentagem positiva mas mesmo com a chegada de B.Roy não acreditei que eles fossem capazes de uma boa "run" nos playoffs porque, tal como se esperava, regressou a produzir muito menos do que nos tinha habituado. Contudo após a trade season a minha opinião mudou. Penso que os Blazers fizeram a melhor movimentação no mercado ao adquirir G.Wallace que lhes traz muito mais do que a sua média quase double double ( ppg15.5 rpg8.1). Wallace é um dos melhores jogadores defensivos da liga (sabemos bem a importância da defesa nos playoffs) e o seu “atleticismo” dá-lhes algo que eles não tinham nas transições rápidas. Para além disso é uma 2ºopção para marcar muito válida caso L.Aldridge não esteja a funcionar. Ao relegar N.Batum para o banco os Blazers ficam com um banco mais assustador apesar da falha em jogadores com presença interior mas ninguém se importaria de ter B.Roy, Batum, e Rudy Fernandez a sair do banco.
    Concluindo espero duelos muito interessantes entre Oklahoma e Denver bem como entre Dallas e Portland se as posições se mantiverem, neste último aposto na surpresa de Portland.

    P.S – Só uma curiosidade, os fãs mais antigos dos Blazers estão a ter uma sensação de déjà vu em relação a Greg Oden porque já em 1984 tinham seleccionado Sam Bowie (grande promessa mas que não atingiu nem de perto as expectativas na NBA) no lugar de nada mais nada menos que Michael Jordan.

    ResponderEliminar
  7. Boa surpresa os meus Hornets, pois no início da temporada não apostava neles para os 8 primeiros (ainda não está garantido).

    O GM dos Hornets fez boas trades no Verão e Monty Williams revelou-se uma boa surpresa no banco. A qualidade defensiva está lá e, apesar de um ataque bastante fraco, a verdade é que a equipa aguentou-se bem. Como foi referido por um leitor, a temporada foi de altos e baixos, mas as boas performances frente às equipas do Este (19-11) e frente a Memphis, Portland e Houston (7-3) catapultaram a equipa para outro patamar. Apesar de tudo, Chris Paul está a anos-luz do que já fez na NBA, valendo a capacidade defensiva da equipa, pois foi aí que tivemos a base do sucesso.

    ResponderEliminar