26.5.11

O destino dos Mavs

Os Dallas Mavericks já estão nas Finais. Esperam agora pelo vencedor do Este, que ao que parece vão ser os Heat (calma, fãs dos Bulls, eu sei que ainda não acabou, mas neste momento parece muito difícil outra possibilidade; foi uma excelente época, de qualquer forma, melhor do que qualquer um de nós acreditava). A confirmar-se, preparem-se para uma reedição da final de 2006. E essa final ainda hoje deve aparecer em pesadelos aos dois Mavs que restam dessa equipa (três, se contarmos com Mark Cuban): Dirk Nowitzki e Jason Terry.

A temporada estava a ser de sonho. Os Mavericks fizeram mais uma sólida temporada regular (60-22) e, nas semifinais do Oeste, eliminaram os seus maiores rivais (do Texas e, nesse ano, da NBA, os Spurs, que tinham ficado à sua frente na temporada, 63-19) numa renhidíssima série a 7 jogos. Despacharam depois os Suns na final de conferência e ganharam os dois primeiros jogos das Finais, em Dallas. Pareciam lançados para o seu primeiro título.

E então, o pesadelo começou. Estamos no jogo 3. Os Mavs lideram confortavelmente por 13 pontos, a menos de 6 minutos do fim. Contra todas as probabilidades, os Heat fazem uma recuperação milagrosa e vencem por 2 pontos (parece familiar? Durant e Westbrook podem usar isso como consolo). Depois dessa derrota improvável, os Mavs perdem os 3 jogos seguintes e perdem as Finais, 4-2. Foi uma oportunidade de ouro perdida. Os Mavs estiveram a 6 minutos de conseguir uma vantagem que nunca foi virada (3-0) e praticamente garantir o título.

Desde então que tentam voltar a ter essa oportunidade, sem sucesso. Em 2007 (depois duma temporada regular ainda melhor, 67-15, e quando eram os maiores candidatos ao troféu Larry O'Brien), tornaram-se o terceiro nº1 da história a ser eliminado por um nº8 (às mãos dos Warriors), em 2008 perderam de novo na 1ª ronda (os Hornets foram os carrascos desta vez), em 2009 avançaram mais uma ronda, mas perderam com os Nuggets nas semifinais e em 2010 voltaram a cair na 1ª ronda (frente aos velhos rivais Spurs).

Parecia faltar sempre qualquer coisa. Eram bons, mas nunca mais foram tão bons como naquelas épocas de 2006 e 2007. E com isto os seus principais jogadores iam ficando mais velhos e a janela de oportunidade ia ficando mais pequena a cada ano que passava. Até que este ano, numa temporada em que mais uma vez estavam no lote de candidatos, mas não eram, nem de perto nem de longe os maiores candidatos, numa temporada em que todos apontavam os Lakers ou Spurs como vencedores do Oeste, eis que os Mavs começam a jogar o seu melhor basquetebol nos playoffs e chegam onde poucos esperavam.


Nuns playoffs recheados de surpresas, quando menos se esperava, eis que os Mavs voltam a ter a oportunidade que perseguem desde 2006. E ao que parece, vão ter de passar pela mesma equipa. É a oportunidade da vingança. É o destino?

2 comentários:

  1. Gostava que os Heat ganhassem o título este ano, mas o Mavs não vão ser pera doce, Dirk Nowitzki está num momento de forma absurdo e o J.Terry/JJ Barea não ficam atras mas acho que a força de Dallas está no colectivo pois ninguém está a jogar "propriamente mal". Quanto a Miami já todos conhecemos a peça, 3 + 1 "impulsionador do dia" como Haslem, Miller ou Jones já o foram, mas Miami não pode pensar que já estão na final, D.Rose pode muito bem fazer estragos mas vai ser dificil.

    ResponderEliminar
  2. pro.benfica29/05/11, 15:10

    Não. Os Heat vão ganhar por 4-0 ou 4-1.

    ResponderEliminar