5.11.11

As últimas do lockout


Vejam lá se chegam a acordo duma vez, que já estamos fartos de fotos do David Stern

Hoje temos (mais) um dia decisivo nas negociações entre a liga e os jogadores. Não sei se será desta que festejamos o fim do lockout, mas a abundância de rumores, boatos e hipóteses que circulam na imprensa americana fazem-nos acreditar que algo está para acontecer. Quando todos os jornais, sites e televisões dão as mesmas notícias é sinal que não se passa nada, mas quando há rumores a disparar por todos os lados e diferentes versões a aparecer a cada hora, então é porque algo está a (ou prestes a) acontecer.

Se acreditarmos em Howard Beck, do New York Times, o acordo já está 95% completo e falta apenas ultrapassar a última barreira. Segundo fontes anónimas citadas no seu artigo, a liga e os jogadores já têm acordo sobre praticamente tudo (durações e natureza dos contratos, tectos salariais, regras para as transferências e para os mercados de free agency), faltando "apenas" a divisão do BRI.

Na mesma linha parece estar Tim Kawakami, do Mercury News, que afirma que esta disputa está terminada e a liga e os donos ganharam. Segundo ele, é hora dos jogadores capitularem e só lhes resta decidir como o vão fazer.

Mas nas últimas horas têm-se intensificado os rumores dum perigo que ameaça a concretização do acordo: a deserção do sindicato. Adrian Wojnarowski, da Yahoo Sports, é um dos que afirma que 50 jogadores planeiam a deserção do sindicato e a continuação da disputa nos tribunais, caso o sindicato ceda e aceite os 50-50 na divisão do BRI. Pode ser descontentamento real com Derek Fisher e Billy Hunter ou pode ser apenas uma táctica para assustar os donos.

De qualquer forma, esta é apenas uma amostra mínima do que tem sido escrito nos últimos dias. Os rumores pululam como ainda não tinha sucedido em todos estes meses de lockout, por isso hoje ou amanhã podemos ter novidades. Só esperemos que sejam boas.

3 comentários:

  1. João Tavares05/11/11, 17:56

    Toca a rezar pessoal!
    Já estou farto de me deitar cedo!

    ResponderEliminar
  2. Sinto falta da NBA.
    Espero que cheguem a um acordo.
    Cumprimentos!

    ResponderEliminar