14.11.11

O dia quem o lockout termina ou explode


É hoje. Mais um dia decisivo para a NBA, provavelmente o dia mais importante destes 4 meses e meio de lockout. Os 30 representantes das equipas reúnem-se hoje em Nova Iorque para decidir se levam esta proposta dos donos a votos com todos os jogadores. 

E o optimismo não tem reinado nestes dias de espera. Para além das manifestações de descontentamento de vários jogadores, os agentes, como se previa, lançaram uma ofensiva na comunicação social e no Twitter e estão a fazer força para que a proposta seja chumbada. David Stern acusa-os de egoísmo e de estarem preocupados apenas com os seus interesses. "Penso que os jogadores não estão a receber a informação verdadeira do seus agentes, que estão juntar-se em bando, uma espécie de coligação de egoístas e falaciosos, para fazer tudo o que puderem para não terem menos oportunidades de fazer dinheiro", foram algumas das palavras nada amigáveis que Stern lhes dirigiu.

Para tentar contrariar a desinformação dos agentes, o comissário dirigiu uma carta aos jogadores:


Como diz David Stern na carta, sim, é verdade que este não é o acordo que muitos jogadores queriam. Mas também é verdade que não é o acordo que muitos dos donos queriam. E já é tempo de ambas as partes se conformarem e aceitarem a realidade (e o acordo). Vamos esperar que as cabeças frias levem a melhor e que os jogadores tomem a decisão certa hoje. Façam figas!


Actualização (00:01):
Explodiu...
Ainda estou a digerir a desilusão, amanhã partilho os meus sentimentos sobre tudo isto. As cabeças frias não levaram a melhor na NBA e eu também não vou escrever com a minha ainda quente.

3 comentários:

  1. o pior acabou mesmo por acontecer, no deal.

    ResponderEliminar
  2. Esta situação não faz sentido nenhum em contexto algum. É só pensarmos,se numa empresa qualquer o patrão não chega a acordo com o salários dos trabalhadores nem o patrão ganha dinheiro nem os trabalhadores recebem salários. Se isso acontece na NBA é porque os donos têm outras fontes de lucro, para além da NBA e os jogadores sobrevivem bem com os seus negócios pessoais e publicidade senão era impossível haver posições extremadas. Na verdade ninguém merece receber aquilo que pede, se nem por um segundo pensam no fãs, principalmente aqueles que gastam uma fortuna das suas economias em bilhetes de época.

    ResponderEliminar
  3. Rui Ratão15/11/11, 01:17

    FUCK THEM ALL!

    ResponderEliminar