11.11.11

Temos temporada...


...se os jogadores quiserem. 
A reunião de ontem terminou ainda sem acordo (era a 23ª sessão de negociações, tinha sido uma bonita homenagem ao melhor jogador de sempre se tivessem fechado negócio ontem) e voltamos para o jogo da espera.

Segundo David Stern, "acabou o tempo de negociar" e a liga volta a colocar em cima da mesa uma proposta para os jogadores pegarem ou largarem. Se pegarem, temos uma temporada de 72 jogos a começar a 15 de Dezembro.


Ora, a proposta que está agora em cima da mesa é, basicamente, a mesma que estava antes, com apenas algumas (pequenas) cedências dos donos nas questões do sistema. Os donos não vão mais longe que isto e, ao que tudo indica, mesmo isto já é mais do que alguns deles queriam ceder. Parece que David Stern já espremeu tudo o que era possível dos seus proprietários e a bola volta para o lado dos jogadores.

E estes parecem dar sinais de conformação. Billy Hunter dizia ontem à saída da reunião que "esta não é a melhor proposta do mundo, mas tenho a obrigação de, pelo menos, apresentá-la aos nossos membros." E, visivelmente cansado, deixou ainda escapar um desabafo: "Tem sido um processo longo, mas está quase a terminar." Não é um atirar da toalha ao chão, mas é quase.

Agora os 30 representantes das equipas vão reunir-se esta segunda ou terça-feira e decidir se levam esta proposta a votos (com todos os jogadores). Muitos jogadores já afirmaram que querem votar e vários deles já disseram que votam a favor. É claro que os jogadores (e agentes!) da facção mais radical vão fazer força para não aceitarem e desertarem, mas não parecem ser a maioria. Esperemos, portanto, que as cabeças frias levem a melhor. 

No início da próxima semana saberemos então se vamos a votos e, se formos, lá para o final da semana sabemos o resultado. Até lá, cá continuamos a fazer figas.

Sem comentários:

Enviar um comentário