30.12.11

Há esperança para os Mavs e trabalho de casa para os Thunder


Vamos começar pelo fim:



E a primeira coisa que nos vem à cabeça? Sim, é um lançamento impressionante de Durant e um buzzer beater para os anais da temporada, mas os Mavs podiam (e deviam) ter defendido muito melhor esta última posse de bola. Durant era o último jogador que podia receber aquela bola, podiam deixar qualquer jogador livre menos KD; para além disso, se alguém duvidava que a bola ia para ele, isso ficou óbvio quando James Harden faz o primeiro bloqueio e Perkins se prepara para um segundo bloqueio. Brendan Haywwod, que era o defensor de Perkins, era o jogador em melhor posição para reconhecer isso e assim que Perkins se posicionava para o bloqueio, Haywood tinha de reagir e sair a Durant (Perkins estava de costas para a bola e não era uma ameaça; e mesmo que recebesse a bola ali seria uma muito melhor alternativa que deixar Durant receber nos 3 pts).

Mas, Brendan Haywood não é propriamente nem o jogador mais rápido da NBA nem o melhor defensor. O que nos leva à segunda coisa que nos vem à cabeça: Porque Rick Carlisle não meteu Ian Mahinmi, mais rápido e mais atlético, para defender esta última posse de bola? 
E a terceira coisa que nos vem à cabeça: Nowitzki podia virar as costas ao jogador que estava a repôr a bola, ficando os Mavs com 5 jogadores dentro de campo para defender 4. Ok, a estratégia dos Mavs não foi essa, mas antes preferiram pressionar Sefolosha e dificultar o passe ao máximo. Mas mesmo nessa opção, o alemão não devia virar completamente as costas ao campo e tinha de estar pronto para  sair a algum jogador que cortasse para aquela zona. Nowitzki tinha de ver o corte de Durant mais cedo (quando reagiu foi já muito tarde) e, mais uma vez, Jason Terry (ao sofrer o primeiro bloqueio de Harden) ou Brendan Haywood (ao reconhecer o segundo bloqueio de Perkins) tinham de avisar o alemão que Durant se dirigia para ali. Falta de comunicação e falta de reacção dos Mavs custaram-lhes este jogo.

Mas, e isto leva-nos até à quarta coisa que nos vem à cabeça, as notícias sobre a morte dos Mavs podem ter sido ligeiramente exageradas. Ontem jogaram bem melhor que nos primeiros dois jogos e, lapso final à parte, defenderam muito melhor (38-38 nos ressaltos, 14 roubos de bola e 26 turnovers de OKC). Estiveram mais agressivos, mais determinados e não foram a equipa mole dos jogos anteriores. Como disse Rick Carlisle ontem, no fim do jogo, "estamos a fazer progressos, mas ainda não estamos onde precisamos." Mas há esperança que lá consigam chegar. Ainda há esperança para os Mavs.

E, para terminar, a quinta e última coisa que nos vem à cabeça: os Thunder não vão ganhar um título enquanto Westbrook não passar bem a bola, não fizer menos turnovers e não dirigir melhor a equipa. E esta última é a mais importante de todas. A marcar pontos é bom, os passes podiam ser melhores, tem de tomar melhor conta da bola, mas onde precisa mesmo de melhorar é na gestão do ritmo de jogo e na gestão do ataque da equipa. Kenny Smith dizia hoje na NBA TV que "o que faz um grande base não são os pontos ou mesmo os passes, é o controlo do ritmo (control of the tempo), meter a tua equipa a jogar da maneira que queres e da maneira que a equipa precisa."

Leitura de jogo, reconhecer quando é preciso acelerar, quando é preciso acalmar, quando deve jogar 1x1 ou quando deve colocar a bola no interior, quando é preciso explorar um mismatch na defesa ou então reconhecer a melhor posição em campo para servir um companheiro e criar essa situação. É isso que fazem os grandes como Paul, Kidd ou Rondo e é isso o que separa Westbrook de ser um dos melhores bases da liga. E o que separa os Thunder de serem verdadeiros candidatos ao título.

10 comentários:

  1. Candidatos ao título são, aliás, são os mais fortes opositores a miami. Mas realmente, com o westbrook a jogar assim, perdiam em 5 jogos na final.

    ResponderEliminar
  2. É por isso que digo que o CP3 é o melhor PG da Liga. O Westbrook e o Rose não passam de 2 grandes SG´s.

    Como adepto dos Hornets, vi bastantes jogos do CP3 ao longo dos anos e, porra, ninguém controla o ritmo do ataque, orienta a equipa dentro do campo e distribui o jogo como ele...

    ResponderEliminar
  3. Não nos podemos esquecer que o westbrook tem apenas 23 anos e quando tiver a idade do chris paul (26) irá ser de certeza melhor que ele, quanto ao jason kidd que já tem 38 anos não há nada a dizer. O Rondo na minha opinião, durante um jogo é capaz do melhor e do pior, penso que se encontra muitos furos abaixo do chris paul e do derrick rose( melhor pg na minha opiniao).
    Visto que a época ainda está no início penso que vai haver evolução da parte do westbrook e teremos umas finais miami-OKC

    ResponderEliminar
  4. Vocês estão se a esquecer do Deron Wiliams que quando esta em forma e dos melhores Pg,mas nunca vai ser melhor do que o Chris Paul.
    Neste momento Durant e Lebron são de longe os melhores jogadores da liga.

    ResponderEliminar
  5. Ola a Todos!
    Podem me Explicar Essas Posições de PG SG.. sff? Obrigado ;)

    ResponderEliminar
  6. O point guard (PG) é o base ou, nas posições por números, o jogador 1 (jogadores como Jason Kidd, Derrick Rose, Chris Paul, etc).
    São os jogadores que normalmente transportam a bola para o ataque e organizam o ataque da equipa.
    O shooting guard (SG) é o extremo-base (ou segundo-base) ou, por números o jogador 2 (jogadores como Kobe Bryant, Michael Jordan, Ray Allen, etc).
    São jogadores que são, normalmente mais marcadores de pontos ou atiradores (mas também podem ser mais penetradores que lançadores, como Dwyane Wade, por exemplo).

    ResponderEliminar
  7. Mesmo assim, Márcio, Dallas defendeu mal e está muito longe da época passada.

    DeShawn Stevenson era uma carraça a defender, além da «trash talk», em que era especialista.

    Chandler era um muro na área mais próxima do cesto. Este ano... Haywood não é jogador. Barea não tem substituto à altura.

    Continua a ir valendo o ENORME Dirk. É pouco, muito pouco, até porque o alemão nunca foi nem será um defensor.

    ResponderEliminar
  8. Ninguém fala do melhor PG? Como é possível? 2 vezes seguidas MVP ? Lamentável. Não ninguem na NBA a ler tão bem o jogo como STEVE NASH.

    ResponderEliminar
  9. Marcio, Rose também é gente e que gente estamos aqui a falar para mim o melhor base do mundo.

    ResponderEliminar
  10. Steve Nash nao tem uma equipa á altura da grande maioria dos PG's aqui falados, mas é claramente ainda o melhor PG da liga.

    ResponderEliminar