26.7.12

Uma Superburrada


Já não há paciência para a novela de Dwight Howard. Quando pensávamos que LeBron James já tinha escrito o Guia Definitivo Do Que Não Fazer Quando Se É Free Agent E/Ou Se Quer Mudar de Equipa, o (ainda) poste dos Magic consegue fazer ainda pior. Quando pensávamos que ninguém podia gerir pior um processo de free agency, o futuro poste dos Nets/Lakers/Mavs/Rockets/outros consegue elevar (ou baixar?) ainda mais a fasquia.


Primeiro, Howard não queria renovar com os Magic, queria tornar-se free agent no final do contrato e escolher o seu destino. Nada de errado até aqui.

É claro que (como já tinha acontecido aos Nuggets com Carmelo), isso deixou os Magic reféns da situação durante toda a temporada, pois Howard estava no último ano de contrato e aqueles não queriam que lhes acontecesse o mesmo que com Shaq em 96. E assim, andaram toda a temporada a lutar em duas frentes: por um lado, ainda a tentar convencê-lo a ficar e por outro (se não conseguissem convencê-lo), a tentar trocá-lo (para ele não sair sem receberem nada em troca).

Esta incerteza acompanhou os Magic ao longo de toda a temporada e prejudicou obviamente a equipa (nestas ocasiões os jogadores e treinadores podem dizer que não estão precoupados com os rumores e que estão apenas concentrados em jogar e essas coisas todas, mas é óbvio que isso perturba o grupo, cria instabilidade e prejudica o rendimento).

Mas, apesar de tudo, isso não era culpa de Howard e ele até aí não tinha feito nada de errado. Terminado o contrato com os Magic, tinha todo o direito de se tornar free agent e ir para outra equipa, se quisesse. Só que a partir daqui, Howard reescreveu de forma brilhante o manual do que não fazer.

Porque depois, inexplicavelmente para quem queria sair, assinou uma extensão de contrato por mais um ano. Só que Howard continuava a querer sair de Orlando. Mas agora já não era free agent e já não podia escolher o seu destino. Mas queria fazê-lo e exigiu ser trocado para uma equipa específica. Recapitulando: Howard tinha a faca e o queijo na mão, depois meteu a faca e o queijo na mão da equipa, mas depois exigiu que a equipa fizesse o que ele queria com a faca e o queijo. Quão ilógico (e burro) é isso?


Se não tivesse assinado aquela extensão, era um jogador livre no final na época e por esta altura já tinha assinado com a equipa que queria. Já estava a jogar em Brooklyn ao lado de Deron Williams. Ele tinha o seu destino nas mãos, voltou a colocá-lo nas mãos da equipa. 

O que Howard fez quando assinou aquela extensão foi prolongar a agonia dos Magic (e dos fãs dos Magic) e prolongar a novela por mais sabe-se lá quantos meses. Já para não falar que, ao restringir as possibilidades de troca a uma equipa, ele próprio bombardeou as hipóteses de sair, pois deixou os Magic sem alternativas para encontrar outros negócios melhores.

Pelo meio fica ainda a entrevista mais embaraçosa de sempre, um treinador e um general manager sacrificados para tentar satisfazer Howard e uma equipa que vai sair em cacos desta confusão.

Habituado a ser adorado pelos fãs (de Orlando e não só) e habituado a ser um dos meninos bonitos da NBA, talvez Howard tenha cedido à publicidade negativa e a todas as críticas que se caíram sobre ele. Ele estava habituado a que gostassem dele. E se calhar teve medo de sair a mal de Orlando. Talvez ele apenas quisesse que não ficassem a odiá-lo. Se calhar ele só não queria ser o novo vilão da NBA. Mas tudo o que fez só ajudou a isso. Porque os fãs nunca vão esquecer Howard. Esta superconfusão será recordada para sempre em Orlando.

10 comentários:

  1. Ele queria ficar.. depois ja não sabia.. depois activa a clausula para ficar la mais um ano.. depois rejetita tudo o q é propostas pra renovação.. depois complica tudo o q é trocas.. e agora quer ser trocado mas mesmo assim vai testar ser free agent?!

    por um lado ele tem todo o direito em não querer se comprometer por mais X anos desde já.. assim ele tem tempo para estudar as suas hipoteses..
    mas ele sabe bem o quanto vale e q neste momento ninguem quer arriscar a ficar com nada daqui a um ano..

    falam que ele pode ir para os lakers.. mas seria quase certo que os lakers teriam que meter bynum pelo meio das negociações, jogador que certamente renovará com os lakers caso fique em la..
    falam dos nets que acabaram de renovar com brook lopez que tb se fartaram das incertezas de howard.. mais vale um na mão q dois a voar..
    Atlanta, a cidade do poste, tb está na luta.. mas eles ja perderam joe jonhson e será q eles estão perparados para deixar ir al harford e depois se howard não renovar?

    vai sair daqui uma novela daquelas q so acaba qd ele quiser..

    ResponderEliminar
  2. Como fã dos Lakers adorava tê-lo em LA, mesmo sacrificando Bynum mas o homem pelos vistos só quer Brooklyn. Portanto, se assim for, boa viagem. Os Lakers precisam de um sg/sf suplente capaz de marcar pontos de forma urgente, porque sem Howard ficando com Bynum estamos porreiraços na mesma.

    ResponderEliminar
  3. http://youtu.be/Czhs_SQ5Kyk - reformulando...se este pitbull for capaz de marcar uns pontitos a partir do banco, estamos bem. É capaz de ser um bocado cedo mas esta atitude de big boy vai deixar muito boa gente impressionada, parece-me.

    ResponderEliminar
  4. Stoudemire26/07/12, 19:01

    Resumindo, não teve a coragem de fazer o que LeBron fez e agora é o que vê...
    Gostava de o ver nos Atlanta com o Josh Smith, e penso que o Paul também é FA para o ano, ficaria um trio de título.

    ResponderEliminar
  5. Se ele não quer ficar, e se ele não quer facilitar a saída, o franchise devia sentá-lo o ano inteiro.

    ResponderEliminar
  6. Já nem tenho paciência para essa novela. Ver todos os dias no site da NBA avanços e recuos no caso, torna aquilo tudo numa farsa.

    ResponderEliminar
  7. Lebron virou FA, foi analisando as propostas de vários clubes e depois decidiu-se por um...agora o Howard não se percebe o que ele quer fazer, renova com a equipa durante um ano quando poderia ficar FA e escolher o seu futuro a vontade, estraga o ambiente da equipa com os seus comentários sucessivos a dizer que quer sair depois exige a saída do treinador e tudo para depois querer sair na mesma a todo o custo para uma equipa que não tem nada para oferecer à equipa de Orlando...ele com estas tretas já estragou 3 temporadas aos Magic, era preferível ele já ter saído e assim Orlando já estava a fazer o rebuild natural...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas olha que se Orlando não está a fazer rebuild não é somente culpa do Howard..

      Eliminar
    2. Stoudemire27/07/12, 02:01

      Orlando fica quase ou tão mal na fotografia como ele...

      Eliminar
  8. Bem fez Utah em trocar logo o D-Will e não deixar que as coisas se intensificassem a este ponto. Com mais tempo podiam eventualmente ter feito um negócio melhor, mas já foi bastante bom; ficaram com 2 jogadores jovens muito promissores para o frontcourt (Favors e Kanter) e acho que a saída do D-Will deu mais espaço ao Hayward para crescer e ainda mais responsabilidade ao Millsap. Seguiram em frente e pronto. Orlando devia fazer o mesmo.

    ResponderEliminar