3.12.12

Uns Xs e Os para começar a semana


Na madrugada de Sábado para Domingo, num emocionante duelo decidido apenas ao fim de dois prolongamentos, os Blazers sairam de Cleveland com uma vitória graças ao grande lançamento de Nicolas Batum, mas acima de tudo, graças a uma excelente execução na última posse de bola:


Tudo começou com os quatro Blazers colocados nos quatro cantos da área restritiva:


A movimentação iniciou-se então com o bloqueio de Batum, do lado esquerdo do campo, a J.J. Hickson e com uma acção inversa do lado contrário (o jogador que partiu do exterior, LaMarcus Aldridge, é que fez o bloqueio ao jogador que partiu da posição interior, Wes Matthews):


E aqui foi onde a execução dos Blazers se tornou excelente. As movimentações de ambos os lados do campo foram iscos perfeitos para a defesa dos Cavs. O bloqueio de Batum a Hickson e a corte deste para o cesto obrigou o defensor do francês, Alonzo Gee, a dar um tempo de ajuda, pois Hickson poderia receber um alley hoop e ter um cesto fácil. E foi esse tempo de ajuda que permitiu a Batum ganhar o segundo de vantagem que precisava. 

Do outro lado, depois do bloqueio a Matthews, LaMarcus Aldridge não cortou para o cesto, mas antes virou-se para fazer um novo bloqueio, a Batum, que depois do bloqueio a Hickson, cortou para o lado contrário:


Gee foi atrás dele, mas ia já atrasado e ficou ainda mais atrás depois do bloqueio de Aldridge. Batum ganhou metros preciosos e o espaço suficiente para receber e armar o lançamento:


O momento decisivo de toda a movimentação é o bloqueio de Batum (sem o qual não teria conseguido a vantagem que se revelou fundamental) mas toda a execução dos Blazers foi exemplar. Uma execução colectiva perfeita e duas excelentes execuções individuais de Batum (o bloqueio e o lançamento) que valeram três pontos e uma vitória.

1 comentário:

  1. E' um movimento colectivo excelente ao qual eu apenas quero evidenciar dois pontos :
    1 - o ultimo bloqueio do Aldridge (fez com q Gee passasse de "estar atras de Batum " para "ficar para tras de Batum " ) , um pormaior !
    2 - a falta de contestacao ao lancamento , aparentemente , desiquilibrado de Batum . Gee sabia q a bola tinha q sair imediatamente das maos de Batum e nem assim tirou os pes do chao .

    ResponderEliminar