17.2.13

Hoje é dia de festa


Hoje é um dia em cheio. É dia de encerramento da festa em Houston com o All Star Game, a partir da 1:00:



E dia de celebração do 50º aniversário de Michael Jordan. É verdade, His Royal Airness, com quem tantos de nós crescemos e cujas jogadas que nos deixavam boquiabertos parece que foram ontem, já tem 50 anos. Por isso, até à 1:00 e enquanto LeBron, Durant, Kobe e companhia não entam em campo para fazer os seus números, este é um dia para recordar o melhor de sempre. É o dia de todas-as-coisas-Jordan:


- na ESPN podem ver uma galeria especial de fotos com os 50 melhores momentos do melhor de sempre (de 50 ao 11 votado pela ESPN; top 10 votado pelo público).


- a SI também fez capa com Jordan no seu último número, a 50ª vez que o ex-Bull é capa da revista. Podem ver aqui as 50 vezes que ele apareceu na capa da SI.


- e no site da NBA têm todos os tops e mais alguns de Mike: melhores jogadas das Finais, melhores jogadas dos playoffs, melhores momentos, jogadas especiais ou os melhores afundanços da carreira:


Para o menino Michael, uma salva de palmas!


27 comentários:

  1. Parabéns ao MJ. Será que vai dar uma perninha no all star game?

    ResponderEliminar
  2. Papa Valdemares17/02/13, 20:14

    A graciosidade com que ele fazia estas coisas.

    O meu preferido é aquele sobre o Pat Ewing. Vou, não vou, volto atrás e... PUMBA!

    ResponderEliminar
  3. Triplo Duplo17/02/13, 21:07

    Ainda me hão-de dizer qual é o interesse de um gajo fazer anos, ainda por cima já retirado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque sao os anos do Rei :)

      Eliminar
    2. Triplo Duplo17/02/13, 22:31

      "Rei" ;)

      Eliminar
    3. é só o atleta melhor sucedido n só na NBA como na história do desporto, quer em termos desportivos como em termos financeiros. Isso a juntar aos rumores de voltar a jogar para celebrar os 50 anos e n é difícil perceber o porquê do interesse.

      Eliminar
  4. São "só" os anos do melhor jogador de basquetebol de todos os tempos.

    ResponderEliminar
  5. Simoes o rei faz anos é dia 30 de Dezembro.
    Jordan será o melhor de sempre ate LeBron terminar a sua carreira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, se entendermos no sentido de D. Duarte Pio, tens razão.

      Eliminar
  6. hmmmmmmm nao :) lebron nao ira ultrapassar MJ, este sim o verdadeiro rei.

    ResponderEliminar
  7. O mais curioso para mim neste all star game é mesmo o facto do Spoelstra ser o treinador do Este. Partindo do princípio que ganha este ano o segundo anel, temos um all time great em potência. E esta, hein?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Spoelstra só tem 3 jogadores titulares no Este. Isso é mto? Lol mais valia porem o Thibodeau...
      agora mais a sério, parece q este jogo vai ser menos a brincar do q o normal num all star game. pelo menos a julgar pelo empenho defensivo das 2 equipas.

      Eliminar
  8. REST IN PEACE JERRY BUSS!!!!! após o dia de festa de ontem, a NBA está hoje de luto!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro, o Duffus18/02/13, 18:09

      Um dos grandes donos de equipas.

      A seu jeito, é também ele uma lenda do jogo.

      RIP

      Eliminar
    2. É, morreu o doutor Buss...dia triste para a nba e para os fãs dos Lakers, que não têm descanso esta temporada :|

      Eliminar
  9. Existe uma jogada que para mim é a melhor de MJ e que jamais esquecerei, que é aquela bandeja contra os Nets. A certa altura do movimento, parece que pára no ar... incrível!
    E é engraçado reparar na reacção de um dos jogadores dos Nets que está no banco.
    Parabéns Sua Alteza!
    http://www.youtube.com/watch?v=ObfvC148r8U

    ResponderEliminar
  10. Pedro, o Duffus18/02/13, 18:06

    Jogada da noite de ontem: Kobe Bryant abafa LeBron James... 2 vezes!

    O resto foi show de CP3 e... três humilhações e Chris Bosh. O gajo já estava passado de todo.

    ResponderEliminar
  11. Festa ontem, luto hoje. R.I.P. Jerry Buss, foi um excelente presidente dos Lakers. Pena é o filho,Jim, não perceber nada da coisa... E agora os Lakers estão em apuros se ele continuar a frente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estão em apuros de qualquer das formas, palpita-me. Com tristeza minha, tudo aponta para uns anos a penar e a reconstruir, vamos a ver.

      Eliminar
  12. A jogada da troca de mãos e o afundanço sobre Pat Ewing que o Valdemares tão bem descreve, são jogadas de génio.
    Como dizia o grande Bird, era o tal homem que de vez em quando se vestia de Deus.
    É assim, uns são grandíssimos jogadores, alguns ao nível da excelência. ´Na história, ele será sempre colocado num patamar acima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Engraçado que eu por mais que tente não consigo colocar o MJ acima do Magic. Talvez por não ter o sentimento nostálgico de crescer a ver o Jordan...não sei.

      Eliminar
    2. Eu sempre gostei mais de ver o Magic (e admito que é uma questão pessoal). Afinal sou Lakers graças a ele! A história reza dos factos.... mas tenho na minha que a precoce saída de cena do Magic evitou aquele que seria o mais épico dos confrontos entre jogadores da NBA. Curiosamente após o confronto Magic/Bird. Tenho pra mim que o Jordan não ganharia tantos títulos... Mas não lhe tiro o mérito!!

      Eliminar
    3. Pois olha que eu, acima do Magic, ainda ponho o Bird (e só falo dos que vi jogar, e não quero falar dos que jogam agora).
      Além disso, não te esqueças que se cresci a ver jogar o Jordan, também vi ao mesmo tempo o Magic.
      De qualquer, também acho que o Magic era um dos grandes, mas o Jordan era estratosférico.
      Já agora, foi contra o Magic que ele fez aquela jogada da troca de mãos (é impagável a cara de Cliff Livindston, como que a não acreditar no que tinha acabado de ver e que a televisão focou várias vezes). Depois, aqueles afundanços sobre todos os homens grandes da liga, como o Ewing, Bol, Morning, etc, é obra, hein?

      Eliminar
    4. Papa Valdemares19/02/13, 00:04

      Assim gosto: uma «discussão» saudável em que cada um dá a sua opinião e dá conta das suas preferências, sem picardias.

      Eu serei sempre um Jordan, porém, curiosamente, nos primeiros tempos não o suportava. É certo que o meu «amor» estava concentrado em D. Johnson, D. Ainge, Larry Bird (vénia), Kevin McHale e Robert «O Chefe» Parish (que voltou a ser campeão, aos 40 anos, ao lado de Sua Alteza Real), mas ainda hoje não consigo perceber cabalmente o porquê da antipatia.

      Depois comecei a seguir os jogos de Chicago e... pronto, nada a fazer: comanda o quinteto de jogadores preferido de sempre - Jordan, Nowitzki, Bird, Stojakovic e Parish.

      Eliminar
    5. Triplo Duplo19/02/13, 09:47

      Pois eu é Magic all the way... Acho que o Jordan se tornou uma obrigatoriedade moral

      Eliminar
    6. nenhum jogador na história da NBA fazia tão bem as 5 posições quanto Magic!!!!!

      Eliminar
  13. Eu sempre gostei mais do Magic do que do Jordan, por questões de clubismo pois sempre fui dos Lakers. Agora, o Jordan está num patamar acima do Magic, onde não está mais ninguém. Isto tenho de admitir, o Jordan foi o melhor jogador de sempre!

    ResponderEliminar