5.4.13

Brooklyn for life


Comecemos pelo fim. Acaba o jogo dos Nets, descemos até ao campo (yeah! :)), tiramos umas fotos, dizemos umas palavras para a câmara (da equipa de filmagens que anda a fazer a reportagem do All Acess Tour) e de repente: "a minha mochila?! F#%$, esqueci-me dela na bancada!" Vamos à bancada ver se, por acaso, ainda lá está e, claro, nada. Perguntamos a um segurança se, por acaso, não viu ali uma mochila, não, não viu, mas podemos ir aos perdidos e achados ver se alguém a entregou lá. Lá vamos nós, sem grande esperança, já a pensar que a mochila estava perdida para sempre. Chegamos aos perdidos e achados e... Estava lá! Com tudo! Alguém tinha-a encontrado e entregado! Por isso, não sei se tive apenas muita sorte ou se as pessoas de Brooklyn são tão honestas (mesmo que seja a primeira, deixem-me acreditar na segunda), mas, como disse às pessoas da NBA que nos acompanham, depois desta, "Brooklyn fan for life"!

Voltemos agora ao princípio. Um pavilhão novinho em folha que parece um museu, com uma arquitectura exterior completamente distinta do típico recinto desportivo e com um interior moderno e com todas as comodidades e tecnologia imagináveis, um público envolvido, participativo e em festa o tempo todo (e sim, mesmo com o barulho todo no pavilhão conseguimos ouvir os gritos roucos do Thibodeau!), um jogo emocionante (nem sempre bem jogado, mas valeu pela emoção) decidido no último segundo e na última posse de bola. Uma noite inesquecível.

Com toda a emoção do final (e no meio do público é impossível não nos deixarmos envolver) foi fácil esquecer as ausências nos Bulls, as partes menos bem jogadas da partida e guardar as melhores memórias deste nosso primeiro jogo da NBA ao vivo. Foi espectacular e Brooklyn vai ficar para sempre na minha memória. E com um lugar no meu coração. Brooklyn for life.


2 comentários:

  1. Vi o meu primeiro jogo ao vivo da NBA já este ano (12 de Março), nesse mesmo pavilhão, contra os Hornets. Só tive pena de não ser mesmo contra uma equipa de outro calibre mas, valeu pela fantástica experiência.

    Daquilo que vi, concordo com tudo o que dizes, um pavilhão novo mas cheio de actividade, emoção e boa disposição.

    Não tinha pensado ainda nisso, mas ao ler o que escreves, tenho de concordar e dizer que também eu fiquei Brooklyn fan for life!

    ResponderEliminar
  2. deve ter sido emocionante estar ali e ver o BLopez por duas vezes quase a salvar a equipa..
    é muita sorte apanhar um bom jogo. pois duas equipas q ja estão na fase seguinte podem facilmente desistir do desgaste..

    hilariante te esqueceres das coisas.. imagino com tanta coisa para ter atenção é facil de ficar perdido :D

    continuação.. manda vir mais posts

    ResponderEliminar