5.8.13

O super-pitch dos Mavs


Já viram o vídeo que os Mavs mostraram a Dwight Howard para o tentar convencer a assinar por Dallas?


Os argumentos dos Mavs podem não ter sido suficientes para convencer Howard a não ir para os vizinhos do Texas, mas esta é uma rara oportunidade de ver um bocadinho do que é o processo de recrutamento de um free agent de topo, pois estas coisas normalmente não vêm a luz do dia.

Mark Cuban partilhou o vídeo no seu blogue pessoal, num longo post sobre a última temporada dos Mavs, a decisão de não renovar com Tyson Chandler e Jason Kidd na temporada pós-título e o processo de recrutamento de Dwight Howard. Não é todos os dias que temos um dono duma equipa a explicar em detalhe as decisões da organização e a mostrar-nos um pouco dos bastidores destes processos, por isso é um post imperdível para os fãs dos Mavs e uma leitura muito interessante para qualquer fã da NBA.

3 comentários:

  1. Parece o presidente do Nápoles no futebol. O Aurelio De Laurentiis também revela coisas que acontecem internamente e que nunca se chegam a saber.

    ResponderEliminar
  2. Papa Valdemares05/08/13, 22:20

    O Cuban, já todos o sabemos, é um dono diferente dos outros.

    Porém, as justificações que apresentou para o desmantelamento a equipa, ainda que tenham nexo e sejam defendidos por muito boa gente, nunca me convenceram. Era preciso que os Mavs tivessem gente que pudesse atrair as outras super estrelas, que sugerisse a possibilidade de luta pelo título. Ora, não foi isso que aconteceu.

    Ainda que com outros contornos, esta decisão lembra-me a que levou ao fim da era Jordan em Chicago (com outros contornos, repito...).

    Seja como for, assim se esfumou uma equipa campeã e muitos anos passarão até Dallas voltar a sentir aquele sabor único.

    Nowitzki, por seu turno, só tem uma coisa a fazer: partir. Ou definhar com a equipa, como sucedeu na época passada.

    ResponderEliminar
  3. O cuban tem uma pancada mas faz-nos ver o que por exemplo o riley nunca faria.
    Em relação ao Howard novamente apostam no "cavalo"errado.

    ResponderEliminar