18.9.13

Boletim de Avaliação - Indiana Pacers


Verão tranquilo para os Bulls, animado para os Cavs e muito animado para os Pistons. E para os finalistas do Este na última temporada?


BOLETIM DE AVALIAÇÃO - INDIANA PACERS

Saídas: Tyler Hansbrough, DJ Augustin, Jeff Pendergraph, Sam Young, Gerald Green, Miles Plumlee, Ben Hansbrough
Entradas: Luis Scola, CJ Watson, Chris Copeland, Darnell Jackson, Solomon Hill (23ª escolha no draft)
Cinco Inicial: George Hill - Paul George - Danny Granger - David West - Roy Hibbert
Banco: CJ Watson - Lance Stephenson - Chris Copeland - Luis Scola - Ian Mahinmi
Treinador: Frank Vogel

Balanço: O verão dos Pacers começou com o regresso do arquitecto da reconstrução desta equipa e do regresso dos Pacers ao topo da liga. Depois de um ano de interregno por questões de saúde, Larry Bird regressou ao cargo de presidente das operações basquetebolísticas. Uma boa notícia para começar a offseason.

As boas notícias continuaram com a renovação de David West e a manutenção do cinco inicial da equipa intacto. E continuaram quando conseguiram um grande reforço para o banco, com a troca de algumas peças secundárias (Gerald Green, Miles Plumlee) e uma 1ª ronda no draft pelo argentino Luis Scola.

Um excelente negócio para os Pacers (dois jogadores pouco ou nada utilizados e uma 1ª ronda que será numa posição baixa do draft por um jogador como Scola; para além disso, como escrevemos na altura, os Pacers estão em modo "ganhar agora", por isso não é altura de procurar jovens para desenvolver, mas sim jogadores para contribuir imediatamente; e este vai contribuir muito) e uma excelente notícia para a sua offseason.

Scola é um jogador que deve encaixar perfeitamente nesta equipa. O seu jogo sempre dependeu mais da técnica do que do atleticismo, por isso é um estilo de jogo que envelhece bem e os seus 33 anos não pesam tanto como em jogadores que dependem da capacidade atlética (à semelhança dum David West).
É um jogador inteligente e com muitos recursos, o que, no ataque a meio campo e com muito jogo a poste baixo dos Pacers, deve encaixar que nem uma luva.

Ficam com um jogador semelhante a David West, o que lhes vai permitir ter uma ameaça ofensiva a poste baixo durante os 48 minutos de jogo. Na próxima temporada, quando West fôr para o banco, em vez de Tyler Hansbrough, temos Scola a sair do banco e a manter o mesmo estilo de jogo e capaz duma produção semelhante. Na próxima temporada, aos Pacers podem carregar no seu ponto forte, o jogo interior, durante todo o jogo.

As boas notícias continuaram na free agency, com mais dois bons reforços para a segunda unidade: CJ Watson e Chris Copeland.

O cinco inicial que escolhemos vai depender da saúde de Granger, mas saudável, ele é o small forward titular e este será o seu cinco inicial. Mas também podem jogar com Stephenson no cinco e Granger a sair do banco. Mas esse é o plano B.

Já tinham um excelente cinco inicial. E nesta offseason reforçaram (e bem) o banco. Não só ficaram uma equipa profunda, como ficaram com uma equipa muito equilibrada, com papéis bem definidos e com uma rotação clara, bem definida e estável. Uma equipa muito bem arrumada. E uma offseason muito bem sucedida. Más notícias para os seus adversários.

Nota: 15

12 comentários:

  1. Penso que os pacers deveria ter uma nota mais elevada! Foram provavelmente das melhores equipas no off season, mantiveram o 5 e equilibraram bem o banco com excelente opções

    ResponderEliminar
  2. Se foi uma off season assim tão bem sucedida porquê apenas 15 valores?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apenas? 15 valores não é uma nota alta? :) Se tiveres 15 num exame não é bom? ;)

      Eliminar
    2. Não... A escala é de 0 a 20. 15 é mediano. Para que servem o 16, 17, 18, 19 e 20? Quando darias 20 a uma equipa? Quando montasse um plantel composto apenas por all-stars? Estúpida mania dos professores universitários portugueses...

      Eliminar
    3. Numa escala de 0 a 20, mediano é 10. 15 já é alto e mais de 15 é muito alto.
      Notas como 18, 19 ou 20 não são apenas para uma equipa que montasse um plantel composto apenas por all stars (porque isso não é realisticamente possível de fazer), mas são para equipas que façam contratações ou movimentações extraordinárias e que melhorem a equipa de forma extraordinária.

      Dei 19 aos Heat quando contrataram LeBron e Bosh, por exemplo, e tens de admitir que por muito boa que tenha sido a offseason dos Pacers fica uns valores abaixo dessa offseason dos Heat, por exemplo.

      Eliminar
  3. Grande negócio que fizeram com o Scola, e mesmo o regresso do Larry Bird pode vir a ser importante. Esta época concerteza teremos os Pacers a lutar pelo título de conferência, pelo menos. Têm uma boa hipotese de derrotar os Heat, dependendo do regresso do Granger ou não.

    ResponderEliminar
  4. Os Pacers serão claros candidatos ao título durante uns bons anos, e por vezes sinto-me tentado a defini-los como os principais. Agiram pouco durante a off season, mas agiram muitíssimo bem, e isso é muito importante.

    ResponderEliminar
  5. Há uma questão que saltou em claro, a meu ver...... O desempenho de Paul George!! O regresso de Granger, vai tirar-lhe protagonismo, a todos os níveis. Seja na sua posição. George actou muitas vezes como SF, e essa posição é do Granger. e Granger é digamos, a estrela da companhia.... O homem das decisões, das bolas longas, etc.... Isso vai alterar um pouco o esquema de jogo da equipa!!! Muito sinceramente, esperemos que não, mas essa é a minha análise!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Granger já não é a estrela da companhia. Saudável e a 100% é o small forward titular, mas esta já não é a equipa dele e ele vai ter um papel mais reduzido que antes. Não só as maiores estrelas da companhia agora são o George e o Hibbert, como também uma das forças desta equipa é não depender duma (ou duas) estrela(s) da e ter um plantel equilibrado e com várias pessoas para contribuir. O Granger vai ser mais um desses.

      Eliminar
  6. Tomás Ribeiro20/09/13, 23:33

    2 coisas simples:
    -Espero que o Granger assuma que ja nao é a estrela desta equipa e entregue "as chaves" ao Paul George!!
    -Continua a faltar um PG!!! o Hill é bom mas nao é um PG puro, e do banco, pouco mais ha em termos de bases oraganizadores...

    ResponderEliminar
  7. o Granger vai sair do banco, amigos.

    de resto, os Pacers são para mim a principal favorita a sair do Este

    ResponderEliminar
  8. Vejo os Pacers imediatamente a seguir aos Heat no East... dependendo se Oden recupera ou nao, se nao, os Heat nao teem resposta para o poste do Pacers... ta um animal!!

    ResponderEliminar