24.10.13

Boletim de Avaliação - Golden State Warriors


Já só faltam cinco dias para começar a temporada e já só faltam cinco equipas para terminar os nossos Boletins de Avaliação. Para começar a sexta e última divisão da liga, a Pacific Division, vamos até Oakland ver o que uma das equipas sensação da última temporada fez para tentar continuar a subir na hierarquia do Oeste:


BOLETIM DE AVALIAÇÃO - GOLDEN STATE WARRIORS

Saídas: Jarrett Jack, Carl Landry, Andris Biedrins, Richard Jefferson, Brandon Rush
Entradas: Andre Iguodala, Marreese Speights, Jermaine O'Neal, Toney Douglas, Nemanja Nedovic (30ª escolha no draft), Ognjen Kuzmic
Cinco Inicial: Stephen Curry - Klay Thompson - Andre Iguodala - David Lee - Andrew Bogut 
Banco: Toney Douglas - Kent Bazemore - Harrison Barnes - Draymond Green - Marreese Speights - Jermaine O'Neal - Festus Ezeli
Treinador: Mark Jackson

Balanço: Os Warriors começaram a offseason sem qualquer espaço salarial abaixo da luxury tax e com poucas hipóteses de (mantendo os principais jogadores e sem recorrer a trocas) fazer melhorias significativas na equipa. Só a tarefa de manter a mesma equipa junta já seria difícil, pois os dois melhores suplentes, Jarrett Jack e Carl Landry, eram free agents e depois da boa época que fizeram iriam de certeza receber boas ofertas, o que obrigaria os Warriors a ultrapassar o limite da luxury tax para os manter.

E foi então que os Warriors foram criativos. Conseguiram transformar Richard Jefferson, Andris Biedrins e Brandon Rush (e os gigantescos contratos dos dois primeiros - 11 milhões e 9 milhões, respectivamente; 24 milhões no total dos três contratos) em Andre Iguodala. Chegaram a acordo com os Jazz (uma das poucas equipas da liga que podia receber esses contratos e uma equipa que queria fazer uma limpeza total no balneário e entrar em modo de reconstrução total) e, duma assentada, conseguiram arranjar espaço para contratar Iguodala (12 milhões/ano; assinou por 4 anos e 48 milhões) e para entrar na corrida por Dwigh Howard.

Foi uma manobra engenhosa e um excelente plano para os Warriors. Na melhor das hipóteses, ficavam com Iggy e Howard e na pior das hipóteses ficavam com Iggy. Howard acabou por preferir os Rockets, mas foi um grande sucesso na mesma.

Tiveram também de dar duas 1ªs rondas no draft (mas vão ser, previsivelmente, escolhas baixas) e abdicar de Jack e Landry, mas a oportunidade era irrecusável. E por muito duro que tenha sido perder Jack e Landry (e relembremos que a possiblidade de os manter já era pequena), a possibilidade de ter Iguodala (e talvez Howard) era boa demais para perder.

Como escrevemos na altura, "Iguodala é um grande upgrade e que lhes dá um cinco inicial mais forte (Curry, Thompson, Iguodala, Lee e Bogut). E com a passagem de Barnes para o banco, este também não fica assim tão fraco (Barnes, Ezeli, Draymond Green). Ok, é um banco curto e precisam de um bom base suplente e mais um ou dois jogadores mais experientes. Mas desses há mais e são mais fáceis de arranjar do que All Stars como Iguodala."

Portanto, o desafio seguinte era melhorar o banco. E assim fizeram. Encontraram um base suplente, Toney Douglas, dois jogadores para a rotação interior, Marreese Speights e Jermaine O'Neal, e ficaram com um banco completo.

Para Landry encontraram substituto (dois jogadores que podem fazer o seu papel); para Jack não têm nenhum à altura na mesma posição, mas Iguodala também pode jogar no backcourt e fazer um dos papéis de Jack (iniciar o ataque e jogar com a bola na mão, como point forward, para Curry jogar sem bola e libertar-se para lançamentos)

Sairam os dois melhores suplentes, mas conseguiram um All Star, ficaram com um suplente muito bom em Barnes e mais três bons jogadores para completar o banco. No final de contas, é um saldo bastante positivo.

Foram engenhosos e conseguiram melhorar a equipa, algo que parecia difícil de fazer em Maio. Com as possibilidades que tinham e com o cenário que se apresentava nessa altura, fizeram bastante e foram uns dos maiores vencedores desta offseason. E, saudáveis e se não tiverem azar com lesões, vão ser das equipas mais excitantes de seguir este ano.

Nota: 15

8 comentários:

  1. Edgar Farto24/10/13, 22:49

    O irmão do Curry também não está na equipa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está no plantel do training camp com um contrato não-garantido, por isso pode ou não ficar na equipa para a temporada.

      Eliminar
  2. Acho que o Howard se fosse para os warriors, ficavam no lote das principais equipas a ganhar o anel. Ficava com uma equipa melhor do que tem em Houston.. A minha opinião

    ResponderEliminar
  3. DeOliveira25/10/13, 00:14

    Descobri este forum hoje mesmo e agora venho fazer uma pergunta ao Márcio, visto que sabe mais do que eu ( ou espero isso), acha que o Bogut vai conseguir não lesionar-se? e será que esta equipa conseguirá ser boa defensivamente?

    ResponderEliminar
  4. Então, bem vindo! :)
    em relação às questões: se o Bogut vai conseguir não lesionar-se? eh pá, isso é imprevisível, nem eu nem ninguém pode saber isso. O que se sabe é que ele está saudável agora e, segundo parece, o mais saudável que já esteve nos últimos anos. Vamos ver como o corpo dele reage à carga duma temporada inteira e se aguenta os 82 jogos. Mark Jackson terá de ter atenção a isso e gerir os seus minutos para ele chegar o mais fresco possível aos playoffs.

    Porque, e passando à segunda questão, Bogut é um elemento fundamental para a defesa da equipa. É o melhor defensor interior da equipa e dele dependerá muito do sucesso nessa metade do campo. Têm alguns jogadores, como David Lee, que não são grandes defensores, mas reforçaram-se com um dos melhores defensores exteriores da liga (Iguodala).
    Com ele e Barnes na defesa do perímetro e com Bogut saudável têm condições para ter uma defesa melhor que no ano passado.

    ResponderEliminar
  5. Márcio, que dizes da troca dos Suns com os Wizzards recebendo estes o Gortat?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os Suns entram ainda mais em "modo reconstrução total" (levam o contrato a expirar de Okafor e uma 1ª ronda no proximo draft). E diz-se que podem nao ficar por aqui (parece que andam a tentar trocar Dragic tambem), mas falaremos melhor do plano dos Suns no Boletim de Avaliaçao deles (que esta quase).

      Para os Wizards, mais um passo (um bom passo) para atacar os playoffs. Fazem um upgrade na posiçao de poste (trocam um poste mais velho, muito mais caro e que não fazia parte dos planos para além desta temporada por um bom poste no auge da sua carreira - Gortat tem
      29 anos -, que custa metade do ordenado de Okafor e pode ser o poste titular por vários anos).

      Eliminar
  6. Barnes como 6º homem é um luxo numa equipa que (com Bogut em condições) será a maior favorita do Oeste (minha opinião). Mark Jacson tem um 5 fabuloso (o melhor da liga - opinião pessoal) e ele é homem de os pôr a jogar no limite.

    abraço!

    ResponderEliminar