9.10.13

Boletim de Avaliação - Houston Rockets


Desculpem a ausência nos últimos dias (já tinham saudades minhas?), mas, como disse no post anterior, o trabalho apertou e não sobrou tempo nenhum para escrever mais Boletins de Avaliação. Mas cá estamos de novo e, depois dos Mavs, continuamos pelo Texas e pela equipa que teve uma das melhores offseasons do ano:


BOLETIM DE AVALIAÇÃO - HOUSTON ROCKETS

Saídas: Thomas Robinson, Carlos Delfino, Royce White, Tim Ohlbrecht
Entradas: Dwight Howard, Ronnie Brewer, Omri Casspi, Marcus Camby, Reggie Williams, Isaiah Canaan (34ª escolha no draft), Robert Covington (undrafted) 
Cinco Inicial: Jeremy Lin - James Harden - Chandler Parsons - Omer Asik - Dwight Howard
Banco: Patrick Beverley - Aaron Brooks - Francisco Garcia - Ronnie Brewer - Omri Casspi - Donatas Motiejunas - Marcus Camby
Treinador: Kevin McHale

Balanço: Escusado será dizer que foi um excelente verão para os lados de Houston. Como normalmente é o caso quando se consegue contratar o jogador mais desejado do ano e um dos melhores jogadores da NBA. Dwight Howard era, de longe, o melhor free agent deste ano e os Rockets, só com essa contratação, são os maiores vencedores desta offseason (como afirmámos logo na altura que Howard anunciou a sua decisão).

Howard é o melhor poste da NBA, um jogador do top 5 (top 3?) da liga e um daqueles (poucos) jogadores capazes de mudar o destino duma equipa. Num ano mau nos Lakers (um ano em que, primeiro a recuperar da cirurgia às costas e depois com um músculo do ombro rasgado, nunca esteve a 100% e nunca esteve confortável e motivado a jogar ao lado de Kobe Bryant e sob as ordens de Mike D'Antoni), liderou a liga em ressaltos e terminou a temporada com uns muito bons 17.1 pts, 12.4 res e 2.4 dl!

E contratar Howard era o plano A, B e C dos Rockets. Desde que contrataram James Harden que o plano do general manager Daryl Morey era conseguir outra estrela para fazer parelha com o barbudo shooting guard. E Howard era o alvo desde então (e já o tinham tentado quando ele saiu dos Magic).

Arranjaram o espaço salarial que precisavam (durante a temporada, trocaram Marcus Morris e Patrick Patterson e, já na offseason, trocaram Robinson e dispensaram Delfino para arranjar mais espaço; Aaron Brooks também foi cortado para o efeito e depois recontratado por menos) e conseguiram convencer Howard a juntar-se a eles. E tudo isto sem perder nenhum dos jogadores principais.

Ficam com um núcleo jovem e para ser candidato no Oeste nos próximos anos. E para complementar esse núcleo de Lin - Harden - Parsons - Howard contrataram (e/ou renovaram) uns quantos veteranos com contratos baratos. Contrataram Marcus Camby, Ronnie Brewer e Omri Casspi e renovaram com Aaron Brooks e Francisco Garcia.

A única dor de cabeça que esta offseason lhes trouxe é o que fazer com Asik. Para já, fizeram bem  em mantê-lo (até aparecer um bom negócio, para usar como suplente ou mesmo para jogar ao lado de Howard), mas encaixar Asik e Howard na mesma equipa não só será dificil, como é um desperdício dos talentos de Asik e de dinheiro do Rockets (agora com Howard não precisam de outro poste tão caro).

Asik poderá ser o "power forward" titular, mas não veremos os dois juntos em campo muito tempo. Donatas Motiejunas deverá fazer mais minutos como power forward aberto, para deixar o meio livre para Howard e para as penetrações de Harden. Asik poderá começar os jogos e ser o power forward no papel (e será, em último caso, um fantástico poste suplente), mas isso, como já dissemos é um desperdicio de talento e dinheiro.

Por isso, Asik é um dos principais candidatos a uma troca durante a temporada. E embora o seu contrato grande não torne a troca fácil, os Rockets podem conseguir mais alguma boa peça para juntar à equipa (e uma que encaixe melhor neste puzzle).

Apesar desse pequeno problema para resolver (e ter opções pode não ser uma má dor de cabeça), os fãs e dirigentes dos Rockets não podiam estar mais contentes por esta offseason. E com razão.

Nota: 18

5 comentários:

  1. O ideal para eles seria tentarem mandar o asik embora e, caso surja boa proposta, o próprio lin; são jogadores que ganham balúrdios muito sobrevalorizado (especialmente lin). De resto grande off season mas ainda não me parecem candidatos a nada.

    Ps: como fica a fantasy este ano?

    ResponderEliminar
  2. vejo os Rockets na 2a ronda dos playoffs este ano, nao mais. Para o ano chegam bem mais longe, Conference Finals?

    ResponderEliminar
  3. Quando a Fantasy arranca + ou -? Depois vais por um Post a explicar como se joga e onde e como nos inscrevemos?

    ResponderEliminar
  4. Conseguir o Aldridge ou o Love era excelente para os Houston.

    ResponderEliminar