27.10.13

Boletim de Avaliação - Los Angeles Lakers


Depois da Doc City dos Clippers, passamos para os fraternais e conterrâneos rivais, que viveram um verão inédito na história da equipa:


BOLETIM DE AVALIAÇÃO - LOS ANGELES LAKERS

Saídas: Dwight Howard, Metta World Peace (amnistiado), Antawn Jamison, Earl Clark, Chris Duhon, Andrew Goudelock, Devin Ebanks 
Entradas: Chris Kaman, Nick Young, Wesley Johnson, Jordan Farmar, Xavier Henry, Elias Harris, Ryan Kelly (48ª escolha no draft)
Cinco Inicial: Steve Nash - Kobe Bryant - Nick Young - Pau Gasol - Chris Kaman
Banco: Jordan Farmar - Steve Blake - Jodie Meeks - Xavier Henry - Wesley Johnson -  Jordan Hill - Robert Sacre
Treinador: Mike D'Antoni

Balanço: Nunca os Lakers tinham tido de pedir a um free agent para ficar e nunca um free agent no auge da carreira tinha escolhido sair de Los Angeles. Normalmente acontece o inverso, mas isso mostra a dimensão do desastre que foi a última temporada.

E nem precisamos de passar ao resto da lista das saídas. Basta esse primeiro nome para o verão ter sido mau. Quando se perde um jogador do top 5 da liga normalmente é.

Como escrevemos em Julho, "Dwight Howard era o plano dos Lakers para o presente e para o futuro." E o que escrevemos nessa altura não se alterou e resume a offseason dos Lakers:

"A equipa de Los Angeles só tinha um plano: renovar com Dwight Howard. O prestes-a-tornar-se-Rocket  era uma solução dupla e o plano dos Lakers para o presente e para o futuro: com ele, tinham equipa para, no imediato, fazer uma última tentativa de ganhar o título com este grupo e, ao mesmo tempo, tinham um jogador para, depois de 2013-14 (quando os contratos de Gasol e Kobe expiram), construir uma nova equipa à sua volta.

Agora não têm nem uma coisa nem outra. No presente, estão condenados ao meio da tabela e a um limbo que não lhes dá grandes chances de ganhar uma das primeiras escolhas no draft (ou ficam num dos últimos lugares de acesso aos playoffs - e não entram na lotaria do draft - ou falham-nos por pouco - e só conseguem uma das primeiras escolhas se lhes sair mesmo a lotaria!). E também não têm equipa para lutar pelo título. Nem vão ser tão maus para ficar no fundo e ter uma daquelas escolhas, nem são bons o suficiente para lutar pelo título.

E no futuro, não têm escolhas na 1ª ronda do draft até 2017 (trocaram-nas todas e 2014 é o único dos próximos anos em que mantém uma escolha) e a reconstrução por essa via é impossível. Resta-lhes a free agency e depositar as suas esperanças no próximo Verão, quando LeBron James e Carmelo Anthony (e Wade e Bosh) podem ser free agents. Mas é um grande "se" (Carmelo e LeBron têm um ano de opção e podem tornar-se free agents, mas também podem escolher não activar e continuar nos contratos em que estão. E se no caso de Carmelo até é possível que queira testar o mercado, no de LeBron parece-nos muito difícil que ele tenha alguma razão para sair da situação em que está em Miami). E o resto da lista de free agents desse ano (Luol Deng, Ray Allen, Nowitzki, Paul Pierce, Bogut, Granger) não são jogadores para o futuro. 

(...)

Só tinham plano A e todos sabemos como esse correu. Com Dwight em Houston e Chris Kaman como poste contratado para o substituir, os Lakers pareciam condenados ao limbo do meio da tabela. Nem tão maus para ficar no fundo e ganhar uma das primeiras escolhas no draft, nem bons o suficiente para lutar pelo título. Mas também estavam limitados pelo tecto salarial e Howard era o único free agent que podiam contratar (porque já era deles e podiam exceder o tecto salarial para renovar com ele). Apenas com contratos mínimos e a mini-mid level exception para oferecer, não tinham dinheiro para reforçar a equipa com alguém relevante.

Muitos sugeriram que os Lakers deviam rebentar com a equipa, trocar Gasol e Nash e pensar no draft de 2014. Mas os Lakers decidiram reforçar este grupo o melhor possível (e fazer uma última tentativa com o mesmo).


Amnistiram Metta World Peace e contrataram Nick Young, Wesley Johnson e Jordan Farmar. Ficam com uma equipa melhor, mas não tão melhor que os faça sair daquele limbo da mediania. Para uma equipa no limbo do meio da tabela, três jogadores medianos não os vão tirar de lá. Podem ir aos playoffs, mas não vão muito mais longe. 

Podem ser um pouco menos derrotados do que há uma semana, mas a offseason dos Lakers ficou perdida quando perderam Howard e resta-lhes fazer o melhor possível este ano e esperar pela próxima free agency."

Uma temporada de tanking no último ano de contrato de Kobe e Gasol seria difícil de acontecer. Era o melhor que faziam, mas sabemos que seria impossível fazerem isso. Assim, vão ter uma época de mediania e depois é atacar a free agency (os únicos jogadores com contratos para além desta temporada são Steve Nash e Robert Sacre, pelo que terão muitoooo espaço salarial para usar). Mas já vimos os problemas que esse plano pode ter.

Desperdiçar uma temporada nos últimos anos de Bryant, Nash e Gasol era mau. Mas vai ser uma temporada para o lixo de qualquer maneira. E podiam chegar a 2014 com o mesmo espaço salarial e uma escolha alta. O que seria melhor. Assim, vão perder na mesma uma temporada e chegar lá com o mesmo espaço e uma escolha mais baixa.

Mas isso é o que acontece quando só se tem plano A. Os Lakers não estão habituados a precisar de plano B e desta vez saiu-lhes o tiro pela culatra. A sua offseason estava dependente da decisão de Howard e ficou condenada quando ele escolheu os Rockets. Foi um verão mauzinho para estes lados de Los Angeles e os Lakers foram uns dos maiores derrotados da offseason.

Nota: 9

22 comentários:

  1. Gosto bastante do Xavier Henry. Fiquei surpreso quando soube que ele tinha ido para LA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem sido uma bela surpresa na pré época. Assim como têm sido estes Lakers.

      Eliminar
  2. 9 é baixo. Nomes sonantes não fazem equipas, veja-se o exemplo dos Spurs :) Os Lakers jogam sempre para ganhar, nunca fizeram nem nunca irão fazer tank a nenhuma época. A mentalidade vencedora é tão relevante para os Lakers como os equipamentos cor de ouro e púrpura, e quando o Kobe voltar muitas bocas ignorantes se vão calar. Let's go Lakers :)

    ResponderEliminar
  3. O plano B é mesmo fazer um bypass a esta época e pensar já na próxima (ou mesmo próximas).

    O que se pode concluir agora é que o Howard foi para LA contrariado, percebendo-se agora muitas das atitudes que demonstrou em campo. Apesar de não gostar do estilo de jogo e de achar que ele não tem a atitude certa quando está em campo (e no banco também), o Howard poderia ter desempenhado um papel importante no futuro dos Lakers. Muitos dizem que não queria assumir o papel de 2º jogador da equipa (enquanto o Kobe jogar), outros dizem que a herança dos anteriores postes da equipa era demasiadamente pesada. Nunca saberemos…

    Pior que tudo é que a gestão dos Lakers nos últimos anos se tem feito de uma forma amadora. Veja-se a forma como se geriu a escolha do treinador no ano passado, desde o episódio triste com o Phil Jackson até ao facto de terem preferido um treinador conhecido por ter um estilo de jogo que não se enquadrava nada com a equipa, que se caracterizava por ser velha, não muito rápida e com dois postes.

    Claro que o facto do David Stern ter vetado a transferência do CP para LA também teve muito influência na campanha desastrosa e no facto de, neste momento, os Lakers não terem nenhum jogador que possa assumir o papel de estrela de equipa.

    Enfim, pode ser que a próxima free agency possa trazer algo de novo...

    P.S.- Quando é que o Jim Buss tomará consciência da sua incapacidade em gerir o basket dos Lakers?

    ResponderEliminar
  4. 4ª feira às 2:30 acredito que os Clippers já irão começar a pôr os Lakers no seu lugar deste ano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ya, a diferença é que os clippers vão continuar a ser a piada da nba e os Lakers a franchise superlativa. o resto é letra

      Eliminar
    2. Para quem acompanhou a NBA o ano passado, diria mesmo que a piada eram os Lakers.

      Ninguem vos tira o historico, mas nao ser capaz de admitir a força dos Clippers neste momento e de mau desportista e mau perdedor. Habitua-te que pelo menos mais 2 epocas ficas atras dos Clippers

      Eliminar
    3. Infelizmente concordo.....

      Eliminar
    4. A força dos clips foi o Stern que a inventou. Sem isso os Lakers tinham CP3, Kobe e Dwight na lineup do ano passado. Um veto inédito e irrepetível, btw http://www.sbnation.com/2011-nba-free-agency/2011/12/9/2622974/chris-paul-trade-veto-la-lakers-david-stern-owners-hook

      Eliminar
    5. se entendesses o minimo de nba, sabias que na altura o stern era o dono dos hornets, e como nao gostou do negocio, cancelou. um veto inedito e irrepetivel, ate ao dia que o comissario tenha que tomar conta de uma outra equipa, depois pode acontecer...

      aprecia a nba e deixa lá isso, se existe equipa que fica sempre a ganhar nas trocas sao os lakers, por exemplo a troca do pau gasol

      Eliminar
    6. Independentemente da razao, a verdade e que eles estao MUITO por cima dos Lakers neste momento, isso de arranjar desculpas... os Clippers neste momento tem um rumo, e uma equipa muito superior aos Lakers, estes nem um rumo tem.

      Se os Lakers tivessem chegado ao titulo o ano passado, nem te lembravas do CP3, mas queres arranjar argumentos para branquear a incompetencia da tua equipa.

      Os Hornets eram propriadade da NBA na altura, e como qualquer propriatario de uma equipa, tinham poder para negociar,rejeitar, ou aceitar qualquer proposta, e foi o que fizeram, e bem na minha opiniao visto que o pacote oferecido pelos lakers n era grande espigarda, ficariam apenas uma equipa media sem grande potencial para subir.

      Eliminar
    7. Que incompetência? Os Lakers vão chegar ao 17º primeiro que os clips ao 1º. Tranquilo Simoes.

      LBJ, tás enganado, o GM dos Hornets na altura era um senhor chamado Dell Demps. E sim foi uma medida inédita e um roubo de igreja que atrasou substancialmente os planos dos Lakers. Mas tenham calma, nós chegamos sempre onde queremos, demorem 2, 3 ou 5 anos.

      Eliminar
    8. Estão muito por cima mas tem 0 títulos. ah não ganharam a divisão do Pacífico em este ano. De resto:

      Los Angeles Lakers: PG Chris Paul (from NO Hornets)

      New Orleans Hornets: F Lamar Odom (from LA Lakers), SG Kevin Martin (from HOU Rockets), PF Luis Scola (from HOU Rockets), PG Goran Dragic (from HOU Rockets)

      Houston Rockets: PF Pau Gasol (from LA Lakers)

      Se achas esta trade pior que CP3 por Eric Gordon e Al Farou Aminu, tudo bem. Eu acho que distruía jogadores de forma mais equalitária, porque os Lakers ficavam sem Gasol, sem o sexto homem da liga na altura e os hornets ficavam ainda com Scola e Dragic para jogar ou trocar.

      Eliminar
    9. ficaram com mais potencial para evoluir pelo draft(pois ficariam uma pior equipa no imediato), e ficaram com uma futura estrela (gordon), embora esse tenha falhado ate aqui. Continuo a achar que fizeram bem. E nao, nao estou enganado, os Hornets tinham um GM(e GM nao e o dono da equipa, apenas um funcionario), mas os donos da equipa era mesmo a liga, e como qualquer dirigente tinha o poder de decidir sobre o futuro da equipa.

      Nao digo que os Clippers vao ganhar um titulo, mas chamar esta equipa de "Piada da NBA" e muito injusto para uma equipa que melhorou a olhos vistos, so mesmo um adepto dos Lakers com o ego afectado.

      E sim, os Lakers sao mal dirigidos de momento, e foram bastante incompetentes o ano passado.

      Eliminar
  5. LoL piada são as tuas tiradas Nuno e ter visto os Clippers a vencer os 4 jogos da época passada contra os Lakers. Não me digas que, no caso dos Lakers, és como os benfiquistas que dizem que o Benfica é sempre o maior em Portugal, mesmo vendo o Porto a dominar todos estes anos lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. meu, os clippers no máximo ganham a sua divisão e tem direito a um banner ridículo e chegam à segunda ronda dos playoffs. Isso para os Lakers é lixo, mesmo este ano. Tudo o que não seja a vitória final é um mau resultado.

      Eliminar
    2. Os clippers dominam alguma coisa desde quando? nunca. O Futebol Clube do Porto ganhou imensos títulos para chegar onde chegou, se és portista nem devias fazer a comparação. O FCP ganha títulos, os clips ganharam mais jogos que o costume durante UMA temporada.

      Eliminar
  6. Ó Nuno isso também já é mau perder.
    Os Clippers a piada?????
    Tu vês basket??

    ResponderEliminar
  7. Não são dois anos bons que tornam uma franchise horrível numa decente. Tenho dito.

    ResponderEliminar