5.1.14

Bater Bolas - a luta pelo MVP


Hoje batemos umas bolas sobre a corrida ao prémio de Jogador Mais Valioso. LeBron James ganhou o prémio nas últimas duas temporadas (e quatro vezes nos últimos cinco anos) e o João Lemos pergunta se, para levá-lo para casa uma terceira vez consecutiva, o jogador dos Heat terá de fazer uma época muito superior aos seus concorrentes (e em particular uma época muito superior a Kevin Durant) pois pode sofrer de um efeito de habituação (já é normal LeBron jogar a este nível) e os votantes não quererem recompensar sempre o mesmo jogador e querer dar o MVP a um jogador diferente.



É uma possibilidade real. O painel de votantes (jornalistas e comentadores desportivos) gosta de variar os vencedores dos prémios e não os tornar previsíveis. E também costumam gostar de uma boa narrativa por trás de cada prémio (o jogador que se superou, o jogador que carregou uma equipa menos favorita até onde ninguém pensava possível, o jogador que surpreendeu toda a gente, o underdog que venceu as adversidades, etc). Por isso, sim podem desejar um vencedor e uma narrativa diferentes (a história do domínio de LeBron já é velha). 

Mas também é verdade que, se a vantagem de um jogador for clara e não tiver concorrência à altura, eles são capazes de o recompensar repetidamente (Ben Wallace foi o Defensor do Ano quatro vezes em cinco anos e Dwight Howard ganhou esse prémio três anos consecutivos). Que é o que tem acontecido com LeBron. Já não é novidade, mas continua a ser a realidade. E a verdade, também, é que a concorrência de LeBron é reduzida.

Porque só os números individuais não chegam e o prémio costuma ir para jogadores cuja grande temporada individual é acompanhada pelo sucesso da equipa. Ou seja, fazer uma época com números muito bons numa equipa que não está no topo não chega (concorde-se ou não, compreende-se, pois o basquetebol é um jogo colectivo e se a contribuição individual não corresponder a vitórias e sucesso colectivo não tem a mesma importância; é claro que isso penaliza os bons jogadores que joguem em equipas medíocres e não importa o que eles façam que dificilmente ganharão, mas são essas as regras implícitas do prémio). 

Michael Jordan, por exemplo, dominou a liga durante mais de 10 anos, tinha números estratosféricos ano após ano e se avaliássemos apenas os números ganhava o prémio (quase) todos os anos, mas ganhou "apenas" cinco vezes. E Shaquille O'Neal só ganhou o prémio uma vez! Na votação do MVP o contexto conta.

E isso reduz muito o lote de candidatos. Kevin Love, por exemplo, com os Wolves em 9º, pode fazer 30-20 na temporada que nunca levará o prémio. Chris Paul estava a construir uma séria candidatura, mas com esta lesão deve perder esse comboio. Stephen Curry (e os Warriors) ainda não está nesse patamar e será recompensado primeiro com uma ida ao All Star. Damian Lillard idem. Paul George afirmou-se como o melhor jogador dos Pacers (e tem o sucesso da equipa a acompanhar), mas não tem números tão bons. Tony Parker também está com números um bocadinho inferiores ao das épocas anteriores e não rivaliza com os de LeBron.


O que só deixa dois candidatos à altura de LeBron neste momento: LaMarcus Aldridge, que tem os números e o contexto. Está a fazer a melhor temporada da carreira (23.3 pts, 11.1 res, 3 ast , 1 dl e apenas 1.6 to) na melhor temporada da equipa. Um jogador a jogar o melhor basquetebol da sua vida e a liderar a sua equipa até onde ninguém esperava que estivesse. É uma história de MVP e se continuar com estes números até ao fim da época e os Blazers se mantiverem nos três primeiros do Oeste estará entre os três candidatos.

E o outro é, claro, Kevin Durant. Que é o maior concorrente de LeBron neste momento. Com Russell Westbrook de fora, os números de Durantula vão, previsivelmente, subir. E se ele continuar a carregar a equipa e começar a fazer exibições heróicas como a de ontem com os Wolves, sim, LeBron vai ter de ser muito melhor para não darem o prémio ao jogador dos Thunder. Porque a narrativa do jogador que eleva o seu jogo e consegue manter a equipa no topo mesmo sem o segundo melhor jogador da equipa será irresistível para os votantes.


Enviem as vossas questões por email (setevintecinco@gmail.com) ou por mensagem no Facebook, e aos domingos respondemos aqui (a uma ou mais).

8 comentários:

  1. Estejam descansados porque o MVP deste ano não vai ser decidido por causa do efeito de habituação. Até porque acontece na NBA um pouco o que acontece no futebol. Cria-se a ideia de que o melhor do Mundo é automaticamente o melhor da época e ganha sempre o mesmo... por isso, se tiver de ganhar o LeBron outra vez, ganha outra vez.

    O melhor jogador da época tem sido, a meu ver e de longe, o Kevin Durant, por todas as razões e mais algumas. Consegue com que a equipa tenha o 2º melhor record da liga quase a meio da temporada, sem o Westbrook na equipa nos primeiros jogos e agora neste últimos, sem "descansos" pontuais, para além do Russell, não tem mais nenhum all-star nem futuro hall-of-famer na equipa como o LeBron tem 3 ao lado dele (os difference-makers de OKC são um 3º anista, um 2º anista e 1 Rookie...), está também muito próximo de repetir a proeza do ano passado em conseguir 50-40-90 FG%-3PT%-FT%, enquanto continua a demonstrar a sua vertente como playmaker (desde a época passada) e melhorando consideravelmente as suas habilidades defensivas. Ah, e lidera a liga em pontos, também, mas isso já é normal.

    Mas como ainda vamos a meio e ainda nem houve 1 matchup entre Heat-Thunder, ainda só podemos especular e basear no pouco que existe. Mas até agora, o único que está a jogar como um verdadeiro MVP é o Durant. Ponto.

    ResponderEliminar
  2. "...Michael Jordan, por exemplo, dominou a liga durante mais de 10 anos, tinha números estratosféricos ano após ano e se avaliássemos apenas os números ganhava o prémio (quase) todos os anos, mas ganhou "apenas" cinco vezes.E Shaquille O'Neal só ganhou o prémio uma vez! Na votação do MVP o contexto conta...".

    Acho que isto diz tudo sobre o tema. Acho que é praticamente unânime que o Lebroon é i melhor jogar de basquetebol da actualidade, mas MVP é diferente e está bem explicado no post. Muito bom Márcio.

    Márcio, queria aproveitar já que estou a comentar neste post, sobre o post das lesões em vez de reduzirem os jogos (que deve ser impossivel vir acontecer) porque não começam um mês ou um mês e meio a época mais cedo? Haveria mais dias entre os jogos para recuperar o desgaste... Não sei muito sobre este tema e o que isto iria implicar.
    Outra coisa sobre as lesões... Pode haver o mesmo numero de lesões, mas parece-me que as lesões cada vez sao mais graves e não sequelas de 2 a 3 semanas.

    Acho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Segundo a NBA, não há mais lesões graves que nos últimos anos, mas também eles só começaram a contabilizar esses dados em 2000 e não têm dados anteriores para comparar. Mas é algo que eles vão, seguramente, ficar atentos nos proximos anos e se houver aumento no número de lesões,vão fazer alguma coisa
      Porque se há uma coisa que a NBA faz bem é ter noção do produto que oferece ao público e da necessidade de ter um bom produto para vender.

      Aumentar a duração da época em vez de reduzir os jogos pode ser complicado, mais complicado do que reduzir jogos, se calhar, porque pode haver incompatibilidade de calendário com os Mundiais e Eurobaskets e Jogos Olimpicos.

      Eliminar
    2. Até no capítulo das lesões podemos comprovar que a NBA é fantástica, digo isto por 2 motivos, (i) os tópicos de discussão à volta delas geram interesse e atractividade global e (ii) permitem o aparecimento de outros jogadores que a médio prazo vão ocupar os "lugares" das então estrelas.

      Eliminar
  3. Só queria saber como é possivel o Kobe ter ganho o prémio de MVP apenas uma vez ? é só a questão que aqui deixo.

    ResponderEliminar
  4. Concordo em tudo o que o DiogoMiranda disse. Sim, LeBron é o jogador do momento, é o verdadeiro rei da liga por ter dois campeonatos nas costas, etc. mas não venham com tretas que se Durant ganhar é porque a liga não quer dar ao mesmo. Basicamente estão a dizer que se derem ao Durant é para dar o rebuçadinho ao coitadinho. É só impressão minha ou estão a falar de um gajo que está a jogar em números de quase 30pts, 5ass, 8res, 50-40-90 (outra vez), mais blocos e mesmos roubos de bola que Lebron (sim, tem mais blocos de média). Digam o que disserem, se Durant ganhar não é porque estão fartos de dar a LeBron, é porque de facto merece. Aliás, a equipa de OKC sem westbrook atualmente se não tivesse Durant estava a ganhar tanto jogos como os Bucks.

    Dou o mérito todo ao Lebron e é o melhor jogador da actualidade, mas avaliando apenas esta fase regular Durant tem sido mais preponderante e se lhe derem o MVP não é por "é pá, vamos lá dar a este que o outro já tem muitos", porque isso é tirar o mérito a quem o tem ;)

    ResponderEliminar
  5. quem devia ganhar é claramente o Lebron James, desculpem se foi 5 mil vezes melhor que toda a gente em 2012, e se foi 10 mil vezes em 2013 e se este ano SÓ esta a conseguir ser 9 mil vezes...

    Facto, não esta a jogar melhor que o ano passado, talvez ligeiramente abaixo, numa época que os Heat tem estado em cruise control.

    Facto, Durant é bom.

    Facto, O Lebron é o melhor, e não é o meu jogador preferido de todo, mas tenho olhos na cara

    Facto, é claramente o MVP, se não o receber é injusto e o durant também não está melhor que o ano passado

    ResponderEliminar
  6. Sejamos honestos... Melhor nacional Betinho Gomes melhor estrangeiro Seth Doliboa.

    ResponderEliminar