7.1.14

Uma lu(ol)fada de ar fresco


Ora então: finalmente terminou a novela "Andrew Bynum". Só que teve twist no fim e não o final que se esperava. Depois de dias a fio de rumores sobre a troca de Bynum por Gasol, à última da hora (hoje era o último dia para o contrato de Bynum não ser garantido para o resto da temporada) a equipa de Cleveland encontrou uma alternativa. E uma bem melhor, já agora. 

No próximo Triplo Duplo vamos obvia e obrigatoriamente dissecar esta troca (e o que esta significa para as duas equipas), por isso hoje vamos só falar do bom negócio que é para o lado dos Cavaliers. 

Como dissemos quando o contrataram em Julho, a aposta em Bynum era uma aposta de baixo risco para os Cavs. As condições eram muito favoráveis para a equipa (e foram essas condições que lhes permitiram agora fazer um negócio tão bom) e tinham muito mais a ganhar do que a perder. Na melhor das hipóteses, ficavam com equipa para ir aos playoffs. Na pior das hipóteses, dispensavam Bynum e ficavam com o espaço salarial intacto. Ora, os Cavs conseguiram melhor.


Conseguiram transformar o fracasso monumental (no campo e, segundo parece, no balneário) que foi Bynum num All Star para a posição mais fraca do cinco inicial da equipa e a posição onde mais precisavam de fazer um upgrade. É um grande reforço tanto para o ataque (19 pts e 3.7 ast este ano; 16.1 e 2.5 na carreira), como para a defesa (6.9 res e 1 rb este ano; 6.4 e 1 na carreira; e um defensor individual muito bom, capaz de defender os melhores small forwards da liga), um veterano com experiência e um jogador com uma reputação e espírito de equipa exemplares. 

Está bem que pode ser apenas um "aluguer" por metade da temporada e ainda terão de o convencer a ficar depois desta temporada (o contrato de Deng, como sabem, termina no fim desta época e ele é free agent no próximo verão; e isso é, de resto, a única coisa que impede este de ser um negócio perfeito para os Cavs), mas é uma adição perfeita para a equipa. E podem transformar o fracasso monumental que tem sido a temporada numa época positiva.

Um Bynum saudável e motivado colocava-os ao nível dos playoffs. Todos sabemos como isso (não) resultou. Pois bem, agora com Deng as aspirações de playoffs são renovadas e a equipa de Cleveland volta a essa luta. A época começa agora para os Cavs.

10 comentários:

  1. E em termos de tanking? Não seria preferível? Continuam a ter capacidade de juntar free agents no próximo Verão?

    ResponderEliminar
  2. Márcio, podes-me explicar melhor as pick´s que Chicago recebeu nesta troca?
    Tens algum post a explicar o tecto salarial das equipas e essas cenas da luxuary tax? Isso é muito complexo e não entendo bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje só quis falar do negócio do lado dos Cavs, mas na próxima emissão do Triplo Duplo vamos dissecar os dois lados e falar disso tudo! :)

      Eliminar
    2. Ok Márcio, fico à espera.. quero ficar esclarecido em relação a isso da luxuary tax e dos tectos salariais ;)

      Já agora, deve haver algumas equipas muito interessadas no Bynum. (heat?)

      Eliminar
    3. Heat e Clippers, pelo menos...

      Eliminar
  3. Edgar Farto08/01/14, 00:23

    Para Bynum penso que ele ia bem era para os clippers, pelo menos para a cidade onde foi feliz.
    Agora não sei se estará disposto a receber o mínimo da liga. Mas que outra opção tem?

    ResponderEliminar
  4. se o negócio é bom, só o tempo o dirá!!! À partida sim, todos sabem e perceberam (excepto a razão da escolha do Bennett!!) que os Cavs terminaram este ano a restruturação e estão a partir para serem uma certeza (ainda estão longe disso). Luol Deng além de ser óptimo jogador e colega (e mentor), é o jogador que vai preencher a lacuna da posição SF. Mas.... Cavs chegarem perto dos Playoffs, ou serem eliminados na 1ª ronda e... Deng não renovar????????? Voltam atrás novamente!! Vamos ver.....

    ResponderEliminar
  5. Antes de mais, e sem entrar pelo impacto que Deng terá ao nível do jogo, acho que é uma contratação importante ao nível da identidade que Dan Gilbert e Mike Brown querem impor no clube. Espírito de equipa, bom balneário e DEFESA, DEFESA, DEFESA é o que Deng, acima de tudo, traz.

    Quanto à questão da renovação, os Cavs tem um ponto a favor, conseguem oferecer mais um ano de contrato que qualquer outra equipa. E numa entrevista recente, Deng admitiu que preferia renovar contrato a testar o mercado free-agency.

    http://www.csnchicago.com/bulls/bulls-luol-dengs-upcoming-free-agency-cant-be-ignored?p=ya5nbcs&ocid=yahoo

    A questão é, com 29 anos com muitos minutos jogados, uma lista crescente de lesões e um estilo de jogo que se baseia bastante na capacidade física, oferecer 12/13 M$/ano ou até mais por quatro anos não será um suicídio? Temos o exemplo do Geral Wallace e tantos outros.

    Uma coisa é certa, hoje os cleveland estão melhor que ontem (e até parece que motivou os restantes jogadores à melhor exibição da época vs sixers). Não perderam nada (apenas umas picks muito pouco valiosas) e ainda enfraqueceram um grande rival.

    ResponderEliminar
  6. Em minha opinião os Cavs ficam claramente a ganhar e com a renovada solidez defensiva (Irving, Varejão e Deng), capacidade ofensiva (Irving, Deng e Waiters) e experiência/liderança podem mesmo evitar um confronto com os Heat ou Pacers nos PF e chegar às meias-finais.
    Nesse caso será mais fácil convencer o Deng a ficar por + 2/3 anos.
    Tenho pena porque os "meus" Bulls estão em queda livre... será que estão mesmo a fazer Tanking? Mesmo com problemas devem ir aos PF e a troca das picks parecem-me terríveis... atacarão mesmo o LBJ e o Bosh?!?

    ResponderEliminar