19.10.14

Boletim de Avaliação - Houston Rockets


Depois de mais um Verão animado para os Dallas Mavericks, continuamos pelo Texas para ver se o dos seus vizinhos e rivais de Houston também foi tão animado (e tão positivo):



Boletim de Avaliação - Houston Rockets

Saídas: Chandler Parsons, Jeremy Lin, Omer Asik, Omri Casspi, Jordan Hamilton
Entradas: Trevor Ariza, Jason Terry, Kostas Papanikolaou, Joey Dorsey, Ish Smith, Jeff Adrien, Clint Capela (25ª escolha no draft), Nick Johnson (42ª escolha no draft)
Cinco Inicial: Patrick Beverley - James Harden - Trevor Ariza - Terrence Jones - Dwight Howard
No Banco: Ish Smith - Isaiah Canaan - Jason Terry - Kostas Papanikolaou - Francisco Garcia - Donatas Motiejunas - Joey Dorsey
Treinador: Kevin McHale

Balanço: Depois das duas últimas offseasons terem trazido duas estrelas (James Harden em 2012 e Dwight Howard em 2013), nesta Daryl Morey preparou-se para perseguir uma terceira. Libertaram o espaço salarial que precisavam para oferecer um contrato máximo e entraram no lote de candidatos  aos serviços de Carmelo Anthony e Chris Bosh.

No fim, Carmelo continuou em Nova Iorque e Bosh parece que esteve quase-quase a aceitar a oferta dos Rockets mas acabou por continuar em Miami. Eram um candidato ao título imediato com qualquer um deles, mas acabaram de mãos a abanar e a precisar de recompor a equipa.

Porque para arranjar esse espaço salarial, limparam uma boa parte do banco (a melhor parte do banco). Despacharam Jeremy Lin para os Lakers e Omer Asik para os Pelicans a troco de escolhas no draft (e jogadores marginais, que dispensaram).

Por Carmelo ou Bosh teria valido a pena perder esses dois. O risco era grande, mas a recompensa também. No fim, perderam-nos por nada. E não foram os únicos jogadores que perderam por nada.

Não ativaram o último ano de opção no contrato de Chandler Parsons (que lhe pagava apenas 960.000 dólares este ano, mas faria dele agente livre sem restrições no próximo ano) e preferiram torná-lo agente livre com restrições este ano. Tinham, assim, a opção de igualar qualquer oferta que ele recebesse e provavelmente não esperavam que alguém fizesse uma oferta tão alta que não o pudessem (ou quisessem) fazer. Só que os Mavs fizeram.

Daryl Morey queria ficar com Parsons, mas se igualasse a oferta dos Mavs ficavam sem espaço para outro contrato grande. Estariam comprometidos com Harden, Howard e Parsons para o longo prazo e esse seria o trio à volta do qual teriam de construir a equipa. Morey achou que Parsons não era a terceira peça para um candidato ao título e preferiu manter a flexibilidade para continuar a perseguir essa peça.

E assim, não igualaram a oferta dos Mavs e foram buscar o mais barato Trevor Ariza para ocupar esse lugar. É uma alternativa que tapa o buraco, mas perdem, obviamente a curto e a longo prazo. Ariza é um bom defensor e um lançador, mas não é nem tão jovem nem tão versátil nem tão talentoso como Parsons.

Acabaram depois a compor o banco com um veteraníssimo que já não tem muito para dar (Jason Terry), alguns jogadores de fundo de banco e dois jogadores que jogavam na Europa. Joey Dorsey (que já jogou na NBA e não vai resolver os problemas interiores do banco dos Rockets) e o grego Kostas Papanikolaou (que pode ser um jogador útil, mas que vai precisar de algum tempo para se adaptar e desenvolver).

Perderam o terceiro melhor jogador da equipa e os dois melhores suplentes. Perderam profundidade (e qualidade) a base e no jogo interior (as suas escolhas no draft, Clint Capela e Nick Johnson são apostas para essas duas áreas e poderão ajudar no futuro, mas não serão peças importantes para já).

Começaram a offseason com esperança de formarem um Big Three e acabaram com um Big Two com menos ajuda que no ano passado. É certo que mantém opções em aberto no futuro e Daryl Morey vai, com certeza, continuar a mexer e tentar melhorar a equipa. Mas, para já e para esta temporada, as coisas não correram bem e podem dar um trambolhão na hierarquia do Oeste.

Nota: 9


(a seguir: Southwest Division - Memphis Grizzlies)

Sem comentários:

Enviar um comentário