20.10.14

Boletim de Avaliação - Memphis Grizzlies


Continuando pela Southwest Division, depois da offseason animada e positiva dos Mavs e da offseason animada mas pouco positiva dos Rockets, vamos até Memphis, onde a animação foi assim-assim:



Boletim de Avaliação - Memphis Grizzlies

Saídas: Mike Miller, James Johnson, Ed Davis
Entradas: Vince Carter, Jordan Adams (25ª escolha no draft), Jarnell Stokes (35ª escolha no draft)
Cinco Inicial: Mike Conley - Tony Allen - Tayshaun Prince - Zach Randolph - Marc Gasol
No Banco: Beno Udrih - Nick Calathes - Courtney Lee - Vince Carter - Quincy Pondexter - Jon Leuer - Kosta Koufos
Treinador: Dave Joerger

Balanço: Para começar, e antes sequer de arrancar a free agency, tiveram animação q.b. com o treinador (continuando a estranha relação dos treinadores desta equipa com os dirigentes). Deram-lhe autorização para entrevistar com os Wolves e parecia que não o queriam manter, para depois acabarem por renovar com ele por mais 4 anos. Depois dos rumores de que o queriam despedir durante a temporada, e apesar da renovação, esta novela não veio propriamente reforçar a ideia de que Joerger tem a confiança total dos dirigentes.

E tiveram animação assim-assim nas mudanças no plantel:

Tinham de decidir o que fazer com Zach Randolph. Aos 33 anos, o power forward aproxima-se da fase final da carreira e os Grizzlies tinha de decidir se apostavam neste núcleo mais uma(s) temporada(s) ou se tentavam ir noutra direcção.

Z-Bo ativou o último ano de opção e chegaram a acordo para prolongar o contrato por mais 2 anos (e uns aceitáveis 20 milhões). Aposta pela manutenção deste núcleo, portanto.

Depois, nos seus free agents: perderam Mike Miller, James Johnson e Ed Davis. E contrataram Vince Carter (12 milhões por 3 anos).

Ed Davis nunca entrou na rotação de forma consistente e não fazia parte dos planos; com o regresso de Pondexter da lesão, Johnson era dispensável; e queriam manter Miller, mas quando este decidiu-se por Cleveland, contrataram um óptimo substituto.

A contratação de Mike Miller no ano passado tinha sido boa, a de Vince Carter este ano idem, porque os Grizzlies precisam de jogadores desses, extremos e atiradores para melhorar o espaçamento e a versatilidade do ataque. É outro jogador que deve encaixar muito bem nesta equipa, um jogador para o perímetro e para ajudar a abrir as defesas e o garrafão para Gasol e Randolph.

Depois, renovaram ainda com Beno Udrih e, no draft, escolheram Jordan Adams (mais um atirador e um jogador que pode ser uma boa supresa nesta equipa).
Pelo meio, ainda deram uma hipótese a Michael Beasley e ofereceram-lhe um contrato não-garantido. Que, como sabemos, parece que não deu certo e não gostaram do que viram porque já o dispensaram entretanto.

Contas feitas, ficaram mais ou menos na mesma. O que não é mau. Já eram bons e vão continuar a sê-lo. E a continuidade é uma coisa boa. Apenas poderá não ser suficiente para aspirar ao topo.

Foi uma offseason tranquila, com a manutenção do núcleo de há várias épocas e uma boa contratação (e levam uma nota positiva por isso). Mas pode não chegar para quem quer subir na cadeia alimentar do Oeste e dar o passo que falta para chegar lá acima. Estão ali naquele patamar "quase" e é aí que devem continuar.

Nota: 10



(a seguir: Southwest Division - New Orleans Pelicans)


2 comentários:

  1. Márcio, ou outra pessoa que me queira responder :), neste tipo de cidades "mais pequenas" em que há pouca probabilidade de atrair bons free agent sem ter de pagar um rim, qual vos parece ser a estratégia mais correcta para um GM?
    Esperar que no draft venha "um LeBron" para tentar construir a equipa e ganhar um título, e consequentemente fazer tanking até chegar esse jogador?
    É que parece-me a mim que apesar da equipa dos Grizzlies ter qualidade não é suficiente para garantir um título (espero não me arrepender disto no futuro :P). Assim a equipa arrasta-se durante muitos anos no bom, mas à medida que as peças vão perdendo qualidades depois têm que reconstruir novamente a equipa. Entretanto passaram-se anos em que foram bons mas não ganharam nada e têm de começar quase do zero...
    Confesso que não acompanho a NBA à muito tempo e com muita atenção e se calhar até me arranjas exemplos no passado (e não tão passado) para me responder a esta pergunta. Pergunto mais por causa do contexto actual...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não precisas de recuar muito no tempo para encontrar uma equipa de cidade mais pequena que foi campeã. Basta recuar até Junho e até ao título dos Spurs. ;) E os Spurs são o melhor exemplo duma estratégia para construir uma equipa campeã num mercado pequeno.

      Começar pelo draft e por arranjar um franchise player aí (os Spurs não fizeram tanking, mas tiveram a "sorte" de David Robinson se lesionar em 96-97, o que lhes valeu uma temporada péssima, a primeira escolha no draft de 97 e Tim Duncan).

      Depois acrescentar peças à sua volta. Para tal, fazer mais tanking para ter mais escolhas altas é uma opção (como os Sixers estão a fazer e como os Thunder fizeram no seu início). Mas não precisas obrigatoriamente de fazer isso. Podes (como os Spurs) ter um bom departamento de prospecção e encontrar essas peças no draft mesmo sem escolhas altas (Tony Parker foi a 28ª escolha, Ginobili foi a 57ª)

      Depois, completar a equipa com umas trocas e com umas contratações cirúrgicas de free agents para completar a equipa (Leonard, Boris Diaw e Patty Mills, por exemplo). Aqui, um bom departamento de prospecção volta a ser fundamental.

      Depois, tens de juntar a isso, um grande treinador. E é claro que para teres isto tudo tens de ter bons dirigentes e pessoas competentes na direcção.

      Num mercado pequeno não vais provavelmente conseguir uma super-estrela na free agency (a menos que ela tenha nascido aí, como LeBron em Cleveland), por isso vais precisar de usar todos os recursos possíveis. São muitas coisas que têm de se conjugar. Só o draft não chega, só a free agency não chega, só trocas não chegam e tens de os usar bem a todos. E esperar por um bocadinho de sorte/acaso também.

      Eliminar