21.1.15

Os nossos All Stars


Terminaram ontem as votações para o All Star e serão anunciados amanhã os eleitos pelos fãs para o cinco inicial de cada conferência. Mas antes de saírem as escolhas oficiais, deixamos aí as nossas, como prometido.

Em Dezembro, quando abriu a votação, deixámos aí as nossas primeiras escolhas. Íamos com pouco mais de mês e meio de temporada, ainda faltavam 36 dias para fechar as votações, e estes eram os nossos All Stars até àquele momento:


"Do lado do Oeste, Curry, Gasol e Davis acho que não precisam de explicação. Depois, Russell Westbrook? Sim, Russell Westbrook. Apesar dos poucos jogos que fez, está com números excelentes (25.6 pts, 6.7 ast e 5.6 res), tem feito exibições assombrosas e em 9 jogos já nos deu mais highlights que qualquer outro jogador este ano. E alguém duvida que ele vai continuar a fazer isto até ao All Star e que em Fevereiro ninguém se vai lembrar que ele esteve de fora no primeiro mês e questionar a sua titularidade? Por isso, All Star com ele.

E All Star com LaMarcus Aldridge também, que está com mais de 20-10 de média, está a fazer uma (mais uma) excelente temporada (22.2 pts, 10 res, 2 ast e 1.3 dl) e tem sido o melhor power forward a seguir a Anthony Davis.

Do lado do Este, James, Gasol e Wall também não precisam de explicação, pois não? Depois, Dwyane Wade? Sim, Dwyane Wade. Mas e Jimmy Butler? E Kyle Lowry? E Kyrie Irving? Considerei todos esses, mas a verdade é que todos perdem na comparação com o jogador dos Heat. O único que tem números semelhantes a Wade é Butler (21.3 pts, 5.9 ast, 3.5 res e 1.1 rb, com 52.5% em lançamentos para Wade; 21 pts, 3.3 ast, 5.7 res e 1.5 rb, com 48.7% em lançamentos para Butler) mas o jogador dos Bulls está a jogar bastante mais minutos (40 mins/jogo para Butler - máximo na NBA - e 32 para Wade) e quando comparamos os números por cada 36 minutos, Wade leva vantagem (23.7 pts, 6.5 ast, 3.9 res e 1.2 rb, contra 19 pts, 2.9 ast, 5.2 res 3 1.3 rb).
A verdade é que, sem se dar muito por isso, Wade está a fazer uma óptima temporada e tem sido, até agora, o melhor shooting guard no Este.

E, a seguir a Gasol, Bosh tem sido o melhor power forward deste lado dos Estados Unidos (21.6 pts, 8.2 res, 2.1 ast, com 50.7% em lançamentos de 2pts e 38.6% nos 3pts). E vá lá, depois de terem ficado sem LeBron, a equipa de Miami precisa de uma alegria. Por isso, dois jogadores dos Heat para o All Star.

Como disse lá em cima, as votações decorrem até 19 de Janeiro e até lá ainda posso mudar de ideias em alguma destas posições. Mais perto do All Star e antes de encerrar o escrutínio, farei uma nova votação e deixarei aí as minhas escolhas dessa altura. Mas para já, são estes os meus dez titulares."


Entretanto, 36 dias depois, fizemos a nova votação. E os nossos eleitos finais foram estes:



Sim, são os mesmos da primeira votação. Vamos lá às justificações:

Do lado do Oeste, Curry, Davis e Gasol continuam a não merecer contestação. São o melhor base, o melhor power forward e o melhor poste da época até agora. 
Depois, se em Dezembro havia dúvidas entre LaMarcus Aldridge e Blake Griffin, continuamos a pensar que Aldridge leva vantagem, tem sido o melhor power forward a seguir a Davis, continua a liderar os Blazers na boa temporada que estão a fazer e merece a titularidade.

Para terminar, Westbrook e não Harden? Sim, o base de OKC tem números tão bons ou melhores que os de Harden (25 pts, 6 res, 7.4 ast, 2.4 rb para RW; 27.1 pts, 5.6 res, 6.7 ast, 1.9 rb para JH) e na defesa é muito melhor (e, portanto, no impacto total e na produção total para a equipa leva vantagem). No All Star Game não se defende? Sim, mas não estamos aqui a escolher os melhores jogadores ofensivos. Estamos a escolher os melhores jogadores. 
E tudo aquilo que dissemos em Dezembro só foi reforçado entretanto. Westbrook continua com números excelentes, continua a fazer exibições assombrosas e continua a oferecer-nos mais highlights que qualquer outro jogador. Por isso, All Star com ele, sem dúvida.

Do lado do Este, James e Gasol continuam a não merecer contestação.
Depois, John Wall. A escolha do base dos Wizards não é unânime e muitos preferem Kyle Lowry. Também hesitámos entre os dois. Mas apesar da excelente temporada que Lowry está a fazer (merece sem dúvida ser All Star; e será, com certeza, escolhido para suplente), Wall leva vantagem nas assistências e continuamos a pensar que é melhor condutor e distribuidor que Lowry. Para além disso, Lowry beneficia um pouco do "efeito surpresa" (Wall está a fazer o que se espera dele; Lowry está a superar as expectativas). E não conseguimos encontrar argumentos suficientes para desalojar Wall do lugar.

E porque não Lowry e Wall no backcourt? Porque Lowry também perde no duelo individual para Wade. Sem se dar por isso, o jogador dos Heat continua a fazer a sua melhor temporada desde 2011 e não tem havido melhor shooting guard no Este (Jimmy Butler, que já perdia na comparação em Dezembro, baixou um pouco os números e o rendimento desde aí).

E Bosh continua a fazer a sua melhor temporada desde os tempos em que jogava nos Raptors e continua a ser o melhor power forward deste lado dos Estados Unidos a seguir a Gasol. Dois jogadores dos Heat pode parecer exagerado, mas que podemos fazer? É verdade que outras equipas estão melhor que os Heat, mas nenhum dos seus jogadores ultrapassa Wade e Bosh em rendimento individual. Eles têm sido individualmente melhores que os outros e não conseguimos retirar nenhum deles daqui.

E, pronto, foram estes os nossos votos. Concordam, discordam, escolheram os mesmos ou acham que estamos loucos e nem por sombras escolhiam estes? Deixem aí os vossos bitaites.

Sem comentários:

Enviar um comentário