11.11.15

This is (really) the end



Pode ser doloroso, custar a aceitar, parecer impossível imaginar a NBA sem ele, mas uma coisa parece certa e temos que nos preparar para isso: esta é a última temporada de Kobe Bryant na NBA.

Interrogámo-nos em Janeiro, quando Kobe se lesionou e perdeu o resto da temporada passada, se seria o fim. Dessa vez, respondemos que não. Acreditávamos que não era o fim, "simplesmente porque Kobe deve ser o jogador mais teimoso que já pisou um campo da NBA e é aí, dentro de campo, que vai querer terminar a carreira. Só por isso, deve fazer tudo para regressar e jogar no próximo ano.

Acreditamos, portanto, que não foi a última vez que vimos Kobe Bryant num campo da NBA. Mas também acreditamos que nunca voltará a ser o mesmo. Se já não era antes, agora a próxima temporada será, quase de certeza, a temporada de despedida. Kobe regressará para pisar pela última vez os campos onde nos encantou (e exasperou, e deliciou, e irritou, e maravilhou) tantas vezes. E para nos despedirmos."

E parece claro que é isso que temos de fazer. As evidências estão à nossa frente:

Os números
Os números têm sido maus. É um facto que três temporadas quase sem jogar fazem isso a qualquer jogador. Mas se fazem isso a qualquer jogador, imaginem o que faz um homem de 37 anos que joga na liga há 20 épocas. É notório e inegável que o corpo de Kobe está a chegar aos seus limites. Ele pode melhorar um pouco, mas não vai voltar ao que era. Nem perto disso. Daqui para a frente é mais ou menos isto que vamos ter. E Kobe não vai querer isso.

O descanso ao fim de 7 jogos
Ao sétimo jogo, Kobe descansou (e não foi por ser Deus). Segundo o próprio, "é do uso e desgaste. É dorido, algo que consigo debelar com um pouco de descanso e tratamento."
Houve ocasiões em que Kobe pode ter-nos feito pensar que era sobre-humano, mas ainda não é desta que alguém vence o Tempo. O tempo leva sempre a melhor. E levou mais uma vez (reler o que escrevemos em cima e o que escrevemos no texto de Janeiro). 

Os cumprimentos
Kobe pode não o admitir, mas todos os abraços com jogadores e fãs e os high-fives e os cumprimentos e acenos para o público que vai fazendo em cada pavilhão que os Lakers visitam? Não, não nos parece que esteja apenas a agradecer as palmas, parece mesmo de alguém que não vai voltar a jogar naquele pavilhão.

O desejo de ir aos Jogos Olímpicos
Kobe quer fechar a carreira com... chave de ouro?

As câmaras
Esta é provavelmente a mais reveladora de todas: Kobe contratou uma equipa de filmagens e tem andado com ela atrás para todo o lado. Vamos ter documentário sobre a sua última temporada e a sua despedida da NBA? Cheira mesmo a um "Kobe - Doin' His Final Work".

Por isso, é aproveitar, ver os jogos que faltam e prepararem-se para o momento doloroso. Têm 5 meses (vá, 9, se ele for ao Rio).

Sem comentários:

Enviar um comentário