29.9.16

Boletim de Avaliação - Atlanta Hawks


Vamos lá então arrancar com os nossos já clássicos Boletins de Avaliação da offseason das 30 equipas da liga. Este ano começamos pelo Este e, porque no ano passado faltou esta divisão e estamos em falta com estas equipas, pela Southeast Division. E a primeira equipa a ser avaliada são os Atlanta Hawks:


Boletim de Avaliação - Atlanta Hawks

Saídas: Al Horford, Jeff Teague
Entradas: Dwight Howard, Jarrett Jack, Taurean Prince (12ª escolha no draft), DeAndre Bembry (21ª escolha no draft)
Cinco Inicial: Dennis Schroder - Kyle Korver - Kent Bazemore - Paul Millsap - Dwight Howard 
No banco: Jarrett Jack - Tim Hardaway Jr. - Thabo Sefolosha - Taurean Prince - Kris Humphries - Mike Muscala - Mike Scott - Tiago Splitter
Treinador: Mike Budenholzer

Balanço: Temos duas certezas em relação a estes Hawks: vão ser uma equipa diferente daquela que tivemos nas últimas temporadas, mas isso (mais uma vez) não vai ser suficiente para lutar pelo título da conferência.

Os Hawks precisavam de fazer mudanças. Eram bons, mas não eram suficientemente bons. Eram bons o suficiente para ganhar 50 jogos na temporada regular e ficar nos primeiros lugares da conferência, mas não eram bons o suficiente para vencer a conferência e lutar por um título.
O plantel que possuíam parecia ter atingido o seu pico e era improvável que conseguissem desafiar os Cavaliers e ir mais além do patamar "segunda ronda dos playoffs/finais de conferência na melhor das hipóteses" que atingiram nas últimas temporadas. Com os mesmos jogadores e sem reforços, isso não ia acontecer.

Por isso, precisavam de mudar alguma coisa. E mudaram. Só que não foi necessariamente para melhor. Perderam dois dos principais jogadores da equipa e os jogadores que escolheram para os substituir não são propriamente um upgrade. Trocaram um defensor subvalorizado por um defensor sobrevalorizado e um bom base por um potencial bom base.

Estamos curiosos para ver como Mike Budenholzer vai utilizar Howard e como este se vai encaixar no ataque. O ataque dos Hawks baseava-se em espaço e movimento, com jogadores interiores móveis, versáteis e capazes de ocupar posições exteriores. Mas o espaçamento com Howard vai ser totalmente diferente, pois este não consegue jogar de frente para o cesto e lançar de fora como Horford. 

Para além disso, Howard é um jogador que sempre baseou o jogo ofensivo na capacidade atlética. E com 30 anos (e já 12 épocas nas pernas; entrou na liga aos 18 anos) e com dúvidas sobre se ainda tem a capacidade atlética de outros tempos, vamos ver que contributo pode dar desse lado do campo.

Do outro lado do campo, Howard ainda é um bom defensor, mas já não o defensor de elite que era. Pode parecer, à primeira vista, que não perdem muito (ou nada) ao passar de Horford para Howard, mas o agora jogador dos Celtics é um dos defensores mais subvalorizados da liga e era a âncora defensiva da equipa.

Na outra grande mudança do plantel, outra incógnita. Schroder já mostrou ter potencial para ser um base titular na NBA, mas ainda não mostrou a consistência e regularidade que esse papel exige. Os Hawks apostam que ele seja capaz de realizar o seu potencial e tornar-se no base de topo que pode ser. Nós vamos ter de esperar para ver (uma nota positiva nesse particular é a contratação de Jarrett Jack, que pode ser um bom suplente e uma boa alternativa para essa posição).

Depois deram ainda 70 milhões por 4 anos a Kent Bazemore. Foi o preço a pagar para o manter, só que é outro jogador que tem o potencial, mas está longe de ser uma aposta garantida.

Somando tudo isto, o saldo não é positivo e não estamos a ver estes Hawks renovados a serem melhores que a versão anterior.

Nota: 9


(a seguir: Southeast Division - Charlotte Hornets)

7 comentários:

  1. Stoudemire30/09/16, 14:43

    Os Hawks vão continuar a cair por aí abaixo e a ser uma irrelevância naquilo que conta.

    ResponderEliminar
  2. nao concordo que o horford seja subvalorizado(que significa as pessoas atribuirem-lhe um valor superios às suas qualidades), acho ele um ótimo center, que vai ajudar os Celtics, estes sim, a lutar pelo titulo da conferência, estao muito fortes. Mas sim, Howard é subrevalorizado, nao fez nada de relevante em Houston.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fábio Teixeira01/10/16, 12:15

      Subvalorizado é precisamente o contrário.
      Sobrevalorizado é isso que dizes.

      Eliminar
    2. Pois, fiquei confuso, Carlos... Achas que o Horford é subvalorizado ou sobrevalorizado?

      Eliminar
    3. ui que erro peço desculpa. acho que ele é subvalorizado, temos a mesma opiniao, ao ler o artigo li sobrevalorizado nao sei porque, mais uma vez desculpem a confusao.

      Eliminar
  3. Papa Valdemares01/10/16, 21:52

    O Howard é, neste momento, um «flop». Desde que saiu de Orlando, tem vindo a perder impacto: ofensivamente já não intimida ninguém e defensivamente já não é também aquela muralha intransponível.

    Por outro lado, o base alemão é um autêntico cabeça de vento.

    Resumindo, os Hawks atingiram o pico há dois e a partir daqui vão voltar à irrelevância.

    ResponderEliminar