30.9.10

Boletim de Avaliação - Pacific Division - Clippers

Los Angeles Clippers

Não é fácil ser fã dos Clippers. São uma das constantes desilusões da NBA, passando as últimas duas décadas entre ter uma equipa má que fica nos últimos lugares da liga e ter uma equipa boa que fica sempre aquém do potencial. Este ano, mais uma vez, parecem ter o potencial para conseguir muito mais vitórias que em 2009-2010 (tiveram 29 apenas).
A maior aquisição para esta época é a estreia do nº1 do draft de 2009, Blake Griffin, que não jogou a época passada por lesão.

Entradas / Saídas
Tinham espaço salarial para um contrato máximo e entraram na corrida por Lebron, mas acabaram o período de free agency sem conseguir atrair um dos grandes nomes.
Saíram Steve Blake, Drew Gooden e Travis Outlaw e entraram Al-Farouq Aminu (escolha no draft), Eric Bledsoe (escolha no draft), Ryan Gomes, Randy Foye e Brian Cook.

Frontcourt
Com Griffin recuperado e Kaman vindo de uma grande época, têm um dos melhores frontcourts da Conferência Oeste. E, com Aminu, têm ainda outro ressaltador poderoso a vir do banco.

Como small forward (aquela posição que procuravam preencher na free agency) estará Ryan Gomes, que, não sendo o grande free agent que desejavam, fez uma boa época em Minnesota (10.9 pts, 4.6 res) e é uma boa adição.

Backcourt
Baron Davis já não é o base de outrora, mas ainda é um dos melhores bases da Conferência Oeste. Terá no entanto de melhorar a selecção e percentagem de lançamento. Eric Gordon foi uma das surpresas do ano anterior e é actualmente o elemento mais fiável do backcourt dos Clippers. Volta da selecção dos Estados Unidos motivado, com a medalha de Ouro no Campeonato do Mundo da FIBA.

Banco
Aqui encontramos uma curiosa colecção de jogadores que nunca (ou ainda não) atingiram o potencial que lhes era apontado: Randy Foye, DeAndre Jordan, Brian Cook. Parece o banco ideal para fazer jus ao historial dos Clippers, mas não o banco ideal para atacar os lugares de playoff. Esta era a área que mais precisavam de reforçar e pouco fizeram.

Treinador
Contrataram Vinnie Del Negro que, depois de ter sido contratado por Chicago sem nenhuma experiência anterior de treinador (e posteriormente despedido), tem aqui a sua segunda equipa na NBA. Colocar os Clippers a jogar bem e a competir na forte Conferência Oeste? Ai está um grande desafio para um treinador ainda inexperiente.

Resumo
Os Clippers têm um 5 inicial bom, embora 4 desses jogadores já lá estivessem o ano anterior, por isso, não melhoraram muito esta offseason. Para aspirar a lutar pelos playoffs, têm de conseguir manter-se longe das lesões (uma praga que parece persegui-los).
E, mesmo assim, com o banco pouco reforçado, poderá não ser suficiente.

Nota: 9


(próximo: Pacific Division - Los Angeles Lakers)

1 comentário:

  1. Márcio, you're the man. Mto fixe. Não sou fã de basket, mas dei por mim a dar umas voltas neste blogue. Abraço grande, Ricardo Miranda

    ResponderEliminar