8.12.10

Era uma vez a NBA


6 de Junho de 1946. Os proprietários de várias arenas de hóquei no gelo dos Estados Unidos, procurando novas atracções para as noites mortas nos seus pavilhões, reúnem-se para discutir a criação duma liga profissional de basquetebol, um desporto que tinha sido criado 55 anos antes e ganhava cada vez mais adeptos por todo o país.

Com o final da 2ª Guerra Mundial, a vida nos Estados Unidos voltava à normalidade e os espectáculos desportivos floresciam. Para além do basebol, do hóquei e do futebol americano (os desportos mais populares antes da guerra), o basquetebol universitário via a sua popularidade subir. Isto levou Walter Brown, proprietário dos Boston Bruins da American Hockey League e Al Sutphin, também proprietário duma equipa da AHL em Cleveland, a pensar na criação duma liga de basquetebol.

Nessa época, existiam já algumas ligas espalhadas pelo país e os jogadores que saíam das universidades estavam dispersos por elas. Algumas profissionais, como a National Basketball League e a American Basketball League, e outras semi-profissionais e amadoras, como a Amateur Athletic Union, com equipas de empresas e fábricas. Mas Brown e Sutphin pretendiam tornar a sua liga a maior e melhor do país.

Nessa tarde de Junho, dois anos exactos depois da invasão da Normandia, no Hotel Commodore, em Nova Iorque, é fundada a BAA, Basketball Association of America.
A liga começou com 11 equipas e uma temporada regular com 60 jogos. As equipas pioneiras, divididas em duas conferências (Este e Oeste), foram os Boston Celtics, os Chicago Stags, os Cleveland Rebels, os Detroit Falcons, os New York Knickerbockers, os Philadelphia Warriors, os Pittsburgh Ironmen, os Providence Steamrollers, os Saint Louis Bombers, os Toronto Huskies e os Washington Capitols.

E assim, no dia 1 de Novembro de 1946, em Toronto, os Huskies receberam os Knickerbockers, no primeiro jogo da nova liga:


E, perante 7090 espectadores, Ozzie Schectman, dos Knicks, marcou o primeiro cesto de sempre:



Nessa primeira época, os Washington Capitols, treinados por Red Auerbach, acabaram no primeiro lugar do Este com o melhor recorde da temporada regular, 49-11, mais 10 vitórias que o primeiro do Oeste, os Chicago Stags. No entanto, os Capitols perderam para os Stags nos playoffs e a equipa de Chicago avançou para as Finais frente aos Philadelphia Warriors.
Os Warriors, liderados pelo extremo Joe Fulks (melhor marcador da temporada, com 23.2 pts/jogo, mais de 7 pontos acima do segundo) venceram por 4-1 e tornaram-se os primeiros campeões da história da NBA.

4 comentários:

  1. Excelente post.
    Aprendi algumas coisas e revi outras.
    Obrigado!

    ResponderEliminar
  2. De nada. Obrigado eu pela visita e pela sua contribuição.

    ResponderEliminar
  3. Gosto de basquetebol e acompanhei muito a NBA na minha juventude, quando a RTP2 transmitia os jogos e o célebre magazine "A Magia da NBA"...Com a passagem para a SportTV lá foi uma bocado da minha paixão borda fora...Mas felizmente existe a net e descobri agora este teu blog! Parabéns !!! E obrigado por este post que está fantástico e muito aprendi ! Abraço

    ResponderEliminar
  4. Pois, eu aderi à SportTV só pela NBA. Mas agora tens também a NBA TV em sinal aberto.
    Obrigado, Diogo, pelas palavras simpáticas e pela tua visita! Espero poder ocntinuar a contar com ela. Abraço

    ResponderEliminar