30.12.10

Padecimentos? Quais padecimentos?

Bastaram apenas algumas horas para os Lakers confirmarem o que dizíamos no post anterior. Depois de falarmos sobre toda a tinta que corria sobre os seus padecimentos, a equipa da Califórnia jogou em New Orleans, frente aos Hornets. E ganharam. E jogaram bem. Um jogo foi o que bastou para voltarem a encarrilar.

O que mudou? Andrew Bynum voltou ao cinco inicial. Jogou 30 minutos, marcou 18 pontos (nuns efectivos 8-12 em lançamentos) e apanhou 6 ressaltos. Gasol voltou à sua posição original de power forward e nem teve de fazer um grande jogo porque a vitória foi folgada (11 pts, 12 res, 5 ass e, mais importante, jogou apenas 33 minutos). A defesa interior dos campeões melhorou e dominaram o jogo interior nos dois lados do campo. Marcaram 46 pontos na área pintada (contra 30 dos Hornets), com uma percentagem de lançamento de 77% e ganharam claramente a luta das tabelas (44-24).
Lamar Odom voltou ao seu papel de sexto homem e, como suplente de luxo (foi o melhor marcador da equipa, com 24 pontos), liderou uma segunda unidade que destroçou a segunda unidade dos Hornets.
E Kobe também voltou à sua encarnação de jogador que distribui pelos colegas e não joga sozinho. Fez 20 pontos com poucos lançamentos (8-14) e ainda 4 assistências, em apenas 27 minutos.

A importância de Bynum na equipa de Los Angeles é maior do que apenas os seus números. Para além do espaço que ocupa no meio e de melhorar bastante a defesa interior, liberta Gasol para as suas tarefas naturais frente a power forwards mais pequenos e menos pesados que os postes que é obrigado a enfrentar quando Bynum está de fora. Com Bynum o frontcourt dos Lakers é um dos maiores e mais fortes da NBA. Para além, disso, Odom passa a sair do banco, como principal ameaça duma das melhores segundas unidades da liga, dando um impulso fundamental ao ritmo da equipa. Com Bynum no cinco inicial, tudo está no seu devido lugar nesta equipa.

Parafraseando Mark Twain, parece que as notícias sobre a "morte" dos bi-campeões foram manifestamente exageradas. Um dia depois, tudo está bem no reino dos Lakers.

Sem comentários:

Enviar um comentário