6.8.13

Era uma Vez A NBA - 1º capítulo


Para quem ainda não seguia o SeteVinteCinco quando a publicámos pela primeira vez (em 2011; e para quem já seguia, esperemos que nunca seja demais recordar a rica história da liga), vamos republicar ao longo dos próximos dias, a nossa série de artigos "Era Uma Vez a NBA".

Começando pelos primórdios da liga, nos anos 40, e avançando, década a década, vamos recordar ao longo dos próximos dias a História da melhor liga do mundo. Hoje, como tudo começou:


Era uma vez a NBA


6 de Junho de 1946. Os proprietários de várias arenas de hóquei no gelo dos Estados Unidos, procurando novas atracções para as noites mortas nos seus pavilhões, reúnem-se para discutir a criação duma liga profissional de basquetebol, um desporto que tinha sido criado 55 anos antes e ganhava cada vez mais adeptos por todo o país.

Com o final da 2ª Guerra Mundial, a vida nos Estados Unidos voltava à normalidade e os espectáculos desportivos floresciam. Para além do basebol, do hóquei e do futebol americano (os desportos mais populares antes da guerra), o basquetebol universitário via a sua popularidade subir. Isto levou Walter Brown, proprietário dos Boston Bruins da American Hockey League e Al Sutphin, também proprietário duma equipa da AHL em Cleveland, a pensar na criação duma liga de basquetebol.

Nessa época, existiam já algumas ligas espalhadas pelo país e os jogadores que saíam das universidades estavam dispersos por elas. Algumas profissionais, como a National Basketball League e a American Basketball League, e outras semi-profissionais e amadoras, como a Amateur Athletic Union, com equipas de empresas e fábricas. Mas Brown e Sutphin pretendiam tornar a sua liga a maior e melhor do país.

Nessa tarde de Junho, dois anos exactos depois da invasão da Normandia, no Hotel Commodore, em Nova Iorque, é fundada a BAA, Basketball Association of America.
A liga começou com 11 equipas e uma temporada regular com 60 jogos. As equipas pioneiras, divididas em duas conferências (Este e Oeste), foram os Boston Celtics, os Chicago Stags, os Cleveland Rebels, os Detroit Falcons, os New York Knickerbockers, os Philadelphia Warriors, os Pittsburgh Ironmen, os Providence Steamrollers, os Saint Louis Bombers, os Toronto Huskies e os Washington Capitols.

E assim, no dia 1 de Novembro de 1946, em Toronto, os Huskies receberam os Knickerbockers, no primeiro jogo da nova liga:


E, perante 7090 espectadores, Ozzie Schectman, dos Knicks, marcou o primeiro cesto de sempre:


Nessa primeira época, os Washington Capitols, treinados por Red Auerbach, acabaram no primeiro lugar do Este com o melhor recorde da temporada regular, 49-11, mais 10 vitórias que o primeiro do Oeste, os Chicago Stags. No entanto, os Capitols perderam para os Stags nos playoffs e a equipa de Chicago avançou para as Finais frente aos Philadelphia Warriors.

Os Warriors, liderados pelo extremo Joe Fulks (melhor marcador da temporada, com 23.2 pts/jogo, mais de 7 pontos acima do segundo) venceram por 4-1 e tornaram-se os primeiros campeões da história da NBA.




(ao longo dos próximos dias, podem então acompanhar aqui a série "Era Uma Vez a NBA"; no dia 13, como prometido, vamos publicar o nosso artigo sobre os melhores canhotos de sempre; e a partir do dia 14, podem acompanhar aqui toda a acção do Basketball Without Borders. Eu vou lá estar a trabalhar no evento, por isso, durante esses dias, reportamos directamente de lá. Não percam!)

2 comentários:

  1. http://ajaythuraisingham.wordpress.com/2013/03/17/reasons-i-believe-lebron-james-uses-steroids/

    ResponderEliminar
  2. Muito boa iniciativa. Pelo menos para mim, que só sei algumas coisas a partir de uma determinada época. Sempre sei a história geral de um dos desportos que mais gosto.

    ResponderEliminar