10.8.13

Era Uma Vez a NBA - os anos 80


Continuando o nosso passeio pela memória, avançamos hoje para a década em que muitos de nós começámos a seguir a NBA, a era dourada dos 80. É o quinto capítulo da série Era Uma Vez a NBA:

Era Uma Vez a NBA: os anos 80


E eis-nos chegados aos anos 80. Esta foi a década em que a NBA chegou a Portugal, através das transmissões televisivas na RTP2 e da distribuição de revistas espanholas como a Superbasket e a Gigantes do Basket, e em que muitos de nós conhecemos a NBA pela primeira vez.

E esta foi a década de ouro da NBA, não só porque a liga americana ultrapassou as fronteiras dos Estados Unidos e espalhou-se pelo mundo, mas também porque alguns dos melhores jogadores de sempre pisaram os campos da NBA nestes anos. Lendas como Michael Jordan, Magic Johnson, Larry Bird, Julius Erving, Kareem Abdul-Jabbar, Charles Barkley, Moses Malone, Hakeem Olajuwon, Patrick Ewing, Isiah Thomas, Karl Malone, Dominique Wilkins, Kevin McHale, John Stockton e a lista podia continuar.



O enorme crescimento que a liga conheceu a todos os níveis (número de equipas, fama, talento, competitividade) nos anos 70 continuou nesta década e o nível e quantidade de talento atingiu a estratosfera. E se aqueles nomes já eram suficientes para levar a fama da NBA até aos quatro cantos do mundo, algumas das equipas mais memoráveis e algumas das rivalidades mais inesquecíveis de todos os tempos ajudaram a tornar a liga americana num fenómeno mundial.

Quem pode alguma vez esquecer os fenomenais duelos entre os Celtics de Bird e os Lakers de Magic? O Big Three de Bird, Parish e McHale versus o Big Three de Magic, Kareem e Worthy. Os operários de Boston contra o Showtime de Los Angeles. Estas foram as duas equipas que dominaram a década e moldaram a NBA que conhecemos. Enfrentaram-se em três Finais antológicas (84, 85 e 87) e entre ambas ganharam oito títulos (cinco para LA e três para Boston).


Mas se estas foram as equipas da década, as equipas memoráveis não ficaram por aqui. Tivemos também os Sixers de 83, com Dr. J, Moses Malone e Maurice Cheeks, que ganharam 65 jogos na temporada regular (o segundo melhor recorde da história da equipa) e venceram o título cedendo apenas um jogo nos playoffs (com a famosa previsão de Moses Malone - "fo, fo, fo" - quase a concretizar-se).

E os Bad Boys de Detroit, com Isiah, Dumars, Laimbeer e Rodman. Com a sua defesa agressiva e nos limites da legalidade, a sua garra e luta e a sua atitude de "fazemos-tudo-mesmo-tudo-o-que-tivermos-de-fazer-para-ganhar" conquistaram adeptos por todo o mundo. Estes Pistons conseguiram destronar os Lakers no final da década, marcaram uma época e mostraram ao mundo que o trabalho duro pode levar-te longe.

Estas quatro equipas foram presença habitual nas Finais e levaram para casa os títulos da década:


(já sabem, a amarelo o campeão e a cruz indica que a equipa teve o melhor recorde da temporada regular)

E houve mais nos anos 80: a linha de três pontos transformou o jogo, o All Star Game cresceu para All Star Weekend e nasceram os Concursos de Triplos e os Concursos de Afundanços.
Portanto, para além de todo o talento individual e das rivalidades inesquecíveis, tivemos também acontecimentos e eventos que transformaram o jogo e tornaram a NBA em algo mais que um fenómeno desportivo. A NBA tornou-se parte da cultura mundial.

E assim, nos anos 80 a NBA chegou à sua época moderna. Foi uma década de jogadores inigualáveis, equipas especiais e momentos e imagens que ficaram e perduram no imaginário de todos os fãs. Esta é, por isso, a década que muitos consideram como a melhor da história da NBA. E do imenso lote de puro talento basquetebolístico destes anos, estes são os que entram no nosso cinco:

Magic Johnson - guard
Michael Jordan - shooting guard
Julius Erving - forward
Larry Bird - forward
Moses Malone - center

(Meu Deus, que cinco inicial! Será este o melhor cinco de sempre? Ou vamos ter de decidir no photo finish com o dos anos 60? Ou ainda, será que o dos anos 90 e 00 pode rivalizar com algum desses?)


4 comentários:

  1. Muito bom artigo Márcio(...mais um) mas que peca, na minha opinião, por falta de destaque ao melhor jogador de todos os tempos. Se é certo que foi nos anos 90(...e sei que darás o devido destaque no post desta década) que tivemos o "prime" do MJ, foi também na década de 80 que este entrou na NBA e onde jogou ainda mais de metade da década.

    Continuação de um excelente trabalho grande Márcio ;)

    ResponderEliminar
  2. Claramente o melhor 5 de sempre

    ResponderEliminar
  3. De acordo nos 5, Márcio.

    ResponderEliminar
  4. A melhor década de sempre para a nba, sem dúvida. Quer a nível de talento individual, quer colectivo. Eu colocava o Kareem na posição 5 apesar de ter passado grande parte da década fora do auge, porque foi mvp das finais com 14 anos de intervalo, em 1971 e 1985. Um testamento à sua longevidade e qualidade. Quando tens os fundamentos técnicos enquanto base do teu jogo, vais envelhecer muito melhor do que um jogador que viva à base do poderio físico, pois esse desaparece com o tempo.

    Ah, este cinco na minha opinião é o melhor a par do da década de 1960.

    ResponderEliminar