20.2.13

As melhores linhas de 2012


Ainda no rescaldo do All Star (e a propósito do que fazemos aqui no SeteVinteCinco: escrever umas linhas sobre basquetebol): a Associação de Escritores Profissionais de Basquetebol (dos Estados Unidos) anunciou durante o fim de semana em Houston os vencedores do seu prémio anual. Foram premiados os melhores textos de 2012 em três categorias: crónica de jogo, coluna/crónica e reportagem. Escusado será dizer que são nove exemplos de excelência na escrita desportiva e são todos grandes textos e grandes leituras para qualquer fã: 


Crónica de Jogo


2º - Benjamin Hochman, do Denver Post, pela história do primeiro jogo de Carmelo contra os Nuggets



Coluna / Crónica

1º - Ian Thomsen, da Sports Illustrated, pela crónica sobre LeBron James e a conquista do seu primeiro título

2º - Kevin Ding, do Orange County Register, pela crónica sobre Jeremy Lin e a Linsanity vista pelos olhos de uma criança

3º - Flan Flinebury, do NBA.com, pela crónica sobre Yao Ming e o seu regresso a Houston depois da retirada


Reportagem

1º - Jonhathan Abrams, do Grantland, pela arrepiante recordação da Malice in The Palace

2º - Kevin Arnovitz, da ESPN, pela história da vida do (ex-) general manager dos Clippers, Neil Olshey

3º - Marc Stein, da ESPN, pela história de como Steve Nash se tornou um Laker

1 comentário:

  1. Essa reportagem do Grantland da "Malice in The Palace" está absolutamente brutal. Recomendo fervorosamente a leitura.

    ResponderEliminar