15.6.15

LeBron, o MVP


Os Cavs tentaram bater os Warriors no seu jogo e (previsivelmente?) não correu bem. Mas antes de irmos à estratégia suicida de David Blatt, vamos só tirar isto da frente: LeBron James é o MVP destas Finais. 


Ganhem os Warriors ou ganhem os Cavs, LeBron é o jogador mais valioso das Finais de 2015. E a milhas de distância de qualquer outro. Se os Cleveland Cavaliers, por acaso, conseguirem dar a volta a esta série e vencer o título, nem há discussão sobre quem vence o prémio. Mas mesmo que sejam os Golden State Warriors a levantar o troféu Larry O'Brien, deve ser LeBron a levantar o troféu Bill Russell.

Até agora, só por uma vez o prémio foi para um jogador da equipa derrotada: em 1969 (o primeiro ano em que o prémio foi atribuído), os Lakers de Jerry West perderam em 7 jogos para os Celtics, mas foi o base da equipa de Los Angeles que levou o prémio de MVP. West terminou com médias de 38 pts, 7.4 ast e 4.7 res e dele disse, no fim, Bill Russell: "Ele não venceu o título, mas é um campeão."

Pois se os Cavs perderem, LeBron merece juntar-se ao The Logo como "únicos jogadores da equipa derrotada a vencer o prémio na história da NBA". 
O vencedor deve ser da equipa vencedora? Em lado nenhum isso está escrito e não é uma regra do prémio. É uma regra implícita e não-escrita? Sim, é verdade, mas a diferença entre o que LeBron tem feito nestas Finais e o que qualquer outro jogador tem feito é tão grande que se em algum ano esse critério vai ser ignorado, este é o ano.

Só alguns números e factos, para termos noção da exibição hercúlea a que estamos a assistir e da dimensão e raridade da mesma:

- James está com médias de 36.6 pts, 12.4 res e 8.4 ast nas Finais. Desde 1986, só Michael Jordan, James Worthy e Shaquille O'Neal conseguiram fazer estes números NUM JOGO das Finais. James está a fazê-los em CINCO jogos.

- Na história da NBA, só dois jogadores fizeram triplos-duplos com mais de 40 pontos nas Finais. LeBron, ontem e... Jerry West, naquelas Finais de 1969.

- LeBron é o 4º jogador (Wilt Chamberlain, Magic Johnson, Larry Bird) a conseguir mais do que um triplo-duplo nas mesmas Finais

- LeBron marcou 39.4% dos pontos dos Cavaliers nos cinco jogos (183 em 464)

Acrescente-se a estes números monstruosos o facto de que ninguém nos Warriors se tem destacado de forma consistente ao longo de toda a série e o prémio só pode ir para um jogador. Curry só apareceu na forma de MVP nos dois últimos jogos, Klay Thompson só esteve realmente bem no primeiro jogo, Iguodala tem sido o contribuidor mais regular, mas muitos furos abaixo de LeBron e Green fez um bom jogo 5. A produção dos Warriors tem sido distribuída por vários jogadores. Afinal, eles são a melhor equipa. E LeBron o melhor jogador.

Ele vai ser o MVP mesmo que os Warriors ganhem? Vai difícil vencer aquele critério/preconceito de que o MVP tem de ser da equipa vencedora, mas, como dissemos ali em cima, se algum ano isso pode ser ultrapassado, este é o ano.



(a seguir: a nossa crónica do jogo 5 e a análise da estratégia suicida de David Blatt)

14 comentários:

  1. Ele tem os tais 183 pontos marcados, mas marcou 65 lançamentos em 163.
    É algo assim tão incrível?
    É que a sua percentagem de lançamento (39%) está ao mesmo nível que a dos seus colegas nesta final (38%).
    Está-se a ver os jogos, e sabe-se sempre de onde vem o perigo, e onde começam e acabam as jogadas. Podem haver pequenas nuances, mas as jogadas são sempre as mesmas.

    Não acho normal (embora estejamos a falar de um super-atleta) que um jogador lance quase tantas vezes (163) nestes 5 jogos como os seus companheiros do 5 inicial (186), quando eles não são assim tão maus como parece que se quer fazer crer.

    Por exemplo no 3º jogo das séries (em que eles venceram 96-91) os seus colegas andaram a lançar com 50% de eficácia, mas só atiraram ao cesto 42 vezes contra 34 do LeBron.

    Para mim, esse é o grande problema dos Cavs, está-se a fazer com que a individualidade acabe por secar o colectivo.
    Ele vai obter números gigantescos em termos pontuais e de assistência (no próximo jogo isso vai acontecer novamente de certeza) mas não está a fazer com que a equipa o ajude naquilo que é mais importante, que é o ser campeão.
    A equipa não está a evoluir de jogo para jogo, porque ele está a assumir completamente o jogo ofensivo dos Cavs só para si.
    Podem haver fogachos em partes de jogos (como já tiveram JR Smith, Mozgov ou Dellanova) mas colectivamente não se vê nada verdadeiramente consistente.

    Ele ontem disse que vai fazer sempre isso porque é o "melhor jogador do Mundo".
    Eu acho que ele está a pensar só no seu umbigo, atingindo os tais triplos-duplos, do que aquilo que é melhor para a equipa.



    Hélio Faria

    ResponderEliminar
  2. Papa Valdemares16/06/15, 02:14

    Estou de acordo com o Hélio. Estes números só têm «valor real» se os Cavs forem campeões. Caso contrário, é um jogador à procura de um «statement». Só isso. Como ele, aliás, deixou claro na última «press».

    Não gostou de ter sido superado por Curry e Harden na eleição do MVP da época regular e entrou nestas finais para provar que é o melhor. Mas ele teria de já ter percebido que isso só tem o tal valor real que referi se corresponder ao título coletivo. Caso contrário... ele terá lá mais um bibelô em casa, Cleveland continuará sem o caneco e LeBron sairá de mais uma final derrotado. E esse também poderá fazer parte do seu legado: vencedor, mas com várias finais já perdidas.

    We will see.

    ResponderEliminar
  3. Quando um jogador joga sozinho é natural que tenha números abismais isso não quer dizer que seja eficiente, o que o LeBron não foi. A única razão para ganhar o MVP das finais é que do outro lado foi tudo normal.

    ResponderEliminar
  4. Discordo do q dizes Márcio (das poucas vezes q isso acontece). A acrescentar ao q já disseram aqui nos comentários não esquecer os minutos de Lebron q tb ajudam a melhorar os seus números. Lebron tem sido sem dúvida extraordinário mas a verdade é q n tem sido decisivo nem eficiente. Basta analisar números como a % de lançamento a rondar os 40% ou ainda mais importante o True Shooting (TS%) abaixo dos 50%. E analisando os jogos o q vejo é um Lebron q no 4º período (para mim o período decisivo de um jogo) já n tem gás. E do outro lado temos um Curry q está com o gás todo e apesar dos turnovers tem sido decisivo. Com um TS extraordinário % q deve rondar os 75%.. E mais importante, no 4º período faz o q é preciso para decidir o jogo.

    Digo isto mas acho normal q c tantos minutos lebron já n tenha gás. Se por algum motivo conseguir vencer tb lhe vou dar todo o mérito do mundo. Não vai ser de 8 para 80 pq já lhe dou muito mérito agora

    ResponderEliminar
  5. Compreendo os comentários à (falta de) eficiência e ao jogo individual e aos minutos e a todos os factores que estão a contribuir para os LeBron ter estes números. E, normalmente, concordaria com eles. Eu também não gosto de ver este tipo de jogo. Nem o próprio LeBron gosta. Mas a verdade é que não tem escolha.

    Os números e as estatísticas têm sempre de ser contextualizados, e neste caso, ele não está a fazer isto por estar a pensar no seu umbigo ou na glória individual. Ele está a fazer isto porque é a melhor (a única) hipótese da equipa vencer.
    Não é bonito, não é eficiente, mas sem isso os Cavs não têm qualquer hipótese. O LeBron é o único matchup em que eles têm vantagem (têm também nos RO com o Thompson e o Mozgov, mas esses não são grandes jogadores ofensivos e dependem dos ressaltos ou de alguém criar para eles).
    Tirando o JR Smith, eles não têm mais ninguém capaz de criar a partir do drible e capaz de criar o seu próprio lançamento. Eles dependem do LeBron para marcar pontos e para criar pontos para os outros.

    Podemos ver isso facilmente nos poucos minutos em que o LeBron descansou nestas Finais e a incapacidade dos Cavs de fazer qualquer coisa sem ele. Sem ele em campo, nos 22 minutos que ele não jogou nestas Finais, estão com um rating ofensivo de 48. 48!
    Não conseguem marcar pontos e é um "ai, ai, vamos tentar aguentar isto um minuto ou dois e esperar que os Warriors não se afastem muito."

    A verdade é que esta equipa dos Cavs é muito fraquinha e sem este LeBron estas Finais já tinham acabado. E não tinham sido equilibradas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso é certo. Se fosse Lebron a estar lesionado e não Irving tinham ido à vassourada os Cavs. E compreendo q tenha de ser ele a carregar a equipa as costas ofensivamente e q por isso os seus números sofrem.
      Mas a verdade é q Lebron tem de gerir melhor o seu esforço. Esgotar tudo e não ter nada para mostrar no 4º período é uma má estratégia. E a verdade é q o Lebron é um jogador físico. E precisa smp dessa energia para ser eficiente. Ok, pode fazer grandes jogos com bons números mas sofre fisicamente, n faz 4ºs períodos famosos por estar esgotado (e nesta série nota-se muito mais pela falta de apoio).
      Não é estranho ser uma besta física mas está smp com cãibras? Como digo, o seu jogo é muito físico com entradas constantes para debaixo da tabela e em q gasta bastante energia. Se tivesse um melhor jumpshot podia alternar e usar menos energia por exemplo. E nem digo isso baseado apenas nestas séries pois aqui compreendo q está bastante desapoiado.

      Eliminar
  6. Marco Mota16/06/15, 15:06

    Estas finais só provam que o número de anéis é overrated. Metam lá o Jordan sem Pippen e o Rodman numas finais e alguém me diga que as ganhava também.
    E suposto os Cavs ganharem o anel com as baixas que tiveram lol? Para mim nem com Kyrie tinham hipótese, quanto mais depois.
    Para concluir, é óbvio que o James tem de ser o Finals MVP! Estão a brincar comigo ou que? Isto deveria ser um sweep fácil e ele consegue levar a 6 jogos e dar ideia a alguns que seria possível (eu nunca acreditei, caso não tivessem reparado estamos perante uma equipa das melhores da história segunda as stats contra outra sem 2 all-star LOL e a jogar com 7 jogadores). Ou seja a greatness do LeBron fez com que o pessoal acreditasse que isto é equilibrado, e por isso mesmo ainda leva com críticas.
    Caso para dizer: "Greatness hurts, sometimes"

    P.S. - Um pequeno exercício. Como estaria isto se os Cavs estivessem a postos e os Warriors sem o Klay e o Iggy por ex? Ou troquem o Lebron por qq outro jogador e digam-me se ainda veríamos um jogo hoje.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o thompson tem sido uma besta nestas finais certo??? O Iggy tem estado bem mas daí a dizer q tem sido crucial e q sem ele n ganhavam. Dito isto reclamas de alguém ser "biased" por ter dado a sua opinião e dps vens com este post... "facepalm"

      Eliminar
    2. Marco Mota17/06/15, 16:50

      "O Iggy tem estado bem mas daí a dizer q tem sido crucial e q sem ele n ganhavam"
      Só o jogador que mudou tudo, MVP finals e que sem ele iam de charola. eheh
      "facepalm"

      Eliminar
  7. Paulo Dias16/06/15, 16:01

    Discordo. OK, o Jordan tinha o Pippen, teve o Kukoc, teve o H. Grant. E o resto do elenco dos Bulls era assim tão espetacular? O Wennington? O australiano que parecia movido a carvão? O Ron Harper? O BJ Armstrong? O Steve Kerr?
    Entendamo-nos: sem uma equipa fortíssima ao seu lado, LeBron não consegue chegar lá (vamos ver o resultado destas finais, pois estão longe de terem acabado). E mesmo quando tem, nem sempre consegue «deliever». Veja-se o primeiro ano em Miami, veja-se a forma como os Spurs PERDERAM eles o título para Miami.

    Muito sinceramente, parece-me que isto não está 4 a 0 essencialmente por causa dos Warriors. Não sei se por cansaço, por inexperiência, por nervosismo, esta equipa não tem sido a mesmo ao longo dos "play-off". O próprio Curry está a voltar agora a um nível muito bom, que não é o melhor que já mostrou. Estivesse ele, Thompson e Green a funcionar e a história estava arrumada.

    E discordo ainda do Márcio quando diz que esta é a única possibilidade de os Cavs lá chegarem. Mozgov é bom ofensivamente, Thompson é um monstro nos ressaltos, JR Smith, bem enquadrado é temível, Jones terá jogos em que desequilibra... E há uns tipos no banco que também poderiam dar um contributo. A questão é que tudo foi rotinado para ser LeBron a decidir tudo. E, claro, quando é assim, não há alternativas, não há plano B, quanto mais C. Por que raio tem de ser ele a transportar sucessivamente a bola? O homem é base, extremo, poste...

    Resumindo: estivessem os Warriors a carburar em pleno e já tinham enterrado os Cavs. E não me parece que o fator fundamental seja a ausência de Kevin Love. Equipa onde esteja LeBron é uma equipa onde predomina o jogo individual. Talvez por isso tenha perdido mais do que já ganhou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marco Mota16/06/15, 19:22

      Todos os pontos denotam uma tendência... E quando se é "biased" é melhor nem responder.

      Eliminar
    2. Paulo Dias17/06/15, 01:38

      Marco, não há análises puras, objetivas. Porque são opinião, estamos perante o máximo grau de subjetividade.

      Isso serve para o que escrevi, do mesmo modo que serve para o que tu escreveste.

      O que já não é muito curial é considerar que se é mais puro, clarividente ou «verdadeiro» que o parceiro ao lado.

      PS - E isto pretende ser uma discussão saudável.

      PS1 - E quando digo que «discordo do Márcio», tenho plena consciência de que estou quase a cometer uma blasfémia, pois «nada» percebo de básquete; apenas mando uns bitaites a propósito de um desporto e de uma competição que sigo e de que gosto há mais de 30 anos.

      Eliminar
  8. Mais umas achas para a fogueira. Quão maus têm sido os Cavs com LeBron no banco:

    https://www.facebook.com/SeteVinteCinco/posts/1124506724231463

    ResponderEliminar
  9. Ao ler certas coisas, às vezes penso que os jogadores dos Cavs foram postos a jogar com LeBron por caridade.

    São atletas que jogam ao mais alto nível, milionários, e fazem parte daquela minoria de 250 jogadores que têm qualidade para jogar na melhor liga do mundo.
    Não entro no peditório de fazer deles coitadinhos...

    ResponderEliminar