22.2.12

Os prémios da (meia) temporada


Na véspera do fim-de-semana All Star e a meio da temporada regular, continuamos com o respectivo balanço. Já aqui falámos antes de quem é até agora o rookie do ano e também de quais são as equipas melhor posicionadas para lutar pelo título. Hoje, despachamos os restantes prémios individuais principais e revelamos quem é até agora, na nossa opinião, o melhor sexto homem, o melhor treinador e o MVP da liga.


Melhor Sexto Homem - James Harden (Oklahoma City Thunder)
O barbudo dos Thunder está a fazer, no terceiro ano na liga, a sua melhor temporada (16.8 pts, 4.1 res e 3.5 ast, todos máximos de carreira) e é o terceiro melhor jogador da melhor equipa do Oeste. É a terceira opção ofensiva da equipa, depois de Durant e Westbrook, e um jogador que não só lidera a segunda unidade e dá um impulso à equipa a partir do banco, como também dá mais equilibrio ao ataque quando joga com os titulares. Ao lado de Durant e Westbrook, obriga as defesas adversárias a não concentrarem as atenções apenas nesses dois e dá aos Thunder uma arma exterior (46.4% nos 2pts e 37.2 nos 3pts, ambos máximos de carreira). 
Quando joga com a segunda unidade, é muitas vezes o manejador de bola e o jogador escolhido para os pick and rolls. É a principal ameaça ofensiva da segunda unidade, ora com o lançamento exterior, ora com penetrações, e tem sido nestes dois meses o melhor jogador da NBA que não é titular.


Melhor treinador - Doug Collins (Philadelphia 76ers)
Aqui a luta é muito renhida entre o treinador dos Sixers e Gregg Popovich. Collins tranformou um grupo sem estrelas, com muita inexperiência e condenado à mediania há várias temporadas numa equipa coesa e bem sucedida. Apesar dos tropeções desta semana, ninguém acreditava que os Sixers estivessem tão bem colocados nesta altura da temporada. O sucesso na classificação é fruto de uma das melhores defesas e um dos jogos mais colectivos da liga. E isso é mérito de Collins.
Em San Antonio, Popovich continua a dar lições de como gerir um grupo de jogadores e, sem Ginobili, a poupar os titulares e com estes a jogarem o mínimo de minutos de todos os candidatos e a retirar o máximo de jogadores secundários, mantém os Spurs no topo da liga. Um mestre de gestão que vai ser, mais uma vez, candidato ao prémio no final da temporada. Mas, para já, vantagem para Collins, por uma unha.


MVP - Lebron James (Miami Heat)
Se a escolha anterior é por uma unha, esta é por um quilómetro. Lebron é o melhor jogador na melhor equipa e está a fazer uma temporada extraordinária (27.6 pts, 8.1 res, 6.8 ast, 1.7 rb, em 36 min/jogo).
Nesses 36 minutos por jogo, que são o mínimo da carreira, tem o melhor PER da carreira (32.6, superior aos dos seus anos em Cleveland, onde, muitas vezes, tinha de fazer quase tudo, e superior aos das duas temporadas em que venceu o MVP). Está também com as melhores percentagens de lançamento da carreira (55% nos 2pts e 41% nos 3pts!) e se dúvidas havia da sua importância para a equipa, essas acabaram quando Wade esteve de fora vários jogos e os Heat nem pestanejaram. Lebron é até agora, de longe, o melhor jogador da temporada.


5 comentários:

  1. Concordo com tudo!

    ResponderEliminar
  2. Também concordo com tudo e uma Final OKC x Heat vai ser demais!!! Lebron e Durant tão jogando muitoooo

    ResponderEliminar
  3. mais uma grande vitoria dos heat e grande jogo do King Lebron

    Lebron james 20 Pts 9 Rebs 8 Ass 5 Steals 2 Blo

    ResponderEliminar
  4. LBJ:
    - 27, 6 p.
    - 8,1 ress.
    - 6, 8 ass.
    - 1, 7 rb
    - 55% 2 p.
    - 41%b 3 p.

    Kevin Durant:
    - 27, 9 p.
    - 8, 1 ress.
    - 3, 4 ass.
    - 1, 4 rb
    - 51,3 % 2 p.
    - 36,5% 3 p.

    A equipa que chegar ao fim da «regular season» com mais vitórias elegerá o MVP.

    ResponderEliminar
  5. Stoudemire24/02/12, 16:30

    Concordo em parte com o anónimo. Se acabasse agora penso que seria Lebron James, mas se OKC tiver umas 5 vitórias de vantagem no final sobre Miami acredito que possa ser Durant.

    ResponderEliminar