1.8.12

Este rapaz salta um bocadinho


O fim do jogo ainda está fresquinho (e sobre ele não há muito a dizer, uns EUA em ritmo de treino cilindraram naturalmente a Tunísia e deu para Anthony Davis se mostrar ao mundo), mas já temos o gif de um dos seus melhores momentos. Para ver uma e outra e outra e outra vez:


70 comentários:

  1. A afunda do LB parece o logotipo do basket em Londres ;)

    ResponderEliminar
  2. Slice of Butter01/08/12, 01:48

    Alguém reparou nos comentadores da rtp e nas suas respetivas observações que, diga-se de passagem, eram um pouco discutíveis? Começaram por demorar uns 4 ou 5 minutos a perceber que o Anthony Davis estava a jogar, sendo que continuavam a criticar o treinador e a mostrarem-se surpreendidos por ele não estar a jogar, quando na realidade ele já estava dentro do terreno de jogo há algum tempo.. Mas depois engraçado foi ver a maneira como um dos comentadores se referiu ao LeBron.. Disse que ele é um jogador que sofreu as consequências de ter sido recrutado para a NBA muito novo, pelo que não potenciou qualidades técnicas e que todo o seu jogo passa pelas grandes capacidades físicas que fazem com que leve tudo à frente, segundo ele.. ou seja, acabou por menorizá-lo completamente, dizendo que está longe de ser um Michael Jordan, um Kobe ou até mesmo um Durant. Epá, custa-me a ouvir isto como fan que sou do LBJ. Depois ainda disse que os postes da equipa americana não são nem de perto nem de longe bons. Será que o Chandler que foi só o melhor defensor da última época, o Love que dispensa muitas palavras (números brutais) e o jovem Davis que foi o melhor jogador da NCAA não sou postes bons? Depois é engraçado ver o locutor principal constantemente a elogiar o comentador convidado, "ah e tal, o professor vê muitos jogos, percebe muito disto.."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stoudemire01/08/12, 02:04

      Faz como eu, desliga o som :)
      Não se aprende nada!

      Eliminar
    2. exactamente, essa do davis já estar a jogar e eles nada e a caírem no treinador, e depois quando disse que o lebron basicamente era só físico e mais nada...

      e quando um deles disse (a propósito do harden ser o melhor 6º jogador) que o 6º melhor jogador na nba é o mais trabalhador e o que defende mais...

      Eliminar
    3. Slice of Butter01/08/12, 02:21

      Bem, já não volto a cair no mesmo erro. Até se poupa energia e tudo ;)
      Mas foi mau demais para ser verdade.. Parece que para se ser campeão da NBA basta ter um líder com muita força e que leve tudo à frente. Ao estilo dos super-heróis da Marvel :)

      Eliminar
    4. A RTP deve ter posto os gajos do ciclismo a comentar basket XD

      Eliminar
    5. ele nao disse que o lebron, era inferior ao durant, apenas disse que preferia o segundo. De resto, parece-me acertado o que disse :" nao e nenhum jordan, nenhum kobe"

      Eliminar
    6. Ele afirmou que entre Durant e James preferia o Durant. Não é deturpando as palavras do homem que se tem mais razão. Eu também prefiro o Durant, embora isso não signifique que o Durant seja melhor jogador, é uma questão de opção pessoal, que deve ser respeitada como as dos que preferem James.
      Quanto aos centers, comparar-se Chandler ou Love (e até gosto muito do Love só que penso que é mais PF que center, e como PF, se achas os seus números muito bons - e são - faz uma comparação com os de Barkley ou Malone) com o Pat Ewing ou o David Robinson, só por brincadeira. E já que estamos em maré de números, faz uma comparação com entre uns e outros.

      Eliminar
    7. Gostar mais do Durant é problema dele. Podia até gostar do Villanueva.

      Agora, LeBron James é só forÇa bruta?
      Deve saber muito de basquetebol. A RTP devia pedir ao Barroca e ao Avelãs para comentar

      Eliminar
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    9. FG7, não o ouvi dizer que o James seja só força bruta. - o que seria um disparate - O que ele disse é que Kobe ou Jordan tinham mais técnica.
      E já agora, eu lembro que aqui já se criticou muito o Barroca e o Avelãs precisamente por exprimirem a mesma opinião que estes comentadores. E nem foi há muito tempo.
      O que me parece, é que qualquer que seja o comentador que apareça, se não se mostrar adepto indefectível do James, é logo considerado incompetente.
      De qualquer forma, mesmo assistindo a jogos da NBA desde as 1ªs transmissões efectuadas nos anos 80 pela RTP2 e comentados pelo Prof. João Coutinho e pelo Carlos Barroca, aceito que as pessoas que comentam, sabem de basquete o suficiente para que os responsáveis os considerem competentes para a tarefa.
      Por mim, repito o que alguém que até é fã do James já deu por aí: quem não gosta, só tem que desligar os som

      Eliminar
    10. VIC, o comentador disse com todas as letras "o lebron era só físico porque veio muito cedo para a nba"

      cada um tem a sua opinião, mas não é por ver nba desde os anos 80 que tudo o que diz está certo...

      aquele comentador da rtp teve cada pérola, não só com o lebron, mas de basquetebol em geral...

      Eliminar
    11. Stoudemire01/08/12, 21:14

      Estes lá porque "vêm" isto desde os 80, pensam que a opinião deles é a verdade pura. Para mim trata-se mais de ficar preso ao passado...

      Eliminar
    12. Estes teem nome. E ver jogos desde os 80 dá, pelo menos, uma visão diferente e não afunilada do que é a NBA, como se esta só existisse desde que o Lebron James.
      E pelos vistos, dá também mais alguma educação.

      (e é a última resposta que dou a garotos)

      Eliminar
    13. Stoudemire02/08/12, 00:54

      Não é preciso ter visto, basta pesquisar e ver jogos online para absorver grande parte da história da NBA.
      Por isso não és nenhum dono da verdade como clamas.

      Eliminar
  3. Urso de Tallac01/08/12, 03:58

    A questão, LeBronco lovers, é que já houve DR, PE, TD... E agora os postes são o que são.

    O dito causístico é um brutamontes de força. Falta-lhe «souplesse», % de média e longa distância, LL, etc. É o triunfo da força bruta sobre a arte. E o pessoal esvai-se em considerandos mediúnicos sobre a criatura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stoudemire01/08/12, 04:22

      Para quem gosta de "souplesse" aconselho ballet, ginástica, parque Eduardo VII e por aí fora...

      Eliminar
    2. Hater :)

      Eliminar
    3. % de média e longa distância? Dizer isto depois de ele ter tido a sua melhor época a nível de percentagens, o que está relacionado com uma muita melhor escolha de lançamentos (e já agora a nível de triplos teve uma percentagem que o Kobe só teve por 2 vezes na carreira melhor)... não sei, parece-me algo parvo lol Criticar só por criticar, tentar arranjar defeitos, que todos os jogadores têm, num jogador fantástico só porque está na moda fazê-lo, e fazer trocadinhos com o nome dele e ir a videos do Youtube dizer "Lebron travelled"

      E se queres "souplesse" tens o "floater" que o Chalmers diz que lhe ensinou esta época lol (continua-lhe no entanto a faltar jogo de pés para ter um "post game" decente. Tem que ver uns videos do Pippen :P).

      Se ele fosse simplesmente um "scorer" podia perceber essa do "triunfo da força bruta sobre a arte", mas ele é também um dos melhores "playmakers" e dos jogadores com melhor visão de jogo da liga...

      Eliminar
    4. So para dar mais uma achega dos lovers, um jogador que faz média (e que tem as médias de carreira) em que se aproxima de um triplo-duplo não pode ser só força bruta. Um jogador com cerca de 8 ass de média n é certamente so força bruta, não pode. É so ver uns jogos do homem e não falar sem saber pa desmentir completamente isto.

      Eliminar
  4. Papa Valdemares01/08/12, 04:03

    Vai chover... :)

    ResponderEliminar
  5. Por acaso também ouvi isso que o comentador disse sobre Lebron e a minha opinião não anda longe da dele LOL

    Lebron e portento de força e essa é a sua grande virtude.
    É um jogador fantástico e o melhor da NBA actualmente mas não tem a técnica de jogo e qualidade de Kobe e muito menos Jordan.

    Eu digo sempre que é quase fazer a comparação entre messi e Ronaldo.
    1 nasceu e ta no sangue o seu toque na bola, classe e técnica, é um artista.
    Ronaldo é um portento fisico totalmente fora do normal.
    Uma máquina.

    Para mim Lebron é uma maquina e Kobe um artista.
    Agora cada um tem os seus gostos.

    O voto Kobe na NBA e Ronaldo no futebol por acaso :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stoudemire01/08/12, 13:25

      Humm, então aí revela-se coerência acima de tudo...

      Eliminar
  6. Eu vi na Eurosport os comentadores são melhores.
    Quanto a Lebron tem uma técnica de fazer inveja a todos e depois dizem que não tem técnica, o homem é do melhores tecnicamente faz passes soberbos( e não é Base) que nem bases conseguem fazer e muitas mais coisas se dissesse tudo nunca mais acaba de escrever.

    ResponderEliminar
  7. Sonda Profunda01/08/12, 12:01

    Os da Eurosport simplesmente diziam que o "folclore" que o LeBron e o Kobe faziam no banco era desnecessário e que na Dream Team de 92 havia mais respeito pelo jogo e que o facto de o jogo ter mudado muito em vinte anos e de a NBA já ter muitos mais jogadores de mais nacionalidades e faz com que a equipa de 2012 não consiga ganhar pelas diferenças que os de 92 ganhavam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E têm toda a razão nessas afirmações. Mas não creio que a culpa seja dos estrangeiros e sim de uma diferença de mentalidades.

      Eliminar
  8. Eu acho simplesmente que os gajos da RTP não estavam a gostar nada da atitude dos jogadores dos EUA que parece que têm o rei na barriga, eu também não gostei nada do que vi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois mas a verdade é que eles têm mesmo o rei na barriga

      Eliminar
  9. Stoudemire01/08/12, 13:29

    Estes queriam que eles estivessem 1 mês a ver vídeos da Tunísia, entrassem focados como de uma final se tratasse, fizessem trash talk...
    Mentalizem-se que para eles aquele jogo, era como nós nos organizássemos e fossemos fazer um jogo contra uma equipa de sub-12.
    Mas têm bom remédio, desliguem a televisão...

    ResponderEliminar
  10. Urso de Tallac01/08/12, 14:05

    Os LeBronco lovers são intolerantes e mal educados e assumem cada crítica, «joke» ou «what ever» acerca do seu amor como uma ofensa pessoal.

    Cresçam, meus rapazes. Cada um gosta de quem gosta, tem a opinião que tem e é livre de criticar quem bem lhe apetecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E em contrapartida cada um é livre de responder às críticas ou piadas ;) Não é só mandar bitaites para o ar e estar à espera que ninguém responda, seja de que maneira for, mal-educada ou fundamentada.

      Ah já agora, esqueci-me de responder em relação aos LL, em que o Lebron tem uma percentagem de carreira perfeitamente aceitável; melhor que Pippen, Barkley ou Malone, só para referir alguns forwards.

      Eliminar
    2. «responda, seja de que maneira for, mal-educada ou fundamentada.»

      Esta tua resposta diz tudo.

      Eliminar
    3. Não me parece muito correcto dar respostas mal educadas, boundtoramble, especialmente porque aqui somos todos convidados de uma "casa" que pertence ao sr. Márcio Martins.
      De qualquer forma, mesmo que estivéssemos noutro sítio, a boa educação nunca pagou imposto.

      Eliminar
    4. Nem eu disse que era correcto, até porque dos 2 comentários que fiz acho que nenhum deles foi mal-educado. Apenas quis dizer que ao fazer críticas, principalmente da maneira que o fez, é sempre de esperar respostas.
      Eu acho que fundamentei as minhas respostas, até porque venho aqui à pouco tempo, adoro a NBA, sentia falta de um espaço para discutir sobre a NBA e por isso valorizo bastante este local. Outro pessoal se calhar já não tem tanta paciência lol

      Eliminar
  11. Urso de Tallac01/08/12, 14:09

    Relativamente a um pseudo-comentário de um indivíduo que se assina «Stoudemire», destaco (1.º) a sua iliteracia, (2.º) o acinte com que se dirige aos outros.

    Falta de chá, falta de chá!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stoudemire01/08/12, 14:16

      "LeBronco", «what ever» não é assim, tens de juntar :)

      Eliminar
    2. É pior escrever bom português e dizer barbaridades. LeBron James é força sobre arte? Vai ver ballet, teddy bear

      Eliminar
    3. Paulo Dias01/08/12, 21:06

      Deteto aí uma qualquer forma de desprezo pelas diferentes formas de arte?

      E por que raciocínio a opinião contrária à tua é uma «barbaridade»?

      Eliminar
    4. Dizer que o Lebron é o triunfo da forca sobre a arte é uma barbaridade. Se tens olhos na cara, sabes bem qe não e uma questão de opinião. Se vês o rapaz jogar, imparcialmente, estamos a falar de um rapaz que faz coisas magnificas. Alias vai a um post não muito anterior a este e vê aquele passe, e diz-me aquilo é só força e nada de arte? O meu problema não é falarem mal do LeBron, falem. Agora utilizem argumentos válidos porque essa conversa de ser uma forca e nada de técnica não pega, senão seria igualzinho ao iguodala ou um Rudy gay.

      Eliminar
    5. Forca?
      Rudy gay? Estás a sugerir alguma coisa sobre o rapaz?

      Eliminar
  12. Papa Valdemares01/08/12, 21:16

    Urso, eu avisei-te que, com o teu comentário, «ia chover».

    Estes tipos comportam-se como os acérrimos Cérberos dos tempos modernos. Seguindo a lógica salazarista, quem não é por nós é contra nós. Simples, no seu raciocínio... sem adjetivação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stoudemire01/08/12, 21:22

      Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

      Eliminar
    2. Fugiu do manicómio este lol

      Eliminar
    3. Ora cá está o Stoudemire a ser apagado. Porque será??? Excesso de virtude de certeza... :(

      Eliminar
  13. Stoudemire01/08/12, 21:21

    Uma constatação: seja durante a regular season, seja nos playoff, seja durante as férias, seja durante os olímpicos, seja os "lovers" a puxar o assunto, seja os "haters", o que é facto é que quando se fala de basquetebol vem sempre o nome de um certo jogador por arrasto. E isso quer dizer alguma coisa ;)
    Gostava de um dia ser um brutamontes sem técnica num desporto qualquer e mesmo assim ser o melhor e o mais falado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente: o que é que o Nuno Marçal tem a ver com isto?

      Eliminar
  14. Há aqui pessoas que ainda sentem alguma indisposição por causa dos resultados desta temporada da nba, tanto a nível individual como de equipa! Mas contra factos não há argumentos. Só há umas bocas invejosas e foleiras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles fazem o que podem, sabes como é. Com o LeBron a ser tudo aquilo que eles dizem que ele não é, não há por onde pegar. Têm de voltar ao básico, e dizer que o LeBron é só força física.

      Eliminar
    2. Mas se as bocas forem como as da Scarlett Johansson, eu não me importo que sejam foleiras e invejosas.

      Eliminar
    3. Já aqui alguém escreveu que o LBJ só foi campeão graças à chuva de triplos? Isto é, sem Chalmers, Miller, Batterias, Bosh (até este!!!), etc., ainda não seria este que o homem seria coroado.

      Mas eu, agora a sério, é mais o Jason Collier! Este é que me enche as medidas!

      Eliminar
    4. «Com o LeBron a ser tudo aquilo que eles dizem que ele não é, não há por onde pegar.»

      Eu digo:
      1 - LBJ não é mau jogador. (= é mau jogador)
      2 - Não é sério. (= é infantil e desrespeita os adversários)
      3 - Não trai a mulher. (= é adúltero)
      4 - Não é o menos capaz. (= é o menos capaz)
      E por aí fora...

      Eliminar
  15. Stoudemire02/08/12, 01:15

    LeBron, LeBron, LeBron .... .... ....
    Ahahahahah, imaginem se fosse bom jogador..

    ResponderEliminar
  16. Stoudemire02/08/12, 01:19

    Não se pode dizer "azia" neste blog?
    Se calhar com as mudanças todas na língua portuguesa, passou a ser uma asneira ou algo do género :S
    Mas pode-se chamar iliterado, mal eduacado, criançola a alguém? Humm...

    ResponderEliminar
  17. Iliterado? Eduacado?

    Estou de acordo: não se pode chamar isto a ninguém.

    É pá, mas isso não era para o LBJ? Querem ver que os fãs já assumem para si as dores do ídolo? E o Collier é que é tosco e não sabe jogar?

    ResponderEliminar
  18. Slice of Butter02/08/12, 03:01

    Parece que a famosa discussão sobre o LeBron tomou conta deste post (e de que forma) a partir daquilo que eu disse.

    Sobre tudo o que aqui se falou já não há muito a dizer, aliás, já há muito tempo que esta temática já se "abafou" com tantas trocas de argumentos e tantas opiniões menos felizes de parte a parte. Só gostava de dizer que a hipocrisia acaba por aparecer por diversas vezes quando se chega àquela parte do típico "estes LL são sempre a mesma coisa, quem não gosta dele é visto como inimigo" e "é uma questão de gostos"... Como dizem os nossos colegas dos States: "That's bullshit." Eu cá recorro à frase irónica (e algo feminina, mas que se lixe) da Irina Shayk: "Hating is a bad look. Learn to love."

    Mas agora fora de troca de palavras sobre o LeBron (estou completamente "cheio" disso tudo, eu gosto de o ver jogar, é uma das minhas referências no mundo do desporto e ponto final), eu tenho a dizer que não foi o facto do comentador ter dado logo a entender que não gostava do LBJ que me irritou. O tal professor que anda agora a comentar os jogos acabou por menorizá-lo categoricamente através de absolutamente tudo o que disse. Ele não compararou os postes desta equipa com os de 92 (como disseram aqui nos comentários), disse explicitamente que os jogadores interiores desta equipa "não são, nem de perto nem de longe, bons". A dupla mostrou incompetência em diversas ocasiões. O locutor principal mostra constantemente desconhecimento sobre a modalidade e o comentador convidado refugia-se sempre com o facto de ver muitos jogos da NCAA e afins.. mas isso não chega, não revela profissionalismo, na minha opinião.

    Quanto à questão da diversão do Kobe e do LeBron? Também não gostei muito de ver. Mas concordo que se trata de uma diferença de mentalidade. E atenção, os próprios tunisinos não levaram a mal.. No fim do jogo até foram pedir autógrafos ao Kobe :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já o Jordan jogava a sério e não menosprezava os adversários. Ele considerava que dar o seu melhor em cada jogo era a maior forma de respeito pelos adversários.

      Em vez de autógrafos, o Jordan trocava de camisola com os adversários, que depois colocou num seu empreendimento aberto ao público. Lá estava, por exemplo, a de Jean-Jacques.

      Não é uma questão de diferença de mentalidade, antes de infantilidade e soberba. O Broas já fez cenas destas com múltiplos adversários (a exceção é o Garnett); o Beco não descansou enquanto não chutou o Shaq dos Lakers, para ser ele a estrela única a brilhar na constelação angelina. E assim destruiu o que poderia ter sido uma dinastia.

      Eliminar
    2. o jordan basicamente pôs fora do dream team o isiah thomas...

      ninguém é santinho

      Eliminar
    3. LBJ, depois de escolhidos os 1ºs 10 de 1992, os bases eram: Michael Jordan, John Stockton e Magic Johnson. 1ª pergunta: qual deles tiravas para meter o Isiah?
      Depois, ficaram duas vagas por preencher, ou melhor, uma, visto que a outra teria que ser para um jogador acabado de sair da Universidade (este ano foi Davis, em 92 foi Laettner). Entre Thomas e Drexler foi escolhido Clyde que nesse ano tinha sido 2º na votação para MVP atrás de Jordan, tinha ido, com os Blazers às Finais com os Bulls.
      Resumindo, não vejo onde é que Thomas teria lugar, nem me parece que Jordan tivesse que fazer grande pressão para que ele não fosse convocado. Interessante nessa questão, é o facto de o treinador do Dream Team ser Chuck Daly, precisamente o treinador de Thomas na altura. Não creio que ele aceitasse bem um tipo de pressões desse género.
      De qualquer forma, por vezes diz-se que quem com ferro mata, com ferro morre, e sabe-se como Thomas sabotou a estreia de Jordan no All-Star ou como, em conjunto com vários colegas de equipa, como Lambeer, Mahorn e Dumars (supervisionados pelo mesmo Daly), criaram as "Jordan Rules".

      Eliminar
    4. o jordan já admitiu que fez pressão para não ir, o pippen também à pouco tempo confirmou isso...

      a questão não é quem saia para ele entrar, a questão é que o jordan não o queria lá...

      isso de um jogador acabado de sair da universidade ter que ir ao jogos é treta, o davis só foi porque o griffin lesionou-se...

      o thomas teria lugar no dream team, e não sou só eu que o digo...

      Eliminar
    5. "e sabe-se como Thomas sabotou a estreia de Jordan no All-Star"
      Isso é apenas um rumor, da mesma maneira que é um rumor o Jordan ter posto o Isiah fora da Dream Team. O Isiah sempre disse que ele na altura era relativamente novo e haviam jogadores com muito mais nome e poder a participar no jogo All-Star, por isso nunca faria sentido ele liderar o que quer que seja. E o MJ estava lá; ele no discurso de entrada no Hall of Fame até disse que nunca acreditou nesse rumor e que apenas estava contente por estar a participar no All-Star game.

      O que terá deixado um sabor amargo na boca de muita gente em relação ao Isiah, foi a conduta d'ele e dos Pistons quando foram eliminados pelos Bulls nos playoffs de 91; quando saíram de campo antes de o jogo acabar e não cumprimentaram os adversários.

      Em relação à Dream Team, claro que visto agora, o Shaq ficava ali muito melhor que o Laettner. O Isiah também merecia sem dúvida estar lá, da mesma maneira que o Bird também estava lá pelo estatuto. O Isiah foi sem dúvida dos melhores e mais icónicos jogadores dos anos 80. Não sei até que ponto não merecia mais que o próprio Stockton... Ou talvez o Mullin, apesar de este ser um Hall of Famer e na altura estar no auge da carreira (e até acabou por ser dos melhores jogadores no torneio).

      Eliminar
  19. LBJ, isso do jogador acabado de sair da universidade ter que entrar no Dream Team, na altura não foi treta, foi decidido pela Comissão Olímpica dos USA. Quem sempre foi um bocado de treta como jogador foi o Laetner. E tirando o caso do Laetner em que Jordan nunca poderia intervir, eu continuo a por a questão: quem sairia para entrar Thomas?
    Boundtoramble, a questão da sabotagem do Thomas a Jordan não é um rumor. É evidente que Jordan agora não tem nenhum interesse em trazer isso a publico novamente. Para quê desenterrar um caso com tantos anos. Agora, se te quiseres dar ao trabalho, vai por exemplo ao site rojadirecta, e baixa o jogo dos All-Stars desse ano, e conta quantas vezes é que Thomas, que era o PG, passou a bola a Jordan.
    De qualquer forma, não me admira que Jordan não o quisesse no Dream Team. Aliás, acho que nessa altura, ninguém gostava muito dos Pistons, não só pela maneira de jogar - e aqui, nem falo tanto do Thomas, mas do Lambeer, Mahorn ou mesmo Rodman - mas também pelo episódio que relatas da saída extemporânea da equipa de campo, quando foram eliminados pelos Bulls.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PG eram 2, magic e stockton quase todas as selecções levam 3...

      mas preferiram levar um camião cheio de forwards...

      Eliminar
    2. E pelos vistos com razão, porque ganharam todos os jogos com um diferencial de 43 pontos

      Eliminar
    3. ninguem garante que se fosse com 3 PG e menos 1 forward não ganhassem por 44 ou 42 pontos de diferencial...

      Eliminar
    4. Isso é uma questão de "ses". E não são os "ses" que contam, são os factos.
      A minha vizinha se tivesse rodas também podia ser um autocarro.

      Eliminar
    5. O Jordan não teve qualquer problema em falar disso nem de qualquer outro assunto mais "incómodo" no discurso de entrada no Hall of Fame...

      Estar a ir pelo número de vezes que o Isiah passou (ou não passou) a bola ao Jordan é a mesma coisa que dizer que em todos os jogos o Westbrook faz um "freeze out" ao Sefolosha (o que não deixa de ser verdade LOL). O Jordan na altura era um rookie e o Isiah tinha muitos outros (grandes) jogadores a quem passar a bola. Se formos a ver, o Jordan fez tantos ou mais lançamentos que jogadores como o Adrian Dantley, Alex English, Moses Malone, Kareem Abdul-Jabbar, Micheal Ray Richardson, Bernard King, Sidney Moncrief... Tudo jogadores na altura já com multiplos jogos All-Star.

      Até acredito que houvesse alguma inveja por parte de vários jogadores em relação ao Jordan e a atenção que ele estava a receber, e uma certa relutância em passar-lhe a bola, mas não acredito é neste mito que se criou que foi SÓ o Isiah ou que foi ele foi o mentor desse freeze-out.

      Eliminar
  20. Stoudemire03/08/12, 01:58

    O Jordan é um santo! Se fosse um que nós sabemos "supostamente" a sabotar a ida de alguém ao All-Star game o que não seria...

    ResponderEliminar