21.8.12

Um dos maiores de sempre


E a propósito da linhagem de grandes postes na história dos Lakers, hoje faz(ia) anos este senhor:



(e podem dar uma vista de olhos - arregalados - pelas estatísticas sobre-humanas do Big Dipper aqui)

19 comentários:

  1. Papa Valdemares21/08/12, 22:26

    Faz agora 50 anos que este monstro teve, na época regular, uma média superior aos 50 pontos por jogo. Sei que eram outros tempos, com outras regras, mas...

    Por falar em regras, uma série delas foram alteradas ou introduzidas por causa deste monstro.

    Mas, se calhar, o que mais invejo no homem é a sua vida «off court»: a quantidade de mulheres que este gigante «aviou» é, também, uma brutalidade.

    É por tudo isto que a discussão do melhor absoluto, ou do melhor poste, é muitas vezes um «faite daiver», como diria o tolo de Leiria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahah melhor comentário que li por aqui nos últimos tempos, muito bom. Viva o Wilt, redefiniu o jogo e foi provavelmente o jogador mais dominante a nível individual. Para além da sua vida sexual muito activa, é tido como um bom gigante e para quem se interessar há muita literatura sobre o homem, o jogador e a lenda, que se descrevia como "Just Like Any Other 7-Foot Black Millionaire Who Lives Next Door".

      Eliminar
  2. Papou tantas pitas que a molécula não aguentou e deu o estouro.

    ResponderEliminar
  3. Realmente devia ser um prazer vê-lo jogar (para a maioria de nós, veio antes do tempo).Estava-se no tempo em que os postes eram o centro de todo o jogo.
    Apesar das regras que mudaram, e das defesas serem mais tolerantes que agora, as suas médias são incríveis. No que reparei quando vi o quadro de estatísticas dele, foi a média de faltas pessoais que fazia. Hoje, os postes chegam muita vez ao intervalo carregados de faltas. Ele raramente apresentava médias de mais de 2 por jogo, o que me faz pensar que na altura o contacto pessoal não fosse tão vulgar como é agora.
    Sobre a vida off-court não vou falar, já foi focado, mas pode-se dizer que apesar de ter falecido relativamente cedo, deve ter tido uma vida bem preenchida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso era uma (de várias) críticas que lhe faziam; ele nunca foi expulso por acumulação de faltas num jogo, era algo em que

      pelos vistos ele tinha orgulho, mas a maior parte das pessoas na altura criticava-o porque ele muitas vezes tentava tanto evitar fazer faltas que muitas vezes desaparecia no final dos jogos; e isso acontecia principalmente nos playoffs, em que os jogos são naturalmente mais intensos e como tal há uma probabilidade maior de haver mais faltas. Isso até ajuda um pouco a perceber a diferença (ainda bastante grande) nas estatísticas de carreira dele da regular season para os playoffs.

      E depois a questão da mudança de regras, que se atribui a ele. Eu acho que era algo que iria acontecer a partir do momento que o Russell e outros postes atléticos começaram a aparecer na NBA. A grande reivindicação do Wilt para o título de GOAT são as estatísticas impressionantes dele, mas a maior parte das pessoas não tem em conta a falta na altura de postes atléticos para além do Russell, a falta de goaltending ofensivo e que as equipas simplesmente não defendiam (por isso é que o Russell teve tanto impacto). As equipas na altura faziam cerca de 25% a mais de lançamentos que hoje em dia. Uma equipa em 62 (o tal ano em que o Wilt teve a média de 50 pontos, o jogo dos 100 pontos e o Oscar Robertson teve um triple-double de média na época) as equipas faziam, por jogo, cerca de 120 lançamentos e 34 lançamentos livres; hoje em dia é algo como 80 lançamentos e 26 lançamentos livres. O Wilt fez em 62 uma média de 40 lançamentos por jogo e 17 lances livres! O máximo que o Jordan alguma vez fez foi 27 lançamentos e 11 lances livres! E estranhamente (devido à falta de defesa) a percentagem de lançamento era pior na altura, portanto o que é que isso queria dizer? Mais ressaltos! lol

      A mudança das regras foi mais no sentido de melhorar a própria liga (o basquete profissional na altura ainda era bem recente), fazer as equipas jogar à defesa e tornar o jogo mais competitivo; não acho que tenha tanto a ver com o domínio ofensivo do Wilt.
      O wilt começou a ganhar a partir do momento que se começou a concentrar mais na parte defensiva, a partilhar mais a bola e a estar rodeado por bons jogadores ofensivos (e podem ver no Basketball Reference os números ofensivos que o Hal Greer, Billy Cunningham e o Chet Walker tiveram na Final de 67). Basicamente começou a ganhar a partir do momento que começou a jogar como o Russell lol

      Não quero com isto estar a diminuar em nada o impacto que o senhor teve e o lugar dele na história da NBA como um dos melhores jogadores de sempre; mas os números impressionantes que ele teve têm que ser vistos com algum contexto histórico.

      AH E também... nada! lol Vou é ficar-me por aqui, já chega :P

      Eliminar
    2. Muito bem visto, daí ser impossível comparar jogadores de diferentes épocas directamente. O número de posses de bola por jogo tem vindo a diminuir década a década desde 60 se não estou em erro. Portanto, até nos 80's e 90's havia mais ressaltos disponíveis e mais pontos marcados que actualmente, assim como assistências e desarmes de lançamento obviamente.

      Eliminar
    3. Sim, +e isso mesmo. Por isso falava em defesas muito tolerantes. Nesse tempo é que era mesmo um run and shoot. Mesmo em tempos mais recentes, a defesa tornou-se ainda mais importante no tempo dos Bad Boys de Detroit. Por essa altura, eram muito comuns os jogos com números elevados, dentro dos cento e vintes, cento e trintas.

      Eliminar
    4. Ridículos todos os que comparam o WC com os jogadores actuais.

      Eliminar
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    6. Greenie, em relação aos 90's não me parece haver assim tantas diferenças. Se nos reportarmos só aos 80's e90's, para mim, penso ter havido um pré-Bad Boys de Detroit e um pós, mesmo que não se gostasse do estilo, e eu não apreciava particularmente, em relação à agressividade a defender.
      Mas quanto à quantidade de ressaltos, também me parece que nessas duas épocas havia mais postes/PF dominadores - Pat Ewing, Mutombo, Hakeem, Robinson, Shawn Kemp, Barkley, Mark Eaton, Malone, Rodman e mais uns quantos - enquanto que agora as equiipas repartem mais os ressaltos e há bem menos postes/PF capazes fazerem duplos/duplos de pontos/ressaltos consecutivamente, como faziam muitos daqueles que mencionei antes.

      Eliminar
    7. Claro que nos 90, faltou-me ali mencionar o Shaquille O'Neal

      Eliminar
    8. Sim Vic, a diferença é mais substancial dos 80 para os 90, obviamente, é só ver jogos das respectivas épocas. Mas then again, são médias, não quer dizer que não haja equipas a jogar mais rápido agora do que outras dos 90's e que proporcionem mais posses de bola.

      Eliminar
  4. http://espn.go.com/nba/story/_/id/8273800/2012-nba-summer-forecast-west-standings

    Seria interessante discutir isto num futuro post

    ResponderEliminar
  5. O Stoudemire dos últimos 3 dias não é o verdadeiro, não vale a pena fazer conta...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Papa Valdemares23/08/12, 05:12

      Portanto, todos os escritos dois dias 20, 21 e 22 não são «teus»??? LOL

      Eliminar
  6. www.businessinsider.com/mavericks-kobe-trade-2012-8

    :O E esta?

    Quem diria que até este senhor era capaz desta "sujidade"? A final de contas ele é igual à "ralé" da NBA? Então mas ele não é um Laker até morrer, para sempre e independentemente das circunstâncias?

    Estou revoltado, nunca pensei! A NBA está perdida!
    Desculpem mas vou tentar recompor-me deste choque.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Papa Valdemares23/08/12, 05:14

      Mete tabaco que logo te recompões.

      Por outro lado,por onde andavas nessa altura para não teres dado pela coisa? No minúsculo Plutão? LOL

      Eliminar
    2. Papa Valdemares23/08/12, 05:23

      Já agora aconselho-te o filme «Carnage». Pode ser que aprendas qualquer coisa.

      Eliminar
  7. Isso não é grande novidade, toda a gente sabe que ele esteve para se mudar para os clippers nessa altura. Está documentado em aúdio por essas internetes, basta uma procura no youtube.

    ResponderEliminar