1.11.12

Boletim de Avaliação - Los Angeles Lakers


Os fãs dos Wolves que me desculpem, mas ainda não é desta que vamos à análise da offseason deles. Como a temporada regular já começou, vamos ignorar a ordem alfabética que estávamos a seguir nos Boletins de Avaliação e vamos fazer o balanço das oito equipas que faltam à medida que forem entrando em acção ou conforme as circunstâncias o ditem. E um dos destaques do primeiro dia foi a estreia (e derrota) dos Lakers, por isso, é até à cidade dos anjos que vamos hoje:


Los Angeles Lakers

Saídas: Andrew Bynum, Matt Barnes, Ramon Sessions, Josh McRoberts e Troy Murphy
Entradas: Dwight Howard, Steve Nash, Antawn Jamison, Jodie Meeks, Chris Duhon, Earl Clark, Darius Johnson-Odom (55ª escolha no draft) e Robert Sacre (60ª escolha no draft)
Cinco Inicial: Steve Nash - Kobe Bryant - Metta World Peace - Pau Gasol - Dwight Howard
Banco: Steve Blake - Jodie Meeks - Devin Ebanks - Antawn Jamison - Jordan Hill
Treinador: Mike Brown

Balanço: Um Verão em que se contrata Steve Nash e Dwight Howard em troca de Andrew Bynum, umas peças secundárias e umas escolhas no draft só pode ser um grande Verão. Por isso, não há outra forma possível de rotular a offseason dos Lakers (e é da offseason que estamos a falar aqui, já lá vamos ao início de temporada) para além de "um enorme sucesso". Se o sucesso dos dirigentes a reforçar a equipa se vai traduzir em sucesso dentro de campo é outra história, mas Mitch Kupchak fez tudo para os colocar na melhor posição possível para tal.

Não só montou um candidato ao título imediato, como preparou a sucessão de Kobe Bryant e trouxe para Los Angeles o próximo franchise player da equipa. Para além disso, ainda reforçou um dos pontos mais fracos da equipa no ano passado, o banco de suplentes, com as contratações de Jodie Meeks e Antawn Jamison (e a renovação de Jordan Hill). Não há muito a apontar ao trabalho de Kupchak (talvez apenas a saída de Barnes, que podia ser útil para render World Peace - a posição onde têm menos soluções -, mas também não há espaço salarial para todos), que cumpriu a sua parte na perfeição.

É verdade que a janela de oportunidade deste grupo é pequena (Nash tem 38 anos, Bryant, 34 e Gasol, 32), mas são claros candidatos ao título nas próximas duas temporadas, têm um franchise player para depois disso e muito espaço salarial para ir buscar mais estrelas. Era difícil fazer melhor.

Nota: 18


Isto foi a offseason, agora vem a temporada. Que não começou da melhor maneira. Depois dum 0-8 na pré-temporada (mas a pré-temporada vale o que vale; era tempo de experiências e de treino), anteontem perderam em casa frente a uns Mavs sem Nowitzki e Kaman (e esta noite voltaram a perder em Portland) e pairam muitas dúvidas sobre a equipa. Há dúvidas se o ataque Princeton (que depende muito de movimentações sem bola e cortes nas costas e coloca os postes muitas vezes na posição de poste alto e mais longe do cesto) que Mike Brown quer implementar é o melhor sistema para estes jogadores. Há dúvidas se Nash e Howard, que são mais produtivos no pick and roll, podem ser produtivos nesse sistema. Há duvidas se Bryant consegue jogar mais sem bola. Há dúvidas se Mike Brown consegue encaixar todas estas peças. Há muitas dúvidas e apenas uma certeza: uma equipa não se monta num dia e os Lakers vão precisar de tempo para colocar esta máquina a carburar. Resta saber se uma temporada vai ser suficiente.

21 comentários:

  1. faltava mudarem o treinador pa terem nota 20

    ResponderEliminar
  2. Cada jogo dos Lakers é uma aventura. O Hack a Dwight hoje não está a funcionar, Ebanks leva com 3 faltas em 30 segundos. O Artest continua a driblar como se fosse o magic, o esquema ofensivo é uma treta e torna difícil distinguir o Blake do Nash, Os triplos não caem, os suplentes não conseguem fazer pontos e provavelmente os Lakers vão perder mais um jogo contra uma equipa mediana.

    Fun,fun,fun,fun,fun.

    ResponderEliminar
  3. Só queria dizer uma coisa:

    Que grande jogo do Harden, que abuso !!!

    ResponderEliminar
  4. Só faltou o treinador, que é MUITO fraco!!!

    ResponderEliminar
  5. 1 - Excelente começo de Harden
    2 - Grande notícia para os Bulls, a ser verdade que Gibson assinou minutos antes da deadline por $38M, muito abaixo do que corria serem as suas exigências, e uma enorme noite para Noah, com 23p, 10r, 3a, 5 roubos e 3 blocks o que dá esperanças aos adeptos dos Bulls, apesar da ausência de Rose
    3 - Quando irão os Lakers ganhar um jogo? E onde para o velho e bem Nash? Bom, começa a ser um pouco escandaloso. Um dia destes, Howard ainda se arrepende de se ter pirado de Orlando.

    ResponderEliminar
  6. já começa a ser uma vergonha estes lakers, com kobe a lançar com boa eficácia, com howard a lançar da linha lance livre 15-19 e mesmo assim não vencem uma equipa que terá de suar muito para ir ao PO.

    o banco dos lakers é tão fraquinho, a começar pelo treinador, mas isso já se via em cleveland, pode ser boa pessoa mas para treinador é zero.

    os rivais clippers começaram com uma boa vitória, harden levou os rockets às costas, a experiência dos spurs valeu a vitória em nova orleães, toronto quis perder o jogo em casa e conseguiu, 76ers sem bynum vencem os nuggets, noah levou os bulls à vitória, utah vence em casa com facilidade com o marvin williams a jogar como atlanta nunca o viu e por fim warriors venceram os suns por 87 85 aqui o que é estranho são mesmo os números tão baixinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Blue Energy 99901/11/12, 13:27

      Kobe a lançar com boa eficácia? Só o vejo a forçar lançamentos como costume, só que agora ainda é mais ridículo ele fazer isso quando tem 4 jogadores do que é bom em seu redor para pontuar e assim pode-se ter as estrelas todas à vontade porque nunca vai haver fio de jogo nem uma base colectiva. Aquele gajo enerva-me...ele e o Carmelo deviam ser presos.

      Eliminar
    2. Blue Energy 99901/11/12, 13:29

      10 em 20. É certo que já conseguiu fazer pior, mas mesmo assim é muito mau.

      Eliminar
    3. ele no 1º jogo fez 11 em 14, agora 10 em 20, está muito melhor que no ano passado que andava a lançar entre nos 40%

      agora claro, juntam 4 bons jogadores e pensam que vão ganhar sempre, isso não é bem assim.

      o artest já deve andar a contar, só podem perder 7 jogs nos próximos 80 jogos...

      Eliminar
    4. É preciso analisar com atenção e ver os jogos completos...o Kobe ontem começou a forçar lançamentos quando a equipa tava no buraco já e ele visivelmente frustrado. De resto está a lançar com uma boa eficácia, problema é a falta de defesa e o número de turnovers dos Lakers. Os Blazers lançaram mais 12 vezes que os Lakers ontem, e estamos a falar de uma equipa mediana que nem pelos playoffs vai lutar. Se bem que também é verdade que os Lakers não têm um historial muito famoso no Rose Garden.

      Eliminar
  7. Um PG, SG e SF lançar a 50% é uma excelente eficácia... nenhum irá conseguir ficar nesta % até final da temporada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o lebron a SF lançou a 52% na época regular do ano passado, mas é uma excepção, PG e SG é quase impossível terem 50%

      Eliminar
    2. É por isso que o Jordan era estratosférico, sempre acima dos 50%. Acho que teve até épocas acima dos 53% LBJ :)

      Eliminar
    3. Triplo Duplo01/11/12, 21:16

      8 vezes abaixo de 50% e 6 vezes acima.. É melhor rever o significado da palavra sempre.

      Eliminar
  8. Triplo Duplo01/11/12, 21:21

    Já agora o James está acima dos 50% há 3 anos consecutivos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tens razão, pensei que foi só no ano passado, mas já à 3 épocas que é assim.

      Eliminar
  9. Márcio, compreendo que seja um pedido um pouco abusivo, mas se pudesses deixar a tua opinião sobre a 'princeton offense' e se achas que se adequa ao roster dos Lakers agradecia. Porque neste momento tudo o que é entusiasta da nba fala sobre o assunto como se fosse uma coisa mitológica e ultra complexa ou manda chavões sobre a mesma. Gostava de saber a tua opinião sobre esse tema em específico e se é relativamente normal as coisas estarem a demorar tanto tempo a funcionar. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é abusivo de forma alguma, é uma das questões que está a dominar o início de temporada dos Lakers. Obrigado, por isso, pela sugestão e vamos inevitavelmente ter de abordá-la num post próximo.

      Eliminar
  10. E já agora, se alguém quiser comentar... http://hardwoodparoxysm.com/wp-content/uploads/2012/10/mikeborwnwhat_1.gif

    ResponderEliminar
  11. Triplo Duplo01/11/12, 22:32

    Eu que estou muito longe de ser um entendido em tácticas de basquetebol, mete-me confusão que uma equipa que tenha Nash e Howard não use e abuse dos pick and roll. Para não dizer que a princeton offense exije muita movimentação por parte de todos os jogadores o que não me parece que sirva a estes jogadores.
    Outra coisa que me saltou à vista, é que o Nash chega ao meio campo e dá a bola em vez de trabalhá-la como fazia em Phoenix, para isso mais valia ficarem com o Fisher e o Sessions.
    Mike Brown é fraquinho, os Cavs que o digam... Mas nada que não se resolva com um golpe de misericórdia: retorno do Big Phil.
    Com os Lakers nada me espanta.

    ResponderEliminar