24.1.11

A acesa corrida pelo MVP


Há três dias atrás fizemos o nosso balanço da primeira metade da temporada regular e revelámos as nossas escolhas para os prémios individuais até aqui. Aquela que, de forma compreensível, menos unanimidade reuniu foi a escolha para o MVP. Se no ano passado Lebron James foi o vencedor claro, este ano a corrida pelo prémio individual máximo está (e prevê-se que continue) renhida, com vários jogadores a fazer uma grande temporada. Alguns de vocês (não só aqui, mas também no Planeta Basket) discordaram da nossa escolha e ficou prometido um post a explicar as razões da mesma. Aqui está ele.


Lebron e Wade, co-MVPs. Porquê?

Lebron venceu nos dois anos anteriores e ganhou o ano passado a grande distância da concorrência. Foi de longe o melhor jogador da temporada regular, rondando um triplo-duplo de média (29.7 pts, 8.6 ass e 7.3 res). Wade ficou em quinto na votação e apesar de ter feito uma boa época, teve Durant, Bryant e Howard a fazer tão bom ou melhor em equipas com recordes melhores.

Este ano juntaram-se na mesma equipa e todos previam que os seus números baixassem. É impossível que não baixem, diziam uns. Não vão poder marcar 2o e tal pontos os dois, diziam outros. Juntem-lhes ainda Chris Bosh e são três jogadores com médias de carreira acima dos 20 pontos. Vão ter de sacrificar as suas estatísticas individuais pela possibilidade de jogarem juntos, certo?

Ou não. Lebron baixou ligeiramente os seus números totais (26 pts, 7.2 ass e 7.2 res), mas está a jogar menos minutos e a sua Percentagem de Utilização (Usage% - percentagem de posses de bola utilizadas por um jogador) baixou também. Em Cleveland, ele era o ataque da equipa. Em Miami, ele tem mais dois jogadores de topo para dividir o fardo. Apesar disso, os seus números pouco se ressentiram. A lançar menos, a jogar menos tempo e com menos posses de bola nas suas mãos, mas a manter a mesma eficácia. Se não olharmos para as suas médias por jogo, mas antes por cada 36 minutos, estão muito semelhantes às temporadas anteriores:

2008-09: 27.2 pts, 6.9 ass, 7.2 res, 1.6 rb
2009-10: 27.4 pts, 7.9 ass, 6.7 res, 1.5 rb
2010-11: 24.5 pts, 6.8 ass, 6.8 res, 1.4 rb

Wade idem. Em 2009-10 teve médias de 26.6 pts, 6.5 ass e 4.8 res. Em 2010-11, tem 25.1 pts, 4.2 ass e 6.5 res. E, como Lebron, com menos lançamentos e menor Percentagem de Utilização. Os seus números por cada 36 minutos nas últimas três épocas?

2008-09: 28.2 pts, 7.0 ass, 4.7 res, 2.0 rb
2009-10: 26.4 pts, 6.5 ass, 4.8 res e 1.8 rb
2010-11: 24.7 pts, 4.2 ass, 6.4 res e 1.3 rb

Mais nenhum dos candidatos tem um jogador tão bom na sua equipa para dividir os números e, apesar disso, a eficácia e produção dos dois não baixou. Lebron tem números semelhantes às duas temporadas em que foi o MVP. Se os números dessas épocas foram, de forma unânime, considerados impressionantes, os desta são-no ainda mais por serem conseguidos ao lado de Wade e Bosh. No caso de Wade, o que o impedia em anos anteriores de estar entre os primeiros lugares para o MVP era o recorde dos Heat. Outros jogadores conseguiam números tão bons em equipas melhores. Que é o que Wade está a fazer este ano. Números tão bons, mas agora numa das melhores equipas.

Por isso, sim, Lebron e Wade co-MVPs. Se não quiserem dar o prémio a dois jogadores (uma situação que já aconteceu no All Star Game e no Rookie do Ano, mas nunca no MVP da temporada), então o prémio é de Lebron, porque dos dois é o que tem melhores números individuais. Baixaram ligeiramente em comparação com as duas épocas em que foi o MVP, mas nesses anos ele foi o melhor por muito. Este ano, mesmo com essa ligeira baixa nos totais, continua a ser o melhor. Por menos, mas ainda o melhor.

1 comentário:

  1. Boas, vou dar também a minha opinião sobre os "awards".

    Estou de acordo contigo, embora o basket seja um desporto colectivo tende para que os melhores jogadores sejam um pouco "individualistas" e tanto Wade como LeBron arranjaram maneira de continuar a brilhar baixando um pouco os seus números, por isso se houver co-mvp entre estes dois, não parece haver nenhum crime. Se houver só um, então que seja Lebron James porque ele é mesmo um Most Valuabe Player.

    Para mim outros candidatos a MVP são; Kevin Durant, melhor marcador o ano passado e talvez seja este ano também, bom lançador, carrega a equipa e decisivo. Na minha opinião peca pela "fraca" média de assistências. Mas sem duvidas uns dos melhores jogadores da NBA.

    Manú Ginobili é também, para mim, um candidato. Não por ter números excelentes,mas por estar a jogar numa forma formidável, para mim está a ser a base da boa forma dos Spurs( equipa que joga melhor actualmente). E jogador que é a peça importante da melhor equipa a jogar basket é de certeza um MVP.

    Há mais, mas não me alongo mais neste tema de MVP.

    Melhor Rookie, sem dúvida Blake Griffin, dá espectáculo, boa média de pontos e ressaltos e está a ajudar os Clippers a limpar o rotulo de pior equipa da NBA.

    John Wall também poderá ser, teve um problema com lesões, mas em forma acaba por fazer ou quase sempre um duplo-duplo de pontos e assistências.

    Sixth Man: Jamal Crawford na frente e depois Jason Terry e Lamar Odom.

    Melhor Treinador: Popovich e Doc Rivers.

    Most Improved: Derrick Rose, impressionante a campanha que está a fazer. Também Kevin Love e Russel Westbrook.

    Pela positive e negativa destaco os rookies Landry Fields e Evan Turner, respectivamente.

    Felton e Kevin Martin estão a jogar muito bem, este último se tivesse Yao Ming, os Rockets poderiam ir aos Playoffs. E pela negativa destaco OJ Mayo e André Igoudala. Mayo esperava muito mais, passou de titular para o banco e Igoudala confirma que é um jogador irregular, e se o sixers dependerem dele, nunca vão a lado nenhum.

    Bom fico me por aqui, abraço a todos.

    João A.

    ResponderEliminar