3.7.11

Os 10 melhores jogadores estrangeiros de sempre



Dizíamos ontem que Nowitzki é o melhor jogador europeu de sempre, mas ele pode ser mais que isso, pode mesmo ser o melhor jogador estrangeiro de sempre na NBA. De facto, só nos lembramos de mais um jogador que entra nessa luta com ele. Para descobrir de quem falamos procurem no topo desta lista dos melhores jogadores da história da NBA que não nasceram nos Estados Unidos.


Menções Honrosas

Drazen Petrovic - Arvidas Sabonis - Tony Kukoc

Três dos melhores jogadores europeus de sempre. Petrovic foi um dos pioneiros, um dos primeiros jogadores europeus a jogar na NBA. Entrou na liga em 89 e, depois dum começo difícil, estabeleceu-se como um dos seus melhores atiradores. Teve uma média de 21.4 pts e 44.7% nos 3pts nas suas duas últimas épocas e era uma questão de tempo até se tornar All Star, mas um acidente de viação pôs fim à sua carreira e à sua vida.
Sabonis foi o Jogador Europeu do Ano por 8 vezes e foi para a NBA apenas aos 31 anos. Era ainda um dos melhores postes da liga, mas fica por saber o que poderia ter feito se tivesse jogado na NBA no seu auge.
Kukoc também só foi para a NBA depois duma carreira bem sucedida na Europa, mas foi ainda no seu auge. Foi o Sexto Homem do Ano em 96 e um elemento fundamental no segundo threepeat dos Bulls.


10- Vlade Divac
Divac foi outro dos pioneiros europeus na NBA. Foi o primeiro jogador estrangeiro seleccionado pelos Lakers na sua história e tornou-se um dos melhores postes da liga. Foi seleccionado para a All-Rookie First Team em 90 e para o All Star em 2001. É um de seis jogadores na história com mais de 13000 pts, 9000 res, 3000 ast e 1500 dl.

9- Detlef Schrempf
Antes de Nowitzki houve Schrempf. O alemão com ar de Ivan Drago estreou-se na NBA em 85 e aí jogou até 2001. Excelente atirador (51.4% 3pts em 94-95!), foi o Sexto Homem do Ano por duas vezes, All Star por 3 vezes e foi às Finais com os SuperSonics em 96.

8- Yao Ming
O gigante chinês (2,29m) revolucionou a NBA quando lá chegou e abriu as portas do gigantesco mercado chinês. Cortesia de milhões de chineses a votar em massa, foi All Star desde a sua primeira época e leva 8 selecções na sua carreira. Justiça seja feita, apesar do lugar cativo no All Star por via dos votos dos seus compatriotas, foi sempre um dos melhores postes da liga nessas épocas e jogador de mais de 20 pts e 10 res. Infelizmente as lesões recorrentes no pé podem obrigar a uma retirada precoce.

7- Manu Ginobili
Três vezes campeão da NBA, duas vezes All Star e Sexto Homem do Ano em 2008. Os Spurs são uma das equipas da década e Ginobili é um dos maiores responsáveis por isso. Atira, penetra, assiste, defende, luta, faz de tudo em campo e fá-lo bem.

6- Tony Parker
O primeiro europeu a ganhar o MVP das Finais, em 2007. Três vezes campeão da NBA e três vezes All Star. Le Blur leva já 10 temporadas na NBA e por isso esquecemo-nos que só tem ainda 28 anos. Quando acabar a carreira poderá estar um lugar ou dois acima nesta lista.

5- Pau Gasol
Um dos melhores power forwards actualmente na liga e um dos mais versáteis na posição. Marca, ressalta, assiste e defende. É o outro MVP dos Lakers e um dos maiores responsáveis pelo sucesso da equipa nas últimas temporadas. Rookie do ano em 2002, 4 vezes All Star e duas vezes campeão da NBA.

4- Dikembe Mutombo
Um dos melhores defensores interiores e protectores do cesto de sempre. O seu gesto com o dedo sempre que negava um cesto a um adversário tornou-se mítico. Quatro vezes Defensor do Ano, 8 vezes All Star, 2 vezes Melhor Ressaltador, 5 vezes líder nos desarmes de lançamento e o segundo jogador com mais desarmes de lançamento na NBA.

3- Steve Nash
O melhor base não-americano de sempre. Sete Vezes All Star, 3 vezes All NBA First Team e, algo que nenhum não-americano alguma vez conseguiu, 2 vezes MVP da NBA. Liderou a NBA em assistências/jogo 5 vezes (desde 2004 que tem uma média acima das 11/jogo) e é o melhor de sempre em percentagem de lances livres. Faltam-lhe os títulos para disputar o primeiro lugar com os dois jogadores que se seguem.

2- Dirk Nowitzki
O alemão lançou a sua candidatura a melhor estrangeiro de sempre com o título e a performance deste ano. Provavelmente o melhor atirador de sempre entre os jogadores com a sua altura e um jogador de 2.13m com um tipo de jogo nunca antes visto, o que o torna tão difícil de defender. Nove vezes All Star, 4 vezes All NBA First Team, MVP da NBA em 2007, campeão e MVP das Finais em 2011. E com algumas temporadas ainda para jogar este currículo ainda pode aumentar.

1- Hakeem Olajuwon
Mas o melhor estrangeiro de sempre ainda é este senhor. Hakeem The Dream, um dos melhores postes que já jogou na NBA e provavelmente o mais ágil e com melhor trabalho de pés de todos. All Rookie Team em 85, 12 vezes All Star, 6 vezes All NBA First Team, 2 vezes Melhor Defensor, MVP da NBA em 94 e duas vezes campeão (em 94 e 95). É ainda o jogador com mais desarmes na história da NBA, 11º em ressaltos, 9º em pontos e 8º em roubos de bola (o único poste no top 10).


16 comentários:

  1. pro.benfica04/07/11, 02:09

    Atenção que o lugar do «The Dream» não seria, provavelmente, este caso um sr. não tivesse decidido fazer umas férias da NBA: Sua Alteza Real Voadora.

    De facto, os dois títulos de Houston e de Hakeem coincidem com a primeira retirada de Jordan. Se isso não tivesse acontecido, com o título deste ano, Dirk mereceria o 1.º posto.

    ResponderEliminar
  2. Tem também o Tim Duncan, nascido nas Ilhas Virgens.

    ResponderEliminar
  3. Arthur, o Duncan não conta como jogador estrangeiro, pois as Ilhas Virgens são um território sob administração americana e os seus habitantes são cidadãos americanos.
    Também não contei com outros dois jogadores que não nasceram em solo americano, mas são cidadãos americanos: Patrick Ewing e Dominique Wilkins.
    Wilkins nasceu em França porque o seu pai estava lá em serviço numa base aérea americana, mas é cidadão americano desde a nascença e representou a selecção americana.
    Tal como Ewing, que nasceu na Jamaica, mas emigrou para os Estados Unidos com a família quando ainda era criança. Tem nacionalidade americana e representou a selecção (foi um dos membros do Dream Team).

    ResponderEliminar
  4. Mário Escudeiro04/07/11, 11:26

    uma menção honrosa também ao Kirilenko, sem dúvida dos mais completos jogadores europeus. Tecnicamente e fisicamente muito superior á média, infelizmente teve algumas lesões pontuais que não o deixaram chegar a "outro nível". Mas teve 3 grandes épocas em Utah em que mostrou todo o seu potencial e ainda só tem 30 anos! Aliás a equipa de Utah tem mudado ao longo do tempo (inclusivé e para grande surpresa, até o Jerry Sloan) e o Kirilenko continua lá.

    ResponderEliminar
  5. Jorge Lincho04/07/11, 13:47

    Estes estrangeiros juntos numa equipa lutavam para serem campeoes ! Ou nao ? Eu penso q sim , talvez nao tao estectaculares mas igualmente eficazes !

    ResponderEliminar
  6. Stoudemire04/07/11, 14:28

    O Hakeem bem pode agradecer este primeiro lugar ao Jordan, sem a sua ajuda nao teria nenhum titulo.

    ResponderEliminar
  7. O Turkoglu tinha valor para essa lista, mas a cabeça dele não deixa

    ResponderEliminar
  8. desculpa lá Márcio mas colocar o Nowitzky no 2 lugar só porque ganhou 1 anel? o.O

    Petrovic para mim estaria no mínimo dos mínimos em 2 alias ele ficou sempre conhecido como o o Jordan europeu...o unico jogador capaz de travar Jordan!!! e viu se um jogo emocionante em 1992 entre a dream team e Jugoslávia

    ResponderEliminar
  9. O Nowitzki não está no 2º lugar apenas porque ganhou um anel. O alemão já foi 10 vezes All Star, foi MVP da NBA em 2007, MVP das Finais deste ano (apenas a 2ª vez que um europeu o conseguiu), 4 vezes seleccionado para a All NBA First Team (e mais 5 vezes para a All NBA Second Team; portanto, há 9 anos consecutivos que está entre os 10 melhores jogadores) e há 9 temporadas consecutivas (desde 2001) que está no top 10 dos melhores marcadores. É um currículo que fala por si.

    É claro que a carreira de Petrovic terminou quando estava a começar a descolar. Como escrevi era uma questão de tempo até ser All Star e nunca vamos saber quão bom teria sido e até onde poderia ter ido na NBA, daí a menção honrosa que fiz. Foram circunstâncias trágicas que o determinaram, mas o facto é que o currículo dele na NBA é mais curto que o dos jogadores desta lista.

    ResponderEliminar
  10. Olhem o que vos digo: Donatas Motiejunas

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde,

    Sigo regularmente este blog e considero-o um belíssimo espaço para os amantes do verdadeiro desporto rei poderem expressar as suas opiniões e partilharem pontos de vista.

    No entanto, acho deveras escandaloso o Jean Jacques não constar dessa lista.

    IN YOUR FACE

    ResponderEliminar
  12. Petrovic mais que um dos pioneiros, que foi, provou que não era necessario para um estrangeiro ser "gigante" para ter lugar na NBA, alguns dos nomes presentes nesta lista só foram possiveis graças a ele.

    Quanto ao Nowitzki ser o melhor jogador Europeu de sempre, na NBA sem duvida, mas na minha opiniao o melhor europeu de sempre pela sua passagem na NBA apenas teve a mençao honrosa e o foi Sabonis.

    ResponderEliminar
  13. Menção honrosa (pelo menos) para o Peja Stojakovic. Fez épocas fantásticas em Sacramento, apenas travadas pelos Lakers de Kobe e Shaq, e foi campeão este ano.

    ResponderEliminar
  14. O steve nash merecia o premio de melhor jogador obviamente, é mt melhor atirador, nao é egoista e apesar de nao ser campeao da nba ja foi 2 vezes MVP.

    ResponderEliminar
  15. Hakeem Olajuwon nao tem que agradecer ao jordan, ele era um craque e em 94 e 95 foi o auge.Foi mvp das finais, e o steve nash nao faz ponto como o Hakeem e tambem no torneio do Hakeem tinha karl malone, patrick ewing, jordan, charles barkley e shaquille o'neal

    ResponderEliminar
  16. o atual campeo e o miami heat e lebron james foi vvp das finais

    ResponderEliminar