5.7.11

Tudo o que precisas saber sobre o lockout


Há umas semanas, quando o fim do Acordo Colectivo de Trabalho em vigor se aproximava e o lockout parecia cada vez mais inevitável, fizemos aqui um artigo com o bê-à-bá do que estava em causa. O lockout chegou mesmo e ninguém arrisca previsões sobre quando poderá terminar. Muitos dizem que esta paragem está aí para durar e alguns dizem até que poderá durar mais que a de 1999. Uma coisa parece certa: a diplomacia que reinou até ao lockout vai diminuir e as posições vão extremar-se.


Até ao dia 30 de Junho, tanto os jogadores como os donos queriam (ou pelo menos queriam mostrar que estavam a fazer tudo para) evitar o lockout. Essa era a data que os pressionava, o prazo que tinham para chegar a algum entendimento. Agora que essa pressão já passou, a próxima data-limite para um entendimento só chega em Outubro. Um acordo até ao início do mês de Outubro é o prazo-limite para a temporada começar a tempo e horas. Se a meio de Outubro não houver acordo, jogos em Novembro são para esquecer.

Por isso, até lá, ambas as partes vão aproveitar para extremar as suas posições e só quando se aproximar esse prazo-limite é que vão começar a sentir (se sentirem) alguma urgência em resolver a questão. Até lá vamos assistir a um Verão de troca de galhardetes, troca de acusações e desinformação. Os jogadores culpam os donos, os donos culpam os jogadores. Os donos querem fazer-nos pensar que estão a perder dinheiro e só cortando nos salários dos jogadores é que podem inverter essa situação. Os jogadores querem fazer-nos pensar que eles já estão a ceder bastante e que os esforços não podem ser só dos jogadores, os donos deviam também fazer a parte deles e negociar um sistema de partilha das receitas entre todas as equipas (à semelhança do que acontece na NFL).

Se quiserem conhecer mais profundamente tudo que o que está em causa neste lockout, deixo-vos aqui uma selecção de artigos que dissecam a questão e também contrariam algumas das ideias feitas:



- E Andrew Sharp, da SB Nation, a propósito do legado de David Stern, faz uma análise interessante do erro que é para os donos das equipas avançarem para este lockout.

2 comentários:

  1. Stoudemire05/07/11, 15:28

    Quando dos 2 lados da mesa estao multi-milionarios, e isto que se costuma passar.
    A questao do draft 2012 tambem e interessante, se de facto nao houver temporada, ja que se diz que existirao alguns franchise players disponiveis.

    ResponderEliminar
  2. os jogadores tem que baixar os ordenados.

    ResponderEliminar