8.7.11

Vai Yao, vem Deron


Dias e dias sem se passar nada, os sites da NBA e das equipas, como dissemos ontem, transformados em museus, as negociações entre o sindicato dos jogadores e os proprietários paradas e hoje, de repente, temos logo duas grandes novidades. É, ao mesmo tempo, um dia mau e um dia bom para o basquetebol.


Mau porque a primeira novidade é triste. Parece que Yao Ming vai retirar-se. A notícia ainda não foi confirmada pelo próprio e ainda não é oficial, mas todos os sites dão como certa a retirada do ex-Rockets. A confirmar-se, as sucessivas lesões no pé levam a melhor sobre o gigante chinês e é a despedida duma das figuras mais reconhecíveis da NBA. Depois das despedidas de Jerry Sloan, Phil Jackson e Shaquille O'Neal, esta temporada pode ficar marcada pelo adeus de mais um grande nome. E, ao contrário dos outros três, a de Yao não é por sua vontade, mas antes um adeus forçado por circunstâncias menos boas. Um dia triste, portanto. É sempre um dia triste quando um jogador (e neste caso, um grande jogador) tem de abandonar precocemente a modalidade por razões médicas.

Mas é também um dia bom, porque a segunda novidade é que Deron Williams chegou a acordo com o Besiktas para representar a equipa turca (a mesma que contratou Allen Iverson esta época) na próxima temporada (se o lockout durar e não houver temporada regular na NBA).
E porque é um dia bom? Primeiro porque Deron pode ser o primeiro de muitos jogadores da NBA a vir jogar para a Europa se não houver temporada. Já mais jogadores manifestaram essa vontade, se não houver basquetebol na NBA este Outono (e Inverno).

Significa isso que se não houver acordo na NBA vamos ter oportunidade de continuar a ver os melhores jogadores do mundo (ou alguns deles, pelo menos) a jogar. E significa também que podemos tê-los a jogar bem mais perto de nós que habitualmente. Porque Deron pode ter assinado pelo Besiktas, mas se mais jogadores da NBA vierem para a Europa, a liga espanhola (a mais forte do nosso continente) é um dos destinos possíveis (e Espanha é o mais perto que podemos aspirar para ver um jogador da NBA em acção, pois não parece que algum venha jogar para Portugal).


E há ainda outra consequência desta decisão de Deron: vai pressionar os donos das equipas da NBA a chegar a um acordo, se não querem ver alguns dos seus melhores jogadores a jogar numa outra liga e a arriscar uma lesão. Os Nets pagam muitos milhões a Deron Williams e vê-lo a jogar na liga turca não deve ser uma boa perspectiva. Por isso, já temos pelo menos um dono pressionado para fazer tudo para salvar a temporada. Se outros jogadores fizerem o mesmo, vamos ter mais donos pressionados. E mais hipóteses de não perdermos um dia da temporada regular.

Por isso, aconteça o que acontecer, a decisão de Deron significa um dia bom para o basquetebol. Se não houver temporada na NBA podemos mesmo assim ver os seus jogadores e mais perto de nós, e se a possibilidade disso acontecer levar a uma maior urgência para um acordo, podemos ter a temporada salva. De qualquer das formas, parece que vamos ter estrelas da NBA em acção este Outono-Inverno. E essas não podiam ser melhores notícias.

5 comentários:

  1. o kobe tambem recebeu uma proposta da turquia.

    ResponderEliminar
  2. É verdade, o Besiktas diz que fez uma proposta a Kobe, Amare Stoudamire recebeu uma proposta do Maccabi Tel-Aviv, Kirilenko diz que quer jogar no Real e Gasol no Barcelona (entre outros). Por isso se os donos das equipas não querem ver as suas estrelas a jogar noutras ligas é melhor que cheguem a acordo antes da temporada começar. Há luz ao fundo do túnel!

    ResponderEliminar
  3. João Lemos16/07/11, 23:54

    Deron Williams já se encontra vinculado ao Besiktas.

    Saudações :)

    ResponderEliminar
  4. André Gomes24/11/11, 04:49

    acho que a luz está meio apagada, não?

    ResponderEliminar
  5. Esta apagou-se completamente, temporada completa já não vamos ter e a luz para termos alguma temporada está fraquinha...

    ResponderEliminar