9.9.12

Boletim de Avaliação - Toronto Raptors


E hoje atravessamos a fronteira e, para encerrar a Atlantic Division, vamos até ao Canadá onde Brian Colangelo deu o seu melhor para ter uma offseason animada:


Toronto Raptors

Saídas: Jerryd Bayless, Rasual Butler, Anthony Carter, Gary Forbes, Solomon Alabi, Jamal Magloire, Ben Uzoh e James Johnson
Entradas: Kyle Lowry, Landry Fields, Jonas Valanciunas, John Lucas III, Terrence Ross (8ª escolha no draft) e Quincy Acy (37ª escolha no draft)
Cinco Inicial: Kyle Lowry - DeMar DeRozan - Linas Kleiza - Andrea Bargnani - Jonas Valanciunas
Banco: Jose Calderon - John Lucas III - Landry Fields - Terrence Ross - Amir Johnson - Ed Davis - Aaron Gray
Treinador: Dwane Casey

Balanço: Brian Colangelo esforçou-se. Ninguém pode negá-lo. Mas o que tem para apresentar por tanto esforço não é muito. Tentou tudo para trazer o Capitão Canadá de volta à sua terra natal, mas o melhor que conseguiu foi Landry Fields. A proposta feita ao ex-Knick fazia parte da estratégia para recrutar Steve Nash e o objectivo era, tanto como (ou mais do que?) trazer Fields para os Raptors, dificultar a ida de Nash para os Knicks (se igualassem a proposta por Fields não poderiam contratar o base canadiano).

Mas no fim, Steve Nash preferiu as luzes de Hollywood e os Raptors ficaram de mãos a abanar. Ou quase. Porque os Knicks também não quiseram ter nada que ver com os 20 milhões por três anos oferecidos a Fields e, assim, este acabou nos Raptors. E 7 milhões por ano por um shooting guard que é, no máximo, mediano (e numa posição onde já tinham DeMar DeRozan e escolheram Terrence Ross no draft) é claramente demais.

O que safou a offseason dos Raptors foi a contratação de Kyle Lowry. A equipa canadiana aproveitou o plano dos Rockets de se livrarem de todos os contratos grandes da equipa para ir atrás duma estrela (Dwight Howard era o alvo deste Verão) e conseguirem um base ainda novo (26 anos), já dos 10 melhores da liga e ainda com mais margem de progressão em troca de Gary Forbes e uma escolha no draft foi um óptimo negócio.

Lowry é um base como os Raptors já não têm há muito tempo: bom nos dois lados do campo. É versátil, um bom marcador de pontos, um distribuidor decente, um óptimo ressaltador para a posição e um bom defensor. O que são boas notícias para Dwane Casey, que quer continuar a mudar a mentalidade da equipa e torná-la numa boa equipa defensiva. O ano passado foram das equipas que mais evoluiram nesse lado do campo e Lowry é um excelente reforço para continuarem a melhorar desse lado.

Outro que não vai prejudicar a evolução desse lado do campo é Jonas Valanciunas, que se vai estrear depois de negociar a rescisão com o Lietuvos Rytas, mas este já tinha sido escolhido no draft do ano passado e não conta como contratação desta offseason. Quem contrataram este ano (ou melhor, renovaram) para revesar Valanciunas foi Aaron Gray, o que, considerando que o lituano é ainda um projecto e ainda precisa de tempo para se desenvolver, é não é muito para assegurar uma produção consistente nessa posição.

No draft deste ano escolheram Terrence Ross, que pode ser um jogador interessante e com potencial, mas é mais um shooting guard e mais um jogador para uma posição onde já têm várias opções. E John Lucas também não foi uma má contratação e reforça a rotação de bases.

E ficamos por aí. Estão melhores? Sim, mas não chega para escapar ao último lugar da divisão e ainda têm muito trabalho pela frente para sair de lá. Reforçaram-se bem na posição de base e reforçaram-se de forma decente na de shooting guard (mas pagaram demais para isso), mas ficaram muito curtos na posição de small forward e poste. A nota desta offseason é positiva por Kyle Lowry (e Lucas). Mas isso é muito pouco para dar a volta a uma equipa.

Nota: 11

5 comentários:

  1. A offseason não foi tão ma como dizem tirando o balúrdio que Fields vai receber.
    Livraram-se dos jogadores que cometem mais turnovers contrataram jogadores novos com potencial para fazer deles daqui uns anos uma equipa de topo e a contratação de Fields foi para melhorar ainda mais na defesa por isso esta equipa vai ser uma surpresa se Bargahni se manter saudável.

    ResponderEliminar
  2. acho a nota demasiado alta, eu gostei de ver o lowry a jogar e está mesmo no top 10 de bases, mas só ele não chega para ter positiva, ainda por cima esta offseason não foi grande coisa

    n-ao conseguiram o nash, perderam o james johnson, contrataram o fields por uma fortuna, precisam de um suplente à altura (ou perto) do bargnani e nada, e a escolha do draft é uma incógnita valia mais terem arriscado no sullinger ou no perry jones III

    ainda não vi nada de especial do valanciunas, mas isso não quer dizer que é mau jogador, ele ainda é muito jovem, mas por exemplo nestes olimpicos ele foi fraquinho

    para mim os raptors vão ser os últimos da conferência, nem os bobcats os vão safar

    ResponderEliminar
  3. O Márcio é um «professor» muito generoso nesta nota. Se é certo que os Raptors pioram do que o ano passado não ficam, melhor também não vejo. Por exemplo, a posição de C, uma das fulcrais em qualquer equipa, é um buraco quase tão grande como o meio campo do Benfica.

    P.S. Nash nunca iria para o Canadá, pois ele quer uma equipa que lhe possibilite alcançar o tão ansiado anel. E está bom de ver que nem nos melhores sonhos isso poderia acontecer jogando nos Raptors.

    P.S.1. Os tempos de Carter e do primo já lá vão há anos...

    ResponderEliminar
  4. João Tempera09/09/12, 22:17

    Acho uma análise um pouco negativista para os Raptors. Pois penso que até foi feito um bom trabalho nesta off-season. Adquiriram bons jogadores que fazem aumentar o nível da equipa, e talvez possam fazer uma surpresa.
    Primeiro ponto: acho que foi muito melhor ficarem com o Lowry do que com o Nash. Nash apesar de ser um grande Base, tenho as minhas sérias dúvidas do que ele conseguirá fazer desportivamente, pois os 38 anos irão pesar bastante. Economicamente, o Lowry sendo muito mais novo e com a qualidade que tem, irá ser muito mais útil aos Raptors numa futura trade do que se tivessem o Nash.
    Por outro lado, não acho que o Fields tenha sido assim uma tão má aquisição. Pois todos nós sabemos que o Casey desde que chegou a Toronto tem tido como grande objectivo melhorar a eficácia defensiva da equipa, e o Fields que é um bom defensor e irá melhorar certamente a defesa dos Raptors (acho mesmo que irá entrar no 5 inicial no lugar do Kleiza).
    Por último, tenho que referir o Jonas. É um autêntico diamante em bruto e tem tudo para ser um dos melhores postes da NBA no futuro.
    Os Raptors tem aqui uma boa equipa(pelo menos comparando com os últimos anos), e estou muito curioso para ver o que eles irão fazer esta época!
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. é pena estes raptors estarem sempre em evolução mas nunca saem do mesmo.. :(
    normalmente é uma equipa que agrada aqui pros lados dos europeus pois tentam sempre levar uns quantos não americanos pra lá.
    como dizes este ano eles remodelaram a equipa mais uma vez.. usaram o que estava disponivel no mercado, mas vendo como vai ser o verão de 2013 podiam se ter posicionado melhor para poder adquerir alguma das estrelas, seja como for têm algum potencial para fazer algumas coisas, mas dificilmente devem chegar aos playoffs.

    Terrence Ross é um dos rookies que "dizem" pode fazer coisas boas, mas eu o acho demasiado semelhante a demar derozan.. esperemos que seja bem melhor..

    ResponderEliminar