2.9.13

Os melhores canhotos de sempre


Estamos de volta! Depois duma pausa para férias e para um (espero que merecido) descanso, estamos de volta para começar a fazer a antevisão da próxima temporada. Mas antes de começarmos com os nossos Boletins de Avaliação para 2013-14, vamos ao prometido artigo sobre os melhores esquerdinos da história da NBA.


Antes de passarmos a essa lista, um pequeno esclarecimento sobre a mesma. Para entrar neste top 10, considerámos apenas jogadores que jogam (jogavam) com a mão esquerda, isto é, aqueles jogadores que têm (tinham) a mão esquerda como mão mais forte no seu jogo. Ficam por isso de fora deste top jogadores, como LeBron James e Larry Bird, que são canhotos de nascimento (e escrevem com a mão esquerda), mas são destros a jogar. Este é um top 10 das melhores mãos esquerdas que já jogaram na NBA:


10- Nate "Tiny" Archibald
Médias carreira: 18.8 pts, 7.4 ast (em 73 liderou a liga em pontos e assistências: 34 pts e 11.4 ast!, e teve ainda mais cinco temporadas acima dos 20 pts)
6 xs All Star (MVP do All Star Game em 81), 3 xs All NBA 1st Team (e mais 2xs All NBA 2nd Team), campeão em 81 pelos Celtics; eleito para o Hall of Fame em 91
O pequeno base que veio dos playgrounds nova-iorquinos (uma lenda que fez escola entre os bases de Nova Iorque: Mark Jackson, Stephon Marbury, Kenny Anderson, etc), foi um dos melhores marcadores de pontos e distribuidores de jogo do seu tempo. Era uma ameaça total com a bola nas mãos, tão capaz de marcar como de assistir (à semelhança dum Steve Nash).

9- Bob Lanier
Médias carreira: 20 pts, 10 res
8xs All Star (MVP do All Star Game em 74); eleito para o Hall of Fame em 92
Lanier foi um dos power forwards mais dominadores da sua geração, com um lugar cativo entre os All Stars da liga (e nessa altura não se contabilizavam os desarmes e os roubos de bola, por isso, temos apenas os seus pontos e ressaltos, mas Lanier era também um bom defensor; uma máquina de 20-10, assim tipo um Zach Randolph, mas melhor defensor).
Infelizmente, passou toda a carreira em equipas mais fracas (Pistons de 70 a 79 e Bucks de 79 a 84) e nunca passou da segunda ronda nos playoffs e nunca teve nenhuma conquista colectiva importante, o que prejudicou o seu legado e o deixou um pouco esquecido pela história. Mas foi um dos melhores canhotos interiores de sempre.

8- Artis Gilmore
Médias carreira: 19 pts, 12.5 res, 2.3 ast e 2.4 dl
11xs All Star (5 na ABA, 6 na NBA), 5 xs All ABA 1st Team; eleito para o Hall of Fame em 2011
Outro dos melhores canhotos interiores de sempre, mas que também passou a carreira em equipas medianas (Bulls e Spurs) e nunca foi longe nos playoffs.
No entanto, os seus 2,18m eram uma força no interior e é o quarto jogador com mais desarmes de lançamento na história.

7- Gail Goodrich
Médias carreira: 18.6 pts, 4.7 ast, 3.2 res (com várias temporadas acima dos 20 pts no auge da carreira; 25.9 nos Lakers de 72)
5 xs All Star, 1x All NBA 1st Team (73-74), campeão pelos Lakers em 72; eleito para o Hall of Fame em 96
Um dos melhores bases da sua era e um dos All Stars da equipa dos Lakers que ganhou 33 jogos consecutivos em 71-72. Numa equipa com Jerry West e Wilt Chamberlain, Goodrich nunca foi o foco das atenções, mas foi o melhor marcador da equipa nessa temporada e um dos melhores bases marcadores de pontos dessa década.

6- Manu Ginobili
Médias carreira: 15 pts, 4 res, 4 ast
3xs All Star, 3xs campeão (2003, 05 e 07), Melhor 6º Homem em 2008, campeão olímpico (e MVP dos JO) em 2004 
Para além deste currículo nos anos de NBA, o base argentino ganhou também o título da Euroliga (em 2001 no Kinder Bolonha; MVP dessa edição da Euroliga também) e é o único jogador da história a ganhar esses três títulos (Euroliga, NBA e JO). Este é do nosso (vosso) tempo e, apesar de já estar na fase descendente da carreira, não precisamos de vos recordar do que era capaz de fazer no seu auge. Excelente atirador, excelente penetrador e um dos mais excitantes canhotos de sempre.


5- Chris Mullin
Médias carreira: 18.2 pts, 4.1 res, 3.5 ast (com cinco temporadas acima dos 25 pts, entre 88 e 93)
5 xs All Star, 1x All NBA 1st Team (92) e 2xs All NBA 2nd Team; membro do Dream Team e campeão olímpico em 92; eleito para o Hall of Fame em 2011
Sobre Mullin já falámos na altura do seu 50º aniversário (quando surgiu a ideia para este artigo). Foi um dos vértices do trio mais excitante dos anos 90, foi membro (com toda a justiça) da melhor equipa que já pisou um campo e não é um dos melhores lançadores canhotos de sempre, é um dos melhores lançadores de sempre (com seis épocas consecutivas acima dos 50%, entre 86 e 93). 

4- Dave Cowens
Médias carreira: 17.6 pts, 13.6 res, 3.8 ast
8 xs All Star (MVP do All Star Game em 73), Rookie do Ano em 71, MVP da NBA em 73, 3 xs All NBA 2nd Team, 3xs All Defensive Team, 2 xs campeão (pelos Celtics, em 74 e 76); eleito para o Hall of Fame em 91
Cowens não foi só um dos extremos-postes mais astutos e com mais recursos  do seu tempo (e de todos os tempos), como também um dos mais duros e aguerridos. Imaginem um jogador como Manu Ginobili com a agressividade e a defesa dum Tony Allen ou dum Bruce Bowen e têm Dave Cowens. Foi um dos extremos-postes (e um dos canhotos) mais completos de sempre.

3- Willis Reed
Médias carreira: 18.7 pts, 12.9 res
7 xs All Star (MVP do All Star Game em 70), Rookie do Ano em 65, MVP da NBA em 70, 2xs campeão e 2xs MVP das Finais (pelos Knicks, em 70 e 73), 4xs All NBA 2nd Team e 1x All NBA 1st Team; eleito para o Hall of Fame em 82
O poste dos Knicks vai ser recordado para sempre pela sua entrada dramática no jogo 7 das Finais de 70 (apesar duma ruptura na coxa e de mal conseguir correr, entrou, a coxear, e jogou os primeiros minutos do jogo, inspirando os seus companheiros para a vitória nesse jogo e para a conquista do título), mas a sua carreira foi recheada de sucessos. Foi um dos melhores postes do seu tempo, uma força nos dois lados do campo e, segundo todos os que o conheceram (Phil Jackson, por exemplo, que jogou com ele, já o disse várias vezes), era uma presença inspiradora e um líder ímpar.

2- David Robinson
Médias carreira: 21.1 pts, 10.6 res, 2.5 ast e 3 dl (com 4.5 em 91-92!, e 4ª melhor média de carreira de sempre)
10 xs All Star, Rookie do Ano em 90, Defensor do Ano em 92, MVP da NBA em 95, 10 xs All NBA (4 xs 1st Team, 2 xs 2nd Team e 4 xs 3rd Team), Melhor Marcador em 94, 8 xs All Defensive Team (4xs 1st Team e 4 xs 2nd Team) e 2xs campeão (pelos Spurs, em 99 e 2003); membro do Dream Team em 92  e 2xs campeão olímpico (em 92 e 96); eleito para o Hall of Fame em 2009
Este currículo fala por si, certo? Não é preciso dizer muito mais. O Almirante foi um dos melhores e mais completos postes, não só do seu tempo (e o seu tempo foi recheado de grandes postes!), mas de sempre. E o segundo melhor canhoto de sempre, só atrás do senhor que se segue:



1- Bill Russell
Médias carreira: 15.1 pts, 22.5 res e 4.3 ast (e nesta altura ainda não contabilizavam os desarmes de lançamento, que seriam também, seguramente, destes níveis assombrosos)
12 xs All Star (MVP do All Star Game em 63), 5xs MVP da NBA, 11 xs campeão (pelos Celtics, em 57, 59, 60, 61, 62, 63, 64, 65, 66, 68 e 69), 11 xs All NBA (3 xs 1st Team, 8 xs 2nd Team); eleito para o Hall of Fame em 75
Pois é, se calhar não sabiam, mas Bill Russell era canhoto. Por isso, nem há discussão sobre qual o melhor canhoto de sempre. O poste dos Celtics entra na discussão para o melhor jogador de todos os tempos, por isso a discussão do melhor canhoto nem é questão. O homem que tem mais anéis que dedos é o dono da melhor mão esquerda que já pisou um campo da NBA.

11 comentários:

  1. Tava a espera duma foto tua como o melhor ,... :)

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde Márcio..
    Para dizer a verdade, já começava a sentir a falta na minha rotina diária vir ler os teus artigos sobre a NBA.
    Não tenho comentado nos ultimos tempos, assim como a maior parte do pessoal, mas decerteza que eles têm vindo cá ver os post's que tens colado, ao longo deste tempo de "seca" até começar a Season xD
    Cumpz

    ResponderEliminar
  3. boas... Gostei do artigo, mas esperava algo melhor! Já tens feito melhor, Márcio.
    Abraço e continua

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo teu feedback, vou tentar não te desiludir da próxima vez! ;)
      Abraço

      Eliminar
  4. Bom artigo Márcio e viva aos canhotos :) Esperava completamente que o David Robinson fosse o nº 1 nesta lista, mas assim que vi a foto do Bill Russell percebi que andei muito tempo sem saber que ele é canhoto. Só uma correcção: Ele não foi campeão em 58, de resto estão certas as datas em que ele foi campeão. Como escreveste no artigo dá 12 titulos e 10 seguidos, e foram 11 títulos, sendo 8 seguidos entre 59 e 66.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já está corrigido. Com tantos títulos e tantos anos seguidos, o 58 passou em claro! ;)

      Eliminar
  5. Dave Cowens não foi um estremo, mas sim um Poste, apesar da sua escassa altura, por isso a comparação a Ginobili e Tony Allen é um pouco disparatada...

    Cowens era sobretudo um jogador extremamente agressivo, que ganhava muitos ressaltos apesar de lutar com adversários muito mais altos, como fazia Barkley por exemplo.

    ResponderEliminar
  6. Tens razão em relação à posição e a comparação se calhar não foi a melhor, mas não queria fazer a comparação pela posição em campo, o que queria dizer é que era um jogador com a esperteza dum Ginobili e a agressividade dum Tony Allen.

    ResponderEliminar
  7. Pô...deixar James Harden, o "Barba", de fora dessa lista eh sacanagem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este artigo foi escrito em Setembro de 2013, o James Harden tinha 23 anos, estava há apenas 4 épocas na liga e ainda não era este jogador candidato a MVP que é agora. Estava no início da carreira e longe de estar nesta lista.

      Eliminar
  8. Pô...deixar James Harden, o "Barba", de fora dessa lista eh sacanagem

    ResponderEliminar