6.7.12

Um canadiano em Hollywood


Os rumores continuam a correr mais rápidos que a luz. Billups e Jamal Crawford nos Clippers,  Jason Kidd nos Knicks, Kyle Lowry e Landry Fields nos Raptors, Dragic e Beasley nos Suns, os Nets e os Magic em negociações por Howard. As notícias sucedem-se a ritmo ainda maior do que as do Record e da Bola sobre reforços para o Benfica.

Mas, como habitualmente, todas elas vêm de fontes anónimas e carecem ainda de confirmação. Por isso, ficamo-nos apenas por aquelas que já são certas. E das movimentações que já foram confirmadas pelos próprios, a maior até agora é a de Steve Nash para os Lakers.

O 13 dos Lakers (o grande Wilt Chamberlain) está retirado, por isso,
que número veremos na camisola de  Nash em 2013?  
O melhor jogador canadiano de todos os tempos troca o deserto do Arizona pela Terra dos Sonhos e imediatamente começou a ouvir-se (e ler-se) o nome dos Lakers associado às palavras "candidatos ao título". Bem, não vamos precipitar-nos e ir já tão longe porque ainda não sabemos que mais vai acontecer até ao início da temporada. A equipa pode não ficar por aqui nas movimentações e não sabemos qual vai ser o aspecto final do plantel. Alguns destes jogadores podem não estar lá em Outubro (Gasol será trocado? E Bynum? Vão tentar trocá-lo por Howard?) e outros podem ainda chegar (Grant Hill seguirá as pisadas de Nash?). Muito pode ainda acontecer e não podemos ainda avaliar a equipa, pois não sabemos ainda como será essa equipa.

O que sabemos para já é que os Lakers caçaram um dos maiores nomes disponíveis nesta free agency e fazem um grande upgrade na posição de base. E ninguém duvida que, se os Lakers mantiverem a equipa actual, Nash funcionará muito bem com Gasol e Bynum. Aquilo que faltou aos Lakers na época passada, um base penetrador e distribuidor, é o que Nash faz melhor. É o que Ramons Sessions fazia, mas vinte vezes melhor.

Os pick and rolls Nash/Gasol e Nash/Bynum e o canadiano a penetrar e distribuir jogo pelos big men dos Lakers será uma delícia de ver. E com um dos melhores passadores e distribuidores do mundo no exterior (Nash) e um dos melhores passadores da liga no interior (Gasol), o ataque dos Lakers pode ser uma máquina de fazer pontos. Desse lado do campo, os Lakers podem tornar-se temíveis.

E do outro lado? Nash não é um grande defensor? Aí os Lakers não perdem nada, pois já antes não tinham um base bom defensor (e já não têm um há muito tempo). Por isso, mantém a mesma defesa (que não é má, apenas mais dependente dos outros jogadores do exterior e dos jogadores interiores), mas com o potencial para um ataque muito melhor.

A única dúvida é como irá Nash encaixar com Kobe Bryant. Kobe joga muito com a bola na mão e jogar sem bola nunca foi a sua especialidade. Sempre jogou com bases que não dominavam a bola, era ele que muitas vezes iniciava o ataque e o base funcionava mais como atirador. Nash, como sabemos, é um point guard que domina a bola e inicia a acção no ataque (com pick and rolls). Para jogar ao lado de Nash, Bryant terá de adaptar-se e jogar muito mais sem bola.

O próprio Nash tem noção disso e fez questão de falar com Kobe antes de aceitar a oferta de LA. "Era importante falar com ele, ter a certeza que estávamos no mesmo barco e que ele via isto como uma boa combinação. Por isso falei com ele.", disse o futuro Laker à ESPN. E acerca das preocupações sobre como vão funcionar juntos, acrescentou que espera "que Kobe tenha a bola nas mãos muitas vezes. Mas, ao mesmo tempo, acho que ter outra pessoa para controlar a bola retira pressão de cima dele e posso meter-lhe a bola nos melhores sítios. Conseguir dar-lhe alguns cestos fáceis e, ao mesmo tempo, criar para os outros jogadores, para evitar que ele tenha de atacar tanto e contra vários defensores. Posso tornar as coisas mais fáceis para ele."

Se Kobe fizer bem essa adaptação (e dar o seu aval à contratação indica que está disposto a isso, pois Kobe sabe como Nash joga e sabe que ele vai ter a bola muitas vezes), os Lakers têm tudo para se tornar uma força imparável no ataque.

Não sabemos que mais surpresas os Lakers nos reservam nesta offseason (reforçar o banco, por exemplo, é fundamental), mas para já, a melhor troca da mesma é deles. Ainda é muito cedo para falar dos Lakers como candidatos ao título, mas não é um mau começo.

18 comentários:

  1. e o kidd vai para nova york! coitado do dirk!!! parece o sozinho em casa!

    ResponderEliminar
  2. se conseguirem trocar howard/bynum ficam com boa equipa para ganhar a conferência, ficariam a defender melhor, mas se ficar como está penso que não conseguem vencer os thunder, estes são muito mais novos e frescos e isso vai ter influência no final...

    P.S. nash, o melhor jogador canadiano de todos os tempos???? nada disso, é o joel anthony ele tem um anel, o nash não... (estou a brincar)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se conseguirem o Howard, coisa de que duvido um bocado, ficam é com equipa para serem campeões

      Eliminar
  3. para mim os lakers nem preciam de mexer mais (era so o grant hill para ajudar na defesa). eu vi varios jogos dos suns. se o nash fez do gortat jogador (eram so bandejas e pontos faceis), imaginem o k fara com gasol ou bynum (nem kero imaginar com o howard)! lakers top contenders!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olha que o gortat não é assim tão mau jogador, não é tão bom como o gasol, mas é bom jogador, não é um Asik que nem ao cesto sabe lançar e vai se encher de dinheiro sem saber como...

      eu não tenho dúvidas que o nash vai "dar" pontos ao gasol e ao bynum, o problema é a compatibilidade com o Kobe...

      agora ter o nash a servir gasol e howard, se conseguirem trocar, isso sim, ia ser um problema para as outras equipas...

      Eliminar
  4. O problema com Kobe é que sendo ele um dos jogadores mais defendidos da liga , dificilmente, e mesmo com as penetrações e excelentes passes do Nash, ele nunca terá os "open looks", então eu penso que Nash não potenciará em nada o shooting guard dos Lakers. Mas ofensivamente irá melhorar claramente os jogadores interiores (um dos jogadores na história que mais melhora os seus companheiros do frontcourt) e como é um excelente atirador nas penetrações de Kobe será mais uma arma ofensiva nos 3-PT (Blake também é bom nisto portanto aqui não existe grandes difenças).


    Kidd nos NYK, que bomba ! Embora eu acho que ao contrário de Nash, o jason já não é um dos melhores bases na liga. Ok, oferece 25min de qualidade com ressaltos e bons passes mas em termos ofensivos já não tem mobilidade e lançar só de fora basicamente. Mas os Mavs vão ter que equipa ? No espaço de 1 ANO perdem Barea, Chandler, Jet, Kidd, Butler e C. Brewer. Devia ser feito um daqueles filmes tão americanos: Como destruir uma equipa campeã em 1 ano ?

    Bem, sobram Dirk e Marion. Oh Cuban ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. com tantos jogos desinspirados de Gasol e Bynum (principalmente deste último) esta época n me espanta q caiba ao Kobe concluir algumas das jogadas. Sem contar q qdo estiverem a ser bem defendidos, Kobe pode destravar o jogo (visto ele ser dos jogadores q mais marca contra boa defesa)...

      Qto aos Mavs a equipa está a afundar. Grande trabalho do Mark Cuban em transformar os campeões numa equipa banal

      Eliminar
    2. Stoudemire06/07/12, 14:07

      (visto ele ser dos jogadores q mais marca contra boa defesa)...

      Marca muito porque lança muito, logo também falha muito. Espero que continue na mesma, porque se delegar mais a bola ao Nash os Lakers vão ser muito melhores.

      Eliminar
    3. ya, mas nunca vi nenhum jogador fazer tantos pontos em situações praticamente impossíveis como o Kobe faz. É, para mim a característica mais impressionante nele, mesmo quando comparado com o MJ...os pontos que o Kobe saca do nada com adversários a tocar-lhe e a respirar-lhe para cima são qualquer coisa. Claro que ninguém ganha muitos jogos nem campeonatos a desafiar as probabilidades dessa forma mas não deixa de ser assinalável.

      Eliminar
    4. BTW, os Mavs estão sem equipa para os playoffs sequer neste momento. Uma equipa campeã foi destruída para nada, que belo trabalho Mark Cuban. Se fossse o Skip Bayless convidava-o de novo para o first take, agora para discutir outro assunto.

      Eliminar
    5. Stoudemire06/07/12, 14:24

      Os Dallas nem sequer têm equipa lol

      Eliminar
    6. e o Dirk que vai fazer agora?Pedir uma trade? É que nem peças têm para trazer o Dwight, nem ele o queria agora. E muita atenção se o Dwight for para Brooklyn... D-Will, Joe Johnson, Gerald Wallace + 1 qq e Dwight :Ç. respect. Mas tenho esperança que os meus Lakers enviem o Bynum para Orlando e que fiquem com o Dwight, isso sim era d'homem.

      Eliminar
    7. "Marca muito porque lança muito, logo também falha muito"

      qtas vezes falha qdo tem espaço? os lançamentos deles são para mim dos mais difíceis da liga e só o comparo a 1 outro jogador: carmelo. são para mim os jogadores q têm cestos mais difíceis e mais vezes acertam nestas situações... mtos aqui q criticam o facto de Kobe forçar esquecem-se qdo ele n força mtas vezes os Lakers perdem e qdo vê q os companheiros estão a jogar bem, dá-lhes smp a bola. foi assim com o bynum esta época até este resolver desaparecer em mtos jogos

      Eliminar
  5. Os Raptors e Wolwes estão a ficar com equipas fortíssimas.
    Kyle Lowry e Landry Fields vão para os Raptors e depois com um Barganani saudável mais um Valanciunas, Ed Davis, Demar de Rozan, Terrence Ross é equipa para ir para os playoffs.
    E os Wolwes acabaram de contratar o Batum e Roy excelentes reforços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os Suns não se mexeram nada mal também. Dragic, Beasley e Eric Gordon.

      Eliminar
  6. Stoudemire06/07/12, 14:19

    Os Suns e os Wolves estão a fazer equipas dignas de respeito.

    ResponderEliminar
  7. Entretanto: Nick Young nos Sixers e Elton Brand amnistiado.

    ResponderEliminar
  8. Sinceramente, os Nets com DW, GW, JJ e Howard acho que não vai dar muito resultado...

    ResponderEliminar