7.10.10

Boletim de Avaliação - Southwest Division - Mavericks

Dallas Mavericks

O dono dos Mavericks, o bilionário Mark Cuban, não tem poupado esforços (leia-se dinheiro) para trazer um título para a cidade de Dallas. Têm sido uma das melhores equipas da NBA na última década e a época passada foi a 10ª consecutiva com 50 ou mais vitórias (terminaram a temporada regular com um recorde de 55-27, 2º lugar no Oeste, atrás dos Lakers). O título continua, no entanto, a escapar-lhes.

Entradas / Saídas
Não fizeram muitas mexidas, o objectivo prioritário da offseason era renovar contrato com os jogadores que eram free agents para manter a equipa (já forte) da época anterior. O contrato prioritário era com a sua maior estrela, Dirk Nowitzky.
Saíram Matt Carrol, Eduardo Najera e Eric Dampier e entraram Ian Mahinmi, Tyson Chandler e Dominique Jones (escolha no draft).

Frontcourt
Formado o ano passado a meio da época (por via duma troca com os Wizards), o frontcourt de Nowitzky, Brendan Haywood (um dos free agents que renovou) e Caron Butler vai ter este ano uma época inteira em conjunto, pelo que só pode melhorar.
Com dois grandes marcadores de pontos (Nowitzky e Butler), dois defensores excelentes (Butler e Haywood), dois jogadores com 2,13m (Nowitzky e Haywood), um poderoso ressaltador e protector da área perto do cesto (Haywood), são um dos frontcourts mais dinâmicos da conferência e um dos poucos no Oeste que podem fazer frente ao dos Lakers.

Backcourt
Jason Kidd é, aos 37 anos, um exemplo de longevidade e ainda um dos melhores distribuidores de jogo em actividade. Continua a melhorar o lançamento longo e já não é um jogador que a defesa adversária possa deixar livre. O rapidíssimo francês Rodrigue Beaubois é o shooting guard para esta época (um pé partido antes do inicio do Campenato do Mundo vai atrasar a sua preparação).

Banco
Eram já uma equipa bastante profunda e com a adição de Chandler ganham altura e uma necessária ajuda para o jogo interior. Qualquer um dos bases suplentes pode jogar também no 5 inicial e assegurar pontos (Jason Terry e Jose Barea), têm um ex-All Star versátil e atlético que faz um pouco de tudo e quer recuperar duma época menos positiva (Shawn Marion) e um jogador experiente como Tim Thomas.

Treinador
Apesar das mudanças na equipa durante a época, Rick Carlisle conseguiu levar os Mavericks a mais uma temporada regular muito bem sucedida. Perderam depois na primeira ronda dos playoffs com os San Antonio Spurs.
Este ano, com a equipa reforçada e junta desde o início da temporada, exige-se que os leve mais longe e procure desafiar a hegemonia de Los Angeles.

Resumo
Foi uma offseason bem sucedida, tendo conseguido renovar todos os seus free agents e ainda acrescentar um poste mais móvel e mais novo que Eric Dampier. Nowitzky, que não é um grande defensor nem ressaltador, sempre precisou de ajuda no meio e, com Haywood e Chandler, os Mavericks estão muito mais fortes.
Com mais uma época de entrosamento para este grupo de jogadores, são uma das principais ameaças na caminhada dos Lakers rumo ao threepeat.

Nota: 15


(próximo: Southwest Division - Houston Rockets)

Sem comentários:

Enviar um comentário