13.10.10

Boletim de Avaliação - Southwest Division - Hornets

New Orleans Hornets

Quando a principal manchete na offseason duma equipa é o rumor que a sua maior estrela quer sair as coisas não podem estar a correr muito bem. A imprensa americana avançou em Agosto que Chris Paul estava desiludido com a falta de competitividade da equipa e queria ser trocado. Paul nunca o assumiu publicamente e está a bordo para mais uma época. Mas, com o seu contrato a terminar em 2012, a questão é: o que fizeram os Hornets para melhorar a qualidade do plantel e convencê-lo a ficar?

Entradas / Saídas
Fizeram muitas trocas, mas algumas parecem tê-los deixado exactamente no mesmo sítio: na noite do draft tiveram nas suas mãos um possível futuro poste titular da equipa (Cole Aldrich), mas trocaram-no por Quincy Pondexter (bom, mas possivelmente pior que Aldrich) e por Craig Brackins. Depois trocaram Brackins e Darius Songaila por Willie Green e Jason Smith.
Saíram Darius Songaila, Darren Colison, James Posey, Morris Peterson e Julian Wright e entraram Quincy Pondexter, Trevor Ariza, Jason Smith, Willie Green, Joe Alexander, Jannero Pargo e Marco Bellinelli.

Frontcourt
Ariza, a maior contratação da offseason e o small forward titular, é bom para correr os contra-ataques com Paul e encaixa muito melhor nesta equipa que nos Rockets. Com CP-3 a construir o jogo, não terá tanta responsabilidade de criar o seus lançamentos como em Houston e voltará mais ao estilo de jogo (receptor e lançador) que tinha nos Lakers. David West é um power forward All Star que continuará a marcar muitos pontos. Emeka Okafor é um poste limitado ofensivamente, que, apesar de defesa e ressaltos serem o seu forte, jogou bastante abaixo do esperado, e terá este ano de ser a presença defensiva interior que os Hornets não tiveram o ano passado.

Backcourt
Paul é um dos bases de elite da NBA. Bom lançador, bom penetrador, bom defensor e excelente passador. Todo o ataque dos Hornets passa (geralmente de forma superior) pelas suas mãos.
Marcus Thornton (uma das surpresas da equipa o ano passado, quando Paul esteve lesionado, revelando-se um excelente marcador de pontos) será o shooting guard de um backcourt rápido e entusiasmante.

Banco
Peja Stojakovic será um sexto homem de luxo (se conseguir manter-se sem lesões) e não faltam opções para o jogo exterior: Pargo, Bellinelli e Green. Mas é no interior que continuam a faltar soluções: renovaram com Andy Gray (um poste lento e muito limitado) e quando as opções são entre ele, Jason Smith e Joe Alexander não é bom sinal.

Treinador
Monty Wiliams é um treinador rookie, que depois de ter sido adjunto de Gregg Popovich e Nate McMillan, tem a difícil tarefa de tentar colocar os Hornets nos playoff e reduzir o fosso para as melhores equipas da conferência. Pô-los a defender melhor será indispensável para isso (Os Hornets foram apenas a 22ª defesa na última época).

Resumo
Foi uma offseason pouco compreensível. Trocaram Darren Collison (o seu jogador mais promissor, um dos mais talentosos bases jovens da liga e uma garantia para o caso de Paul sair) e Posey (um suplente experiente e um dos melhores defensores da equipa) por Ariza. Cole Aldrich era uma presença defensiva interior que precisavam, mas trocaram por mais um extremo. Depois de tantas trocas, ficam com uma equipa com as mesmas forças e as mesmas fraquezas: bons atiradores e jogadores exteriores, má defesa e jogo interior.

Nota: 8


(próximo: Southwest Division - San Antonio Spurs)

Sem comentários:

Enviar um comentário