29.12.13

Mais uma Black Friday a ensombrar a temporada


Esta Black Friday foi mais uma sexta feira negra na NBA. Depois da fatídica sexta feira em que se lesionaram Derrick Rose, Marc Gasol e Andre Iguodala, ontem tivemos mais um par de jogadores importantes a cair na mesma jornada: Russell Westbrook e Al Horford (e ainda LeBron James, que fez uma distensão na virilha; mas essa é uma lesão sem gravidade e James vai parar apenas por uns dias).

Horford está fora de combate para o resto da temporada com uma ruptura total do peitoral direito e Westbrook foi submetido a uma artroscopia ao joelho direito (os Thunder não revelaram muitos pormenores, disseram apenas que o joelho de Westbrook tinha apresentado inchaço nos últimos tempos e que a cirurgia foi realizada para resolver esse problema) e só volta depois do All Star.


E assim, com Westbrook e Horford a juntarem-se à lista de Derrick Rose, Marc Gasol, Kobe Bryant e Brook Lopez, são já seis as equipas que perderam (para o resto da temporada ou por períodos prolongados) um dos seus melhores jogadores. E, infelizmente, esta é uma temporada desde já marcada por isso.

As lesões já nos roubaram um candidato ao título (os Bulls), já nos levaram a possibilidade dos Nets darem a volta à temporada (Lopez era o seu melhor jogador e a posição onde os Nets tinham regularmente vantagem) e já deixaram uma equipa que esteve nas finais de conferência do ano passado em apuros para ir aos playoffs (Grizzlies). E agora acabam com a temporada da única boa equipa do Este para além dos Heat e Pacers (a única, para além destas duas, acima dos 50%!) e dão um golpe duro na equipa mais quente do momento (9-1 nos últimos 10 jogos).

Os Hawks perdem o seu melhor marcador e ressaltador, que estava com uns bons 18.6 pts, 8.4 res, 2.6 ast e 1.5 dl e a caminho de ser All Star pela terceira vez (ainda ontem falávamos disso no facebook e se Horford merecia ser titular no All Star Game) e agora vão apenas ser mais uma equipa mediana do Este. A conferência fica reduzida a duas equipas boas e os playoffs deste lado vão ser uma formalidade até às finais de conferência.

Para os Thunder, a ausência de Westbrook não hipoteca as aspirações da equipa para esta temporada, mas é um golpe que lhes pode custar um ou dois lugares na classificação e perder a vantagem-casa ao longo de todos os playoffs.

Voltando lá para meio de Fevereiro, Westbrook tem tempo mais que suficiente para recuperar a forma até aos playoffs e teremos os Thunder na máxima força na segunda fase da temporada. Mas, como vimos nos playoffs do ano passado, esta é uma equipa diferente sem o explosivo base (Westbrook não só cria lançamentos e oportunidades para ele, como, pela atenção defensiva que atrai, cria oportunidades para os outros) e 23 jogos sem ele podem significar uma meia dúzia de derrotas a mais.
Não é um golpe destrutivo como nos outros casos, mas é uma lomba que lhes pode dificultar mais a vida nos playoffs.

Infelizmente, são as lesões, mais uma vez, a deixarem a sua marca e a influenciarem de forma significativa mais uma temporada.

1 comentário:

  1. Ontem fez muita falta o Horford para marcar o Al Jefferson. Felizmente para os Hawks que o Antic acertou aquele triplo.

    ResponderEliminar