28.1.14

Bater Bolas / Conversa de Bancada - os nossos suplentes do All Star



Depois das vossas escolhas para os suplentes do All Star, é a vez das nossas na segunda parte desta edição cruzada BATER BOLAS / CONVERSA DE BANCADA. Como diz o Madre, se calhar ninguém merece vestir aquelas camisolas, mas aqui ficam as nossas escolhas para os bancos do All Star Game:


OESTE

Chris Paul
James Harden
Damian Lillard
LaMarcus Aldridge
Dwight Howard
DeMarcus Cousins
Anthony Davis


ESTE

John Wall
Kyle Lowry
Jeff Teague
Roy Hibbert
Chris Bosh
DeMar DeRozan
Paul Millsap


A linha de raciocínio no Oeste foi fácil. Metemos todos os jogadores que mereciam sem dúvida ir e ficaram logo preenchidas seis vagas. E para quem tem dúvidas sobre DeMarcus Cousins por causa do recorde da equipa ou da sua falta de maturidade, em relação ao primeiro argumento, a eleição para o All Star é uma distinção individual. O recorde das equipas pode ser um argumento válido entre dois jogadores com uma produção semelhante ou aproximada. Nesse caso, o recorde da equipa pode desempatar. Mas quando se tem números muito melhores que a concorrência, o recorde da equipa não pode ser razão para não ser escolhido. E os de Cousins (22.6 pts, 11.6, 3 ast, 1.8 rb e 1.2 dl) são esclarecedores.

Quanto à maturidade, sim, Cousins tem de ganhar mais juízo e ser mais assertivo, mas isso só mostra o jogador assustador que ele pode ser. Se sem atingir o máximo do seu potencial tem estes números, imagine-se com mais juízo naquela cabeça. Mas, mais uma vez, com estes números é impossível deixá-lo de fora.

Restava então só uma vaga e aí tínhamos seis hipóteses: Dirk Nowitzki, Tony Parker, Anthony Davis, Mike Conley, Monta Ellis e Goran Dragic. Conley, Ellis e Dragic estão a fazer as melhores temporadas das carreiras, mas ficam um bocadinho atrás dos outros três (em números e/ou em eficácia). Já entre Parker, Davis e Nowitzki foi uma escolha muito difícil. 

Custa-nos deixar o francês de fora, mas porque já tínhamos três outros jogadores de backcourt e o jogador dos Spurs fica uns pozinhos atrás dos outros dois, não podíamos ir para ele. Depois entre Nowitzki e Davis foi outra escolha quase impossível. Nowitzki, aos 35 anos, continua a fazer números de elite (21.2 pts, 6 res, 3 ast, 1 rb, apenas 1.4 to e um PER de 23.2) e continua a ser o maior responsável pela temporada positiva dos Mavs. Mas Davis está com números ainda melhores (20.1 pts, 10.5 res, 3.1 dl, 1.6 rb e um PER de 26.2 - que é coisa já mesmo de elite) e está a afirmar-se como um dos melhores power forwards da conferência (e da liga).

__

No Este, a coisa foi mais complicada. Seguindo o mesmo raciocínio, começámos por aqueles que achamos que merecem sem dúvida ir. Mas aqui só preenchemos cinco vagas. 
Depois tínhamos quatro hipóteses de backcourt (DeRozan, Afflalo, Stephenson e Joe Johnson), e quatro de frontcourt (Millsap, Noah, Jefferson e Deng).

Joe Johnson? Uns furos (leia-se, números) atrás. Não. Os outros três têm números aproximados (DeRozan e Afflalo marcam mais pontos, mas Stephenson faz mais ressaltos e mais assistências). E aqui entraram os factores "sucesso da equipa" e "responsabilidade nesse sucesso" para desempatar. Afflalo perde por razões óbvias e entre DeRozan e Stephenson é à justa. Os Pacers estão em primeiro no Este, mas isso é menos inesperado que o quarto lugar dos Raptors. E Stephenson tem muito mais ajuda nos Pacers que DeRozan nos Raptors, por isso fomos para este último.

Para a última vaga, dois jogadores destacam-se entre aqueles quatro: Paul Millsap e Al Jefferson. E entre estes dois ex-companheiros de equipa, com números aproximados (17.7 pts, 8.2 res, 2.9 ast, 1.7 rb, 1.2 dl e um PER de 20.3 para Millsap; 18.9 pts, 10.5 res, 2.1 ast, 0.9 rb, 1.2 dl e um PER de 21 para Jefferson), entra de novo o nosso critério para o desempate. Millsap está a ser um dos grandes responsáveis pela manutenção do terceiro lugar dos Hawks depois de perderem Al Horford, por isso leva a nossa última vaga.

3 comentários:

  1. No Oeste assino por baixo (embora custe deixar este super Dirk de fora).

    No Este retiraria o Teague pelo Stephenson e tirava o Bosh (só começou a jogar a sério há poucos jogos) pelo Big Al, que tem ajudado os Bobcats a deixarem de ser os bombos da festa.

    ResponderEliminar
  2. No Oeste não me parece que só vão 3 jogadores do Backcourt para o banco. Kobe vem de lesão, CP3 idem...
    São muito poucos para ajudar. É só a minha perspectiva.

    ResponderEliminar
  3. East:

    - John Wall;
    - DeMar DeRozan;
    - Lance Stephenson;
    - Chris Bosh;
    - Joakim Noah;
    - Andre Drummond;
    - Roy Hibbert.

    West:

    - Chris Paul;
    - Tony Parker;
    - James Harden;
    - LaMarcus Aldridge;
    - Anthony Davis;
    - DeMarcus Cousins;
    - Dwight Howard.

    P.S.: Deixei o Damian Lillard de fora, mas era entre ele ou o Tony Parker.

    ResponderEliminar