26.5.14

A diferença que um Ibaka faz


Já o tínhamos dito na nossa análise e previsão para esta série: Serge Ibaka é fundamental para esta equipa de Oklahoma. E, se dúvidas havia, ontem  foi a prova provada disso. Os Thunder com ele e os Thunder sem ele são duas equipas completamente diferentes.

O hispano-congolês traz coisas à equipa que mais nenhum jogador dos Thunder traz. Nenhum dos jogadores interiores de OKC é capaz de lançar de meia (e longa) distância como ele. Nenhum dos bigs de OKC consegue sair do pick and roll e abrir para lançamento como ele. Ontem lá estiveram esses lançamentos de meia distância (4 em 5) a aproveitar as ajudas defensivas sobre as penetrações de Durant e Westbrook e a dar uma fundamental terceira opção ofensiva.

Mas, por muito importante que Air Congo seja no ataque, é na defesa que não passam sem ele. A protecção do cesto (tanto a partir do lado da bola, como do lado contrário), a capacidade de conter o drible dos bases adversários nos pick and rolls e a capacidade de recuperação quando os bases o atacam em drible é algo que mais nenhum jogador interior de OKC é capaz de fazer sequer perto do seu nível.

Como fica demonstrado nestas duas jogadas (a partir dos 1'14''):


Ibaka tem a velocidade e mobilidade para sair a Tony Parker no pick and roll, conter o drible do base dos Spurs, impedir a penetração e dar tempo a Westbrook para recuperar:

Quando Parker o ataca em drible, tem velocidade para o acompanhar:

E recuperar a tempo de impedir o lançamento (neste caso, impediu; quando não impede, consegue, pelo menos dificultá-lo bastante):

E tem velocidade para, partindo do lado contrário da bola, vir ajudar e fechar o meio do campo e chegar a tempo de desarmar o lançamento de Danny Green:

Tony Parker, que tinha uma média de 7 penetrações no jogo 1 e 2 , concretizou apenas uma neste jogo. E os Spurs, que tinham marcado 120 pontos na área restritiva nos dois 1ºs jogos (66 no jogo 1 e 54 no jogo 2), marcaram apenas 40 ontem. No jogo 1 e 2 tiveram 76% de concretização na área restritiva. Ontem, 48%. Com Ibaka, os Thunder são outra equipa. E esta é outra série.

3 comentários:

  1. Não podia ter ficado mais entusiasmado ontem, estava claramente a torcer por uma vitória de OKC e o ibaka não podia ter vindo em melhor altura para eles. Vai ser interessante ver se conseguem empatar a série.. se tal acontecer pergunto-me até que ponto a cabeça dos jogadores de san antonio não podem começar a relembrar o que lhes aconteceu há 2 anos quando perderam quatro jogos de seguida nestas mesmas circunstâncias!
    Continuação de bom trabalho Márcio
    FM

    ResponderEliminar
  2. Uma grande análise Márcio.
    Concordo em absoluto no entanto penso que a maturidade e o jogo exterior dos Spurs vão fazer a diferença.

    ResponderEliminar