5.5.11

Em maus lençóis


No ano passado por esta altura, os Lakers estavam a varrer os Jazz e facilmente a caminho da final de conferência e os Celtics estavam a mandar Lebron para férias (depois de já terem mandado Wade!). Mas isso foi o ano passado e, embora tanto em Los Angeles como em Boston se comece a suspirar por esses bons tempos (e se não fôr pelas vitórias, é porque eram todos um ano mais novos que agora!), a verdade é ambas as equipas cavaram um belo buraco nestas suas eliminatórias de 2011. E com elementos estranhamente semelhantes em ambas.

De todas as equipas que ainda estão a jogar (e de todas as que já não estão também!), os Lakers e os Celtics são as duas com mais experiência, as mais veteranas e com mais jogos realizados nos playoffs nas últimas três épocas. Os de Los Angeles estiveram nas últimas três Finais e os de Boston estiveram em duas Finais nesses três anos (e no ano em que não foram às Finais, avançaram até à final da conferência). E, por isso, de ambas esperava-se que tivessem a vantagem psicológica nas respectivas eliminatórias.

Os Celtics são uma equipa dura, com uma defesa física e agressiva e amiga de jogos psicológicos e provocações para desconcentrar os adversários. Os Celtics são os bullies, os miúdos que fazem as regras do playground.
Os Lakers são uma equipa talentosa, que confia na sua superioridade para os levar aos objectivos. Os Lakers são os bons, que tiveram todo o ano à espera dos playoffs e do momento de brilhar. São os miúdos populares, as estrelas do playground.
E ambas as equipas já estiveram aqui antes, várias vezes. Sabem o que é preciso e sabem o que fazer. São equipas testadas e experimentadas na batalha.


Para além disso, as equipas que enfrentam não são (ou não tinham sido até aqui) propriamente os melhores exemplos de equipas mentalmente fortes. Os Heat foram vítimas do bullying dos Celtics ao longo da temporada regular (3-1 para os Celtics nos jogos entre ambos) e foram vários os momentos na época em que, pressionados, jogaram pior. E os Mavericks têm uma longa história de quebras e desilusões nos playoffs. São os miúdos no playground que têm de esperar vez dos mais velhos para jogar.

Tudo parecia indicar que os Celtics e os Lakers puxariam dos seus galões e mostrariam que aqui ainda mandam eles. Mas nestes dois jogos de cada série tem acontecido exactamente o contrário: os menos experimentados têm sido os agressores. Mavs e Heat tem sido mais confiantes, mais determinados e têm tremido menos. Têm sido mais consistentes, mais regulares e mais concentrados. A vantagem psicológica que não estava no seu lado à partida, é sua agora. Mostraram aos bullies e aos bons (e a eles próprios) que este playground também é deles.

E assim, de forma inesperadamente semelhante, Lakers e Celtics encontram-se em circunstâncias que não estão habituados: num buraco e com os miúdos que antes dominavam a tentar correr com eles do playground. Será que o conseguem reclamar de volta?

8 comentários:

  1. Excelente post e analogias, parabens!
    Esperemos que os Heat e os Dallas aproveitem a embalagem, ja cansa ver sempre Lakers e Boston a dominar.

    ResponderEliminar
  2. Estes play-offs têm sido qualquer coisa de assombrosa.
    E se no caso dos Celtics, eles estão a apanhar não uma super-equipa, mas sim 3 super-jogadores (bem, 2 e meio) que se reuniram numa equipa, o caso dos Lakers toma outros contornos.
    Temos que relembrar que os Dallas em relação ao ano passado, estão também mais velhos. As suas pedras basilares ganharam apenas idade.

    Estamos aí para ver o resto dos jogos. E esperemos que sejam muitos

    ResponderEliminar
  3. Excelente post! Mas não concordo contigo ao colocar ambos na mesma posição porque os Celtics vão lutar os próximos dois jogos para não serem eliminados em casa enquanto que os lakers vão ter que derrotar os mavs fora em ambos os jogos, o que na NBA pode ser decisivo. Se bem que, apesar de ver qualidades para a reviravolta em ambos os casos, vejo as coisas muito mal paradas para os dois.
    Quem sabe se o regresso de Shaq nos celtics e as palavras azedas entre os jogadores no final do jogo dos lakers será o suficiente para lhes despertar o orgulho e acordar os campeões e vice campeões para termos pelo menos séries longas e memoravéis!!

    ResponderEliminar
  4. Excelente texto, comparações muito bem pensadas.

    No entanto não me parece que os Celtics e os Lakers estejam na mesma situação, os Celtics ainda não jogaram no TD-Garden, enquanto que os Lakers, acabam de perder dois jogos em casa, portanto, a situação está mais complicada para os Lakers.

    Eu ainda acredito que os Celtics, vão conseguir dar a volta (ou não fosse adepto de Boston), embora ache que vai ser bem duro. Quanto aos Lakers, terão de fazer história se quiserem passar, ganhar duas vezes em Dallas, vai ser muito complicado.

    ResponderEliminar
  5. Com Artest suspenso para o jogo 3 a tarefa avizinha-se ainda mais complicada. Chaves para os Lakers a meu ver são:

    -Jogadores exteriores penetrarem e tentarem sacar faltas a Chandler. Na minha opinião, sem Chandler os Lakers têm tudo para dominar a área restricta.
    -Sem Artest, Barnes vai ter de ser o jogador a carregar no Dirk N. e levar ao limite da falta sempre que puder as jogadas.
    -Arranjarem uma motivação, que é o que tem transparecido desta equipa, desanimo-
    - Kobe ser Kobe

    Acredito que ganhando este jogo ainda vão a tempo de recuperar o "seu" playground.

    ResponderEliminar
  6. Os Lakers estão mesmo em maus lençóis, mas se recuperarem será mesmo épico! E com a equipa que têm eu já nem arrisco dizer nada...
    Quanto aos Boston estou confiante que vão pelo menos empatar as series. Podem não ganhar, mas acho que os próximos 2 jogos vão cair para o lado deles. Depois não faço ideia, talvez o factor casa seja preponderante. Se cometerem menos turnovers e permitirem menos contra-ataques a Miami acho que podem ganhar os próximos 4 jogos...

    ResponderEliminar
  7. Phil Jackson quer sair em estilo da nba. Para isso não vai só ganhar o título como também ser a primeira equipa da história a recuperar de um 3-0 na eliminatória.

    Go Lakers.

    ResponderEliminar
  8. Também gostava de acreditar... Mas perder o jogo 1 (quando estiveram a ganhar por 16 no 3.º e por 9 no 4.º) e jogo 3 como o perderam ontem, tenho muitas dúvidas.

    ResponderEliminar