18.10.15

Boletim de Avaliação - New Orleans Pelicans


Em Dallas o Verão foi agreste, em Houston foi solarengo e em Memphis foi ameno. Hoje vamos ver como foi na Big Easy:


Boletim de Avaliação - New Orleans Pelicans

Saídas: Jimmer Fredette, Jeff Withey
Entradas: Kendrick Perkins, (Nate Robinson, Bo McCalebb)
Cinco Inicial: Jrue Holiday - Eric Gordon - Dante Cunningham - Anthony Davis - Omer Asik
No banco: Norris Cole - Tyreke Evans - Quincy Pondexter - Alonzo Gee - Luke Babbitt - Ryan Anderson - Alexis Ajinca - Kendrick Perkins
Treinador: saiu Monty Williams, entrou Alvin Gentry

Balanço: À primeira vista, não mudaram nada. O plantel é praticamente o mesmo e mantiveram todos os jogadores da rotação da temporada passada.

Renovaram com Anthony Davis e deram-lhe um contrato máximo (5 anos e 145 milhões). Esta era uma decisão fácil e garantem para o longo prazo o seu franchise player e um dos melhores jogadores do mundo (que só tem 22 anos e vai ser um jogador dominador durante muitos e longos anos).

Renovaram com Omer Asik por 5 anos e cerca de 10 milhões por ano (44 milhões e 4 anos garantidos - que podem chegar aos 58, com o último ano e com prémios por objectivos). Com a subida do tecto salarial não é um preço demasiado elevado pelo poste titular. Mesmo com a pouca utilidade que ele tem no ataque, na defesa é um excelente complemento a Anthony Davis, liberta-o da tarefe de defender os postes adversários e deixa-o livre para ajudar sobre outros jogadores.

Renovaram também com o poste suplente, Alexis Ajinca, por 4 anos e 20 milhões (não é um negócio espectacular, mas com o novo tecto salarial, 5 milhões por ano também não é nada demais), com Dante Cunningham (3 anos, 9 milhões), com Norris Cole por mais um ano (3 milhões) e Luke Babbitt por mais 2 anos (2,5 milhões).

E contrataram Kendrick Perkins, que dentro de campo não vai ajudar muito, mas pode ser uma presença valiosa no balneário e um bom mentor para Davis, Asik e Ajinca.

(com a lesão de Norris Cole, juntaram ainda Nate Robinson e Bo McCalebb ao plantel da pré-temporada, mas só um deles é que deve ficar na equipa  - se é que algum deles fica)

Mas fizeram duas mudanças que se podem revelar decisivas.

Contrataram Alvin Gentry para o lugar de Monty Williams. Gentry é um guru ofensivo e a mente por detrás do ataque dos Warriors no ano passado (e as suas equipas nos Suns também não tinham problemas em marcar pontos), que vai trazer um novo sistema ofensivo e que se espera que eleve bastante o nível da equipa desse lado do campo.

E contrataram Darren Erman para elevar o nível do outro lado do campo. Erman é conhecido com um guru defensivo, discípulo de Doc Rivers e Tom Thibodeau, que fez parte da equipa técnica dos Celtics que ganharam o título em 2008 e foi o responsável pela defesa dos Warriors de Mark Jackson.

Os jogadores são os mesmos, mas a produção retirada deles poderá ser bastante maior (se a saúde ajudar e tiverem toda a gente disponível; e esse é um grande "se" nesta equipa, que tem tido muitos problemas com lesões nos últimos anos e que já está a ter este ano também).

Ficaram basicamente na mesma e mantiveram a equipa que terminou em 8º do Oeste também porque este não era o ano para fazer mudanças profundas. No final desta época expiram os contratos de Eric Gordon e Ryan Anderson e no próximo Verão é que vão, seguramente, fazer mudanças maiores. Para já, a aposta é na evolução deste grupo e em que este seja capaz de ir mais longe. E que Gentry seja o homem certo para os levar até lá.

Nota: 12


(a seguir: San Antonio Spurs)

Sem comentários:

Enviar um comentário