21.4.13

Os prémios da temporada


Ontem tivemos uma bela jornada de abertura dos playoffs e uma que promete (mais) uns playoffs memoráveis. Pela amostra de ontem, a diversão e a emoção parecem garantidas. Mas antes de mergulharmos de cabeça na segunda fase da temporada, vamos às nossas escolhas para os prémios individuais da temporada regular:


MVP - LeBron James - 26.8 pts, 8 res, 7.3 ast, 1.7 rb, 31.6 PER
Aqui não há discussão e a única dúvida é se o jogador dos Heat será o primeiro jogador na história a ser eleito MVP por unanimidade. Nunca ninguém o conseguiu e se calhar LeBron não o vai conseguir (porque há sempre alguém que vota nalgum jogador que não lembra a ninguém), mas o prémio é dele sem qualquer dúvida. Parecia quase imnpossível, mas James teve uma temporada ainda melhor que no ano passado e acabou com máximos de carreira em percentagem de lançamento (56.5%), percentagem de triplos (40.6%), ressaltos e duplos-duplos. E conseguiu tudo isso lançando o mínimo de lançamentos da carreira (17.8/jogo). Foi a temporada mais eficiente da carreira de LeBron e estabeleceu um novo recorde da NBA de Rating de Eficiência, com 32.18. E, nos últimos 40 anos, sabem quantos jogadores tiveram números semelhantes a estes de Lebron? Dois. Larry Bird e Michael Jordan.

Co-Rookies do Ano - Damian Lillard (19 pts, 6.5 ast, 3.1 res, em 38.6 mins/jogo)  e Anthony Davis (13.5 pts, 8.2 res, 1.8 dl, em 28.8 mins/jogo)
Aqui o vencedor não é tão indiscutível como parece (e como a meio da temporada parecia que ia ser). O base dos Blazers teve melhores números individuais nas categorias estatísticas clássicas, mas Anthony Davis, sem muita gente dar por isso, teve uma temporada mais eficaz e com melhores números nas estatísticas avançadas (e não ficou assim tão atrás nas estatísticas clássicas: 13.5 pts, 8.2 res, 1.8 dl). Lillard teve um PER de 16.4 e Davis, 21.7. 
É difícil não premiar o que Lillard fez esta temporada, mas Davis merece também reconhecimento. Lillard jogou mais (mais jogos e mais minutos por jogo) e, por isso, teve uma contribuição total maior, mas Davis teve uma contribuição mais eficaz. E Davis contribui em áreas que não são tão visíveis como as de Lillard. O base dos Blazers, pela posição em que joga, tem mais vezes a bola nas mãos e contribui (e bem!) em pontos e assistências, enquanto o extremo-poste dos Hornets (ou Pelicans?) contribui com ressaltos, defesa e trabalho poucas vezes reconhecido nas áreas interiores. Por isso, por duas contribuições diferentes, mas igualmente importantes, damos o prémio a ambos.

Sexto Homem do Ano - JR Smith - 18.1 pts, 5.3 res, 2.7 ast, 1.3 rb
Não é, muitas vezes, o jogador mais eficaz e a sua selecção de lançamento é capaz de levar qualquer treinador ao desespero. Mas nenhum jogador saído do banco teve números tão bons e nenhum jogador saído do banco foi tão importante para a sua equipa como Smith. Foi em muitos jogos o melhor marcador e o melhor jogador da equipa. Como em épocas anteriores, entrou e contribuiu com muitos pontos, mas esta temporada contribuiu também nos ressaltos (5.3 é o seu máximo de carreira e um número bstante bom para um shooting guard) e na defesa. Há outros candidatos (Jarrett Jack, Jamal Crawford, Kevin Martin), mas todos ficam um pouco atrás de Smith.

Defensor do Ano - Marc Gasol - 7.8 res (5.5 res def), 1 rb, 1.8 dl, 98 Def Rtg
Em Janeiro, esta era uma corrida em aberto. Tinhamos um jogador na frente da corrida (Joakim Noah) e uma mão cheia de perseguidores (Marc Gasol, Tony Allen, LeBron James, Omer Asik, Serge Ibaka, Larry Sanders). Na altura, Noah levava vantagem, pois nenhum jogador fazia tanta diferença na defesa da sua equipa (os Bulls sofriam mais 10 pontos em cada 100 poses de bola quando o francês estava no banco). Mas Noah perdeu uma grande parte da segunda metade da temporada e perdeu terreno na corrida. E a corrida ficou completamente em aberto. 
Porque é sempre mais difícil medir objectivamente as contribuições defensivas de um jogador (pois, para além dos ressaltos defensivos, dos desarmes de lançamento e do roubos de bola, há muitas contribuições que não aparecem na estatística: ajudas, fechos das linhas de passe, penetrações paradas, lançamentos alterados, etc; e o que é mais importante e/ou difícil? Defesa do perímetro ou do interior? Parar os penetradores no cesto ou impedi-los de penetrar?  Ajudar ou defender 1x1?) e este é um dos prémios menos objectivos. Mas a época de Marc Gasol reúne todos os ingredientes para ganhar o prémio: muito bom na defesa 1x1, muito bom nas ajudas e a fechar o meio do campo, bom nos ressaltos e a garantir a posse de bola na tabela defensiva. O mano Gasol mais novo não é o melhor em nenhuma das categorias estatísticas, mas é o que combina melhor todas elas. Não é especialista só numa característica defensiva e faz de tudo um pouco na defesa. E faz bem. 
Podemos argumentar que tem mais ajuda que alguns dos outros candidatos, mas o pilar da melhor defesa do ano e o melhor defensor da melhor defesa do ano merece este prémio.

Most Improved do Ano - Larry Sanders - 3.6 pts, 3.1 res, 1.5 dl em 20111-12 / 9.8 pts, 9.5 res, 2.8 dl em 2012-13
Esta é outra das categorias menos objectivas (provavelmente a mais subjectiva de todas) e onde há sempre muitos candidatos, dependendo de como se olhe para o prémio (para um jogador desconhecido que faz uma temporada de contos de fadas, para um jovem que tem um ano de explosão, para um jogador já consagrado, mas que continua a melhorar o seu jogo, etc). 
Mas há um ano, a maioria dos fãs da NBA nem sabia quem era Larry Sanders. E passar do quase anonimato para candidato a defensor do ano e favorito de muitos fãs, diz muito da temporada do poste dos Bucks. Depois de duas temporadas passadas no banco dos Bucks, Sanders explodiu esta temporada para quase o triplo das suas médias anteriores. Como ele próprio já admitiu, demorou tempo a adaptar-se ao ritmo da NBA e a perceber como defender neste nível (perceber o que podia ou não fazer na defesa e nos contactos). Mas quando percebeu, tornou-se um dos melhores defensores interiores da liga. 
Uma palavra de apreço para Omer Asik, Paul George, Greivis Vasquez e Jrue Holiday pelo salto que deram esta temporada, mas, para nós, o prémio vai para Sanders.

Treinador do Ano - George Karl
Gregg Popovich é um candidato vitalício ao prémio, Tom Thibodeau continua a fazer milagres com uma equipa dos Bulls dizimada por lesões e Erik Spoelstra fez um trabalho notável a gerir os egos da equipa e conseguir encaixar tantas estrelas numa equipa, mas o que George Karl fez com esta equipa dos Nuggets é verdadeiramente fenomenal. 
Karl montou um sistema perfeito para as peças que tem e desenhou um estilo de jogo que maximiza os jogadores que tem à disposição. Numa liga de super-estrelas, Karl levou uma equipa sem uma a 57 vitórias na temporada e ao topo da conferência e este é um prémio mais que merecido.

32 comentários:

  1. Costumo concordar ou perto disso com tudo o que escreves mas perdoa-me que diga: Co-rookies do ano ??

    Pode-se ir buscar o PER -costuma favorecer jogadores interiores- ou o que quer que seja, mas Lilliard foi de longe o rookie em destaque. Não quer dizer que Davis, ou mesmo Beal ou Drummond não venham a ter carreiras iguais ou melhores mas este ano o base do Portland foi um rookie num campeonato a parte.

    Ou seja, embora respeite a tua opinião, acho que Davis não pode ser posto ao mesmo nível que Damian Lillard

    ResponderEliminar
  2. E já agora, para MIP escolhia um jogador que não se fala muito porque já era bom jogador mas que fez uma coisa que acho ainda mais difícil:

    Curry, passar de um bom jogador para um jogador de top é mais difícil do que passar de médio a bom (caso do Sanders). Finalmente saudável, foi esquecido para o All-Star game e já merece reconhecimento numa equipa que finalmente está aparecer (excepção para o ano em que fizeram o maravilhoso 'upset' com os Maves).

    De resto, escolheria os mesmos

    ResponderEliminar
  3. o gasol não vai ganhar porque não é americano

    ResponderEliminar
  4. Concordo com o Diogo M em relação ao ROY Award. Acho que Lillard é o vencedor, mas também acho que Davis irá ter uma carreira melhor.
    Quanto ao MVP não podia estar mais de acordo. O Sixth man também não. Para MIP, Sanders é um dos meus favoritos, juntamente com Vasquez. Mas para Defensive Player of the Year apostava no Dwight Howard pelos números que apresenta.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  5. Concordo em todas as cetegorias menos na de Most Improved Player e Rookie.

    Para mim o Most Improved Player foi o Vucevic, da mesma forma que ninguém conhecia Sanders na temporada passada, também ninguém conhecia este jogador e a forma como contribuiu em Orlando foi fenomenal. Bateu o record do Shaq em rebounds, coisa que o Howard em 8 anos não conseguiu fazer, ficou em segundo em Rebounds com 11.9 per game e se os Magic ficaram mal com a saída do Howard só não ficaram pior porque apareceu o Vucevic.

    Quanto ao Rookie sinceramente acho que a temporada do Davis não esteve ao mesmo nível da do Lillard. A maneira como o Lillard pegou na equipa de Portland, jogava como se já tivesse anos de NBA, bateu o record de triplos por um Rookie, game-winners. O Davis é verdade que depois do All-Star Break começou a jogar de acordo com as expectativas iniciais e o Lillard não jogou tão bem na segunda parte da temporada, mas ainda assim a 2ª parte mais fraca do Lillard é melhor que a 1ª parte mais fraca do Davis. Para mim esta temporada estiveram em campeonatos diferentes.

    Quanto ao resto não podia concordar mais...

    ResponderEliminar
  6. O Davis nem cheira o prémio de rookie do ano. O impacto do Lillard foi muito maior e demonstrou muito mais maturidade, o PER é uma treta. Deixa isso de lado que até te fica mal. Aí há uns 5 anos atrás ninguém falava dessa treta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stoudemire22/04/13, 00:42

      Porque será que é uma treta...

      Eliminar
    2. sinceramente não sei como é uma treta...é uma ferramenta para medir a eficiência e o impacto de um jogador no jogo...impacto de um jogador não é so marcar pontos e acertar de 3 ;)

      Eliminar
    3. a prova é esta comparação entre Anthony Davis e o Lillard. E depois tens o Brook Lopez (jogador interior, lá está), com um per superior ao do Tony Parker, Kobe e Harden, assim como o Javale Mcgee tem um superior ao do Chris Bosh. Para mim vale zero, para quem for fã do lebron, visto que a stat foi criada para lhe dar protagonismo basicamente, é a melhor cena de sempre. Na boa, dudes.

      Eliminar
    4. Stoudemire22/04/13, 16:32

      O que não convém dizer é que ele junta o PER a basicamente todos os aspectos do jogo.
      Na boa, dude.

      Eliminar
    5. já se criam stat para dar protagonismo ao lebron... looooooool isto é tudo uma máfia para ajudar-lo, ele é tão fraquinho... é só rir.

      o que o lebron faz em campo já lhe dá o protagonismo suficiente, ontem foi só 27 pontos em 11 lançamentos, outros jogadores precisam de 27 lançamentos pa marcar 27 pontos.

      mas pronto, eu compreendo que esta época é uma frustação pa alguns, até ficam cegos com tanto ódio.

      Eliminar
    6. tá certo, engraçado é que em termos de carreira o TOP3 em termos de eficiência são M.Jordan, Lebron e Shaq...logo os 3 jogadores que mais dominaram de forma absolutamente clara a liga...é uma ferramenta que liga tudo, se um jogador joga poucos minutos mas faz tudo direitinho ele tem direito a ter um PER elevado e não ficar amarrado aos pontos efectuados num jogo ou as assistências efectuadas quando ele teve pouco tempo para fazer bons numeros....aqui joga tudo relação de lançamentos lançados e concretizados, passes, ressaltos etc etc...Eu sei porque é que tu não gostas de analisar a eficiência dos jogadores mas alto ai...

      Eliminar
    7. o PER é uma ferramenta como tu próprio dizes para análise. Agora para critério de desempate sobre quem esteve melhor na época nada como ver os jogos. ou achas q o Brook Lopez é melhor q Russell Westbrook ou Dwayne Wade ou Tim Duncan ou Parker??? Lol, tudo bem q sirva para analisar o domínio de 1 jogador mas para mim n serve para dizer qm esteve melhor durante 1 época.. ou então q tal.. agora em vez de vermos os jogos analisamos apenas numeros e já sabemos quem foi o melhor em cada época?

      bem, falando do tópico n concordo com o Rookie, sem dúvida na minha opinião foi Lillard e MIP para Paul George.. ;)

      Eliminar
    8. O que não convém dizer é que ele junta o PER a basicamente todos os aspectos do jogo.

      ----

      Não, não junta.

      o que o lebron faz em campo já lhe dá o protagonismo suficiente, ontem foi só 27 pontos em 11 lançamentos, outros jogadores precisam de 27 lançamentos pa marcar 27 pontos.

      -------

      Primeiro, não sei de quem falas. segundo, o teu ponto prova o que digo...Comé possível um shooter mediano como o lebron ter tanta eficiência? é preciso ver de onde lança, de onde marca os cestos (debaixo dele). Ou é melhor shooter que o Kobe?que o Curry?que o Melo? O contexto dos cestos, miúdo. O contexto. de onde lança, com que oposição, em jogadas de um para um ou dois para um?

      Depois, que interessa a eficácia? Só interessa desde que a estatística e o PER andam na boca de toda a gente. Ou seja, desde que a ESPN e o Hollinger embarcaram nessa onda, de forma a destacar um jogador dos outros todos.
      .

      NunoS

      LOL. O Kobe foi o jogador mais dominante durante os 4-5 anos. Faltou-te esse pequeno grande Jogador aí no meio. Fora isso, tá tudo. Continua lá a dizer que o Brook Lopez é do caray e tem mais impacto no jogo que o Kobe, o Harden e o Curry porque o PER te contou isso ao ouvido antes de ires dormir.

      Eliminar
    9. O PER é uma importante ferramenta de analise, mas por si só não diz tudo.Há mais factores a ter em conta. No ano que D. Rose ganhou o MVP, houve uma serie de jogadores que até tinham um PER bem melhor. Concordo com o Kiko, o MIP é o Paul George, mantendo a coerência com as atribuições passadas. Mas na minha opinião, o prémio deveria ser atribuído ao Durant, ou Harden, ou Duncan. Todos por motivos diferentes, mas olhando para a época passada, foram os jogadores que mais evoluíram.

      Eliminar
    10. lebron shooter mediano... pois, assim não dá pa discutir. ele só teve 40% em triplos, será que o lebron marca triplos debaixo do cesto??? quem inventou o PER se calhar inventou os triplos debaixo do cesto, só pa ajudar o lebron...
      ao nível do lebron, só o durant é que é melhor shooter, mas perde no resto. os outros podem lançar melhor que o lebron, mas não estão ao nível destes 2.
      a espn não distingue o lebron dos outros, o lebron é que se distingue dos outros.
      a eficácia não interessa pa nada, só porque alguns jogadores não são eficazes.

      Eliminar
    11. Não estou a falar só desta época. Meu, é óbvio que a eficácia de alguém que lança a 18 metros do cesto regularmente, por natureza da posição que ocupa e características físicas e técnicas vai ser menor do que a de um gajo que penetra e finaliza bem junto ao cesto, jogada sim jogada sim. Assim como é diferente a forma como os jogadores são arbitrados, as faltas que dão hipóteses de jogadas "and one", a distribuição das suas equipas pelo court. Ah, e um SHOOTING guard, está lá para lançar, não para ser um "all around". Quem fica com os bail out shots nos Heat e nos Thunder não são nem o lebron nem o durant, porque dizem que não querem estragar a estatística. Eh, os meninos do basket actual não me dizem nada.

      Heads up para o Larry Sanders, bem visto Márcio. Bem visto.

      Eliminar
    12. Nuno faz assim....

      http://www.nba.com/advancedstats/player.html#LeBron-James|2544;year=201213;season=r

      http://www.nba.com/advancedstats/player.html#Kobe-Bryant|977;year=201213;season=r

      agora compara as percentagens de acerto de ambos os jogadores em todos os locais e ai "verás de onde ele lança" ...se LBJ é um shooter mediano quem são os shooters acima da média ? enfim...cada barbaridade..Curry and Melo? por amor de deus...curioso que LBJ bate Kobe em todos os locais de lançamento, mas mesmo que assim não fosse qual a diferença de marcar de baixo do cesto ou de longe? se calhar para marcar debaixo do cesto é preciso correr, desmarcar-se, trabalho de corpo e de pés para conseguir lançar e depois é preciso acertar nem que seja a meio metro...se for por ai então tínhamos que tirar os pontos de linha de lance livre ja que uma grande parte dos pontos de Kobe são feitos por esse meio...

      Eliminar
    13. Black Mamba23/04/13, 15:30

      NunoS só os bail out calls que o Kobe e outros shooters a sério - que não o Durant - fazem, são o suf para estragar as estatisticas bonitas. Adivinha o que um jogador a sério se importa com estatística? Zero.

      Engraçado que no futebol ninguém utiliza pers nem stats de estatística. E porquê?porque são useless. Os americanos é que como têm dificuldade de ter pensamento criativo e crítico, olham para números, como se eles dissessem muita coisa. lol.

      Eliminar
    14. onde é que o basquetebol tem alguma cosia a ver com o futebol? NADA....no futebol são 11 em campo cada um com uma função e marcar golos não tem nada a ver como meter a bola dentro do cesto...qualquer jogador da NBA se quiser pode marcar 30 pontos ou mais no jogo mas a diferença estará em quantos lançamentos precisará para marcar esses 30 pontos...até o D.Howard se passar o jogo todo a fazer lançamentos meia distancia haverá uma determinada altura que acertou uns quantos...no futebol nem que um jogador mediano ou fraco queira ele não vai marcar como os melhores nem que fique o jogo todo a tentar...estatísticas tem muita importância no basquetebol não é a toa que todos utilizam isso para comparar jogadores...explica me lá como fazes para comparar os jogadores e os shooters sem estatísticas? tem a ver com a beleza do lançamento? Ta certo..."shooters a sério" ? enfim...e já agora quem tem mais mérito, aqueles jogadores que fazem sempre a mesma coisa e efectuam sempre as mesmas rotinas e os mesmos lançamentos, so fazem aquilo ou aqueles que fazem todo o tipo de jogadas no basquetebol e quando são chamados para atirar ao cesto eles acertam com grande eficácia? Por exemplo C.Anthony só faz aquilo, ele faz "30 " lançamentos por jogo, faz muitas vezes os mesmos movimentos e lança da mesma forma, são muitos lançamentos para "calibrar"...depois temos um Lebron james que passa o jogo a pensar para a equipa a distribuir jogo, a lutar sobre o cesto, a desgastar se na defesa e no ataque ao utilizar muito o corpo e o físico mas quando é chamado para atirar ele acerta com grande eficácia...dizerem que Lebron não é um shooter a serio é ridículo, os lançamentos do lebron quando os faz é com marcação, os lançamentos de 3 que ele faz normalmente sao nos ultimos segundos de cada periodo em que deixa o cronometro ir quase a zero e tem a marcação em cima do oponente...enfim cada desculpa que o pessoal arranja...

      Eliminar
    15. God aka Deus23/04/13, 17:58

      acabaste de dizer que o Carmelo é pior shooter que o lebron. não precisas escrever mais nada.

      Eliminar
    16. acabei de dizer o que? lol tá certo...eu não sei onde escrevi isso, falei de mérito e na eficiência dos lançamentos...

      Eliminar
  7. Stoudemire22/04/13, 13:43

    Equipas da casa a dominar!
    Já agora, os tweets são ridículos.

    ResponderEliminar
  8. mais ridículo q isto?? http://i304.photobucket.com/albums/nn200/nbacardDOTnet/zz%20NBA%20Photo%20Gallery/z%20Funny%20NBA%20Photos/Funny%20NBA%20Record/Lebron%20James/aka%20big%20choker/lebron-james-2011-nba-final-4q.jpg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é o clutch gene.

      Eliminar
    2. não pegas nas estatísticas globais nas finais e nos playoffs no 4to periodo? Lebron jogou mal nessa final mas isso toda a gente sabe, engraçado é quando pegam sempre na mesma coisa para falarem do melhor jogador da NBA...estão sempre a "martelar" na mesma coisa, só isso ja diz muita coisa...seria o mesmo que andar aqui a postar um jogo ou uma serie que lebron realizou o que seria difícil pois teve tantos grandes momentos na carreira...

      Eliminar
  9. Papa Valdemares22/04/13, 23:22

    Premissa: É PATÉTICO QUE CONTINUEM NESTA SENDA AO GÉNERO DO FUTEBOL!

    MVP: Inquestionável.

    Quanto ao mais:
    a) O Spoelstra (caraças de nome) vai ganhar, mas estou como o Márcio: o George fez um trabalho fantástico em Denver.
    b) Gosto da escolha do Gasol... mas tenho sérias dúvidas. O gajo é espanhol, meu!
    c) O Vasquez foi um jogador que ninguém conhecia (OK, falo por mim!) e que jogou brutalidades.
    d) Lillard... yes.
    e) Kevin Durant: independentemente dos números, parece-me que teve menos impacto que na época passada. Esperava outra evolução dele, mas não a vi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O KD evoluiu na arte de sacar faltas.
      Metade do jogos de Oklahoma são eles na linha.

      Boring...

      Eliminar
    2. Já viste o Harden a jogar? é igual ou pior, vai ser linda essa série. Depois do outro lado (no fraco Este) tens o Wade e o Lebron que mal um adversário sopra sobre eles leva uma falta. Escandaloso, mas pronto é a nba para meninos que temos hoje em dia.

      Eliminar
    3. mais uma vez eu não sei como é que tu falas de certos jogadores quando o sujeito ou equipa que estas a tentar defender fica mal nessa comparação...

      TOP NBA em lances livres

      1. James Harden 792
      2. Kevin Durant 750
      3. DWIGHT HOWARD 721 (LAL)
      4. KOBE BRYANT 626 (LAL)
      5. R. Westbrook 574
      ....
      6. Lebron James 525 (MIA)
      13. Dwyane Wade 425 (MIA)
      ....
      7.Carmelo Anthony 515 (mas por exemplo menos 9 jogos q lebron)

      Eliminar
    4. Mas eu defendi alguém? essa lista prova o meu ponto, exactamente. Agora, se queres a minha opinião, tanto o Dwight como o Kobe deviam ter ido para a linha mais vezes sim, porque levam porrada debaixo do cesto. Já o lebron e o wade passam sem ninguém lhes tocar, porque a maioria dos jogadores já sabe como é, e mesmo assim tens o lebron no top 10.

      Eliminar
    5. não sei onde vês isso...querias que eles fossem mais vezes para a linha? realmente, aliás por ti o melhor era mesmo não marcarem uma única falta para a equipa de Miami...queres um exemplo mais claro que o ultimo jogo Lakers vs warriors? esse jogo o resultado ficou ditado pela habitual "arbitragem caseira" da NBA...se calhar não estavam nos playoffs neste momento, no entanto eu prefirover os lakers nos playoffs

      Eliminar