10.3.11

A palavra do dia é... Ressalto


E esta noite, como se previa, Kevin Love bateu o recorde de duplos-duplos consecutivos na NBA pós-fusão com a ABA (em 1976). E o facto do recorde ser apenas da época moderna da liga (Wilt Chamberlain tem o recorde de sempre, com 227 - pelo menos, porque nessa época não se registavam todas as categorias estatísticas), não lhe retira nenhum mérito, antes pelo contrário.

Nos jogos actuais há menos pontos e menos lançamentos, logo há menos ressaltos disponíveis. Nos anos 60 e 70, eram frequentes os jogos com pontuações de 120 e 130 pontos e jogadores com 15 ou 20 ressaltos não era invulgar. Fazê-lo na época moderna do basquetebol é um feito impressionante. E a confirmação disto é que o recorde anterior (de Moses Malone) tinha já 32 anos. Desde 1979, passaram pela NBA alguns dos melhores postes e power forwards de sempre (para duplos-duplos de pontos e ressaltos, como os de Love) e nenhum o conseguiu. Alguns dos melhores bases (neste caso duplos-duplos de pontos e assistências) jogaram igualmente nestes anos e nenhum o conseguiu também.

E se o jovem power forward dos Wolves mostra capacidades ofensivas (um bom lançamento exterior e bons movimentos a poste baixo) suficientes para marcar mais de 10 pontos por jogo durante 52 jogos seguidos (e normalmente marca mais, tem uma excelente média de 20.8 pts), é a sua capacidade ressaltadora que tem impressionado esta temporada.

Tem 15.8 de média (11.1 ressaltos defensivos e uns fantásticos 4.7 ressaltos ofensivos), uma Percentagem de Ressalto (TR%) de 23.8%. Quer isto dizer que cada vez que há um lançamento falhado (logo, um ressalto disponível) há quase 24% de probabilidades que a bola acabe nas mãos de Kevin Love. E este é um número acima de grandes ressaltadores como Dwight Howard, Shaquille O'Neal (não o de agora, mas o dos Magic e Lakers), Ben Wallace ou o próprio Moses Malone. É um número ao nível de um dos maiores especialistas de sempre, Dennis Rodman.
E se olharmos apenas para a tabela defensiva, a percentagem é ainda maior: 34.3%. Mais uma vez melhor que todos aqueles jogadores e ao nível de Rodman.

E como se conseguem números tão impressionantes? Dwight Howard dá umas dicas:


3 comentários:

  1. Para mim, a frase "Kevin Love tem um elevado QI" diz tudo sobre o jogador dos Wolves! De facto, penso que é dos jogadores mais inteligentes da NBA, pois não é o mais atlético dos PF´s, nem o que salta mais alto. Simplesmente sabe onde "elas" vão cair.

    ResponderEliminar
  2. Sensacional o feito de Kevin Love .... me fez lembrar um outro Kevin que marcou época lá no Wolves ....

    http://netesporte.blogspot.com

    Vo seu comentário no IOnline e vim parar aqui, muito bom o blog.

    ResponderEliminar
  3. acabou-se ontem à noite a série inacreditável de mr. love. mas vai começar uma nova, de certeza. e ainda assim, é dos jogadores menos falados e subvalorizados da liga.... minnesota não vende, low market. vou comprar a camisola dele. é só uma pequena homenagem...

    ResponderEliminar